Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Estão abertas as inscrições para cursos técnicos gratuitos
Início do conteúdo da página
Educação superior

Para ministro, universidade pública tem que chegar ao interior do país

  • Segunda-feira, 07 de agosto de 2006, 16h34
  • Última atualização em Quarta-feira, 16 de maio de 2007, 10h30

Foto: Tereza SobreiraO ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou nesta segunda-feira, 7, em Barra do Garças (MT), que a interiorização da universidade pública e a ênfase na formação de professores atendem a uma determinação do presidente da República. “Se é difícil o professor chegar à universidade, então a universidade precisa chegar ao professor”, disse o ministro.

Haddad participou do ato de desapropriação do imóvel rural onde será instalado o novo campus da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Ele ministrou a primeira aula dos novos cursos de enfermagem e engenharia de alimentos da UFMT em Barra do Garças.

Antes, o ministro da Educação visitou o local desapropriado, uma área de 69 hectares que pertencia a uma agroindústria desativada. Das 60 novas vagas, a metade é do curso de engenharia de alimentos, vinculando a universidade à vocação econômica do município, que é a pecuária de corte. As outras 30 vagas são destinadas à enfermagem, já que na área de saúde está uma das maiores carências profissionais da região.

O reitor da UFMT e presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), Paulo Speller, comemorou a criação do campus de Barra do Garças, lembrando que “a universidade pública sair apenas do litoral e das grandes cidades e descobrir o interior do Brasil era uma demanda de décadas”.

Repórter: Chico Daniel

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página