Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > MEC apresenta estudo sobre alfabetização e educação de jovens e adultos
Início do conteúdo da página
Educação Superior

Complexo hospitalar da Universidade Federal do Pará recebe 204 novos profissionais

  • Quinta-feira, 01 de novembro de 2018, 21h56
  • Última atualização em Segunda-feira, 05 de novembro de 2018, 08h03

Os hospitais universitários Bettina Ferro de Souza e João de Barros Barreto, que compõem o complexo hospitalar da Universidade Federal do Pará (UFPA), admitiram, nesta quinta-feira (1º), 204 novos empregados públicos que foram aprovados em concurso realizado em fevereiro de 2017.  As unidades pertencem à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), vinculada ao Ministério da Educação.

Essa foi a 11ª convocação do total de 815 aprovados e a maior de todas que já foram feitas no complexo hospitalar. Até o momento, no total, 683 já começaram a atuar nos hospitais universitários da UFPA, o que corresponde a um pouco mais de 80% das vagas que foram abertas. A intenção é contratar os demais 132 aprovados até o final do mês de novembro.  Em relação aos outros hospitais da Rede Ebserh, esse complexo foi o segundo a receber mais profissionais em 2018.

O ministro da Educação, Rossieli Soares, foi até a UFPA para dar as boas-vindas para os novos funcionários e disse que o empenho para agilizar as contratações fez com que elas fossem feitas antes do vencimento do concurso. “Nós corríamos um risco muito grande de não conseguir chamar. Iríamos perder a oportunidade de tê-los contribuindo com o hospital e com a universidade”, comentou o ministro.  

Na cerimônia de boas-vindas aos novos empregados públicos, Rossieli Soares afirmou que a pesquisa deve acontecer não só nas universidades, mas também nos hospitais universitários. (Foto: Andre Nery/MEC)

Rossieli ainda argumentou que a pesquisa melhora o atendimento da população e o trabalho desempenhado pelos hospitais universitários. “Ser um hospital universitário é muito importante. A pesquisa que acontece na universidade tem que acontecer aqui também. É aqui que vamos começar cada vez mais a salvar vidas”, enfatizou o ministro.

O presidente da Ebserh, Kleber Morais, disse que os hospitais universitários representam uma importante parcela das pessoas que procuram o SUS, e que esse dia 1º de novembro é um dia histórico por ser a primeira vez que um ministro de estado acolhe uma turma de novos empregados da Rede. “O ministro Rossieli tomou para si a possibilidade de fazer os contratos em um momento que era considerado impossível. Todos os problemas que tivemos, desde a greve dos caminhoneiros, o ministro estava presente em todas as situações”, agradeceu Morais.

Ebserh
Desde outubro de 2015, os Hospitais universitários Bettina Ferro de Souza e João de Barros Barreto são filiados à Rede Ebserh. Vinculada ao MEC, a Ebserh administra atualmente 40 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

A empresa, criada em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações em todas as unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

Assessoria de Comunicação Social

X
Fim do conteúdo da página