Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Estudantes devem ficar atentos a irregularidades em instituições
Início do conteúdo da página
Educação superior

Seminário comemora acesso de estudante de baixa renda à universidade

  • Sexta-feira, 03 de novembro de 2006, 13h53
  • Última atualização em Terça-feira, 22 de maio de 2007, 11h00

O titular da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad/MEC), Ricardo Henriques, comemorou nesta sexta-feira, 3, durante a abertura do 2º Seminário Nacional do Programa Conexões de Saberes, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a participação de estudantes de baixa renda no ensino superior. “Vocês não serão só beneficiários de uma bolsa de estudos do governo federal, serão um benéfico elemento subversivo e popular nas universidades federais, redirecionando o viés do ensino, pesquisa e extensão para a diversidade dos saberes do povo brasileiro”, disse o secretário.

O seminário já contava na quinta-feira, 2, com a participação de 1.200 pessoas, entre alunos e coordenadores do programa. E teve uma intensa atividade cultural ao final da primeira noite. O encerramento da solenidade contou com a leitura de trechos dos livros Caminhadas, lançados no evento. A coleção contém relatos dos bolsistas com sua trajetória de vida até a universidade. “Não quero ser o cara que superou dificuldades e passou no vestibular, isto é pedante”, afirmou Raryston Rodrigues Passuelo, aluno de medicina da Universidade Federal do Pará (UFPA). “Desejo que minha aprovação não seja em vão e que as pessoas que tenham sonhos possam lutar por eles”, salientou.

Além de Henriques, representando o ministro da Educação, Fernando Haddad, a solenidade teve a participação do coordenador do Observatório de Favelas, Jailson de Souza e Silva; da estudante Viviane Santos, aluna de direito da UFRJ e bolsista do Programa Conexões de Saberes; e Frei Davi, representando a sociedade civil. Estiveram presentes a pró-reitora de extensão da UFRJ, Laura Tavares, representando o reitor; a reitora da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), Malvina Tânia Tuttman; a presidente do Fórum de Pró-Reitores de Extensão das universidades brasileiras, Lúcia de Fátima Guerra.

O evento terá nesta sexta-feira a apresentação do diagnóstico do perfil dos alunos atendidos pelo Programa Conexões de Saberes e dos calouros de 2006 das universidades federais integrantes do programa.

Programa — O MEC criou o programa em dezembro de 2005 para cobrir os gastos de universitários de baixa renda e fortalecer a troca de conhecimentos entre as comunidades populares e as universidades federais. Os custos com materiais didáticos, alimentação e transporte pesam no bolso dos estudantes de baixa renda e são, em grande parte, responsáveis pela evasão no ensino público superior. Para aumentar chances de permanência dos alunos na universidade, foi criado o programa. A seleção é por análise socioeconômica. Participam alunos de diversos cursos, que recebem bolsa.

Gustavo Vieira

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página