Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Cadernos e gabaritos do Enade estão liberados para consulta
Início do conteúdo da página
Fundeb e Orçamento

Fundeb investirá US$ 12 bilhões em dez anos

  • Quarta-feira, 04 de maio de 2005, 13h58
  • Última atualização em Sexta-feira, 11 de maio de 2007, 08h12

O Ministro da Educação, Tarso Genro, afirmou que o governo federal investirá nos próximos dez anos, cerca de R$ 32 bilhões, na educação básica do país. Destes, 60% serão destinados aos salários dos professores.

A afirmação foi feita durante audiência pública na Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira, 4, onde apresentou as linhas gerais da proposta de emenda à Constituição que criará o Fundo da Educação Básica (Fundeb). A intenção do MEC é aumentar o aporte de verbas para a educação básica, o que representará um aumento de R$ 4,3 bilhões em quatro anos.

Hoje, à tarde, ocorrerá uma reunião decisiva entre os ministros Tarso Genro, Antônio Palocci, da Fazenda, e o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. "O presidente deverá bater o martelo ainda hoje para a criação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica", garantiu o ministro aos parlamentares que, por sua vez, declararam apoio para a aprovação do projeto.

Visita - Antes do debate, Tarso Genro também visitou o presidente da Casa, Severino Cavalcanti (PP-PE), e recebeu seu apoio para a aprovação da reserva de vagas nas universidades federais aos alunos oriundos do ensino público.

Severino Cavalcanti salientou a disputa desigual entre os alunos de escolas públicas e privadas. "Os estudantes pobres não conseguem passar no vestibular. Assim que for desobstruída a pauta de votação vamos dar prioridade para a aprovação desta matéria", garantiu o presidente da Câmara dos Deputados.

Repórter: Sandro Santos

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página