Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Inep divulga gabarito do Encceja 2019
Início do conteúdo da página
Formação/valorização de profissionais da educação

Seminário avalia material pedagógico e formação de professores

  • Quarta-feira, 19 de outubro de 2005, 15h28
  • Última atualização em Sexta-feira, 01 de junho de 2007, 10h37

A terceira edição do Seminário Nacional da Rede de Formação Continuada de Professores de Educação Básica vai acontecer em Brasília, nos dias 30 de novembro, 1º e 2 de dezembro. Um dos objetivos do evento, promovido pelo Ministério da Educação, por meio da Secretaria de Educação Básica (SEB), é apresentar e discutir a análise do material pedagógico produzido pelos centros de pesquisa e desenvolvimento da educação em 2004, e que está sendo realizada por oito especialistas.

Os especialistas estão analisando os materiais pedagógicos em oito áreas: matemática, ciências, ciências humanas e sociais, artes e educação física, educação infantil, educação a distância e inclusiva, gestão e avaliação, alfabetização e linguagem.

Outro objetivo do seminário é a produção de uma radiografia sobre a formação de professores por meio dos centros de pesquisa e desenvolvimento da educação, que compõem a rede. Os centros são formados por universidades públicas e comunitárias, que mantêm equipes de coordenação e elaboração de programas voltados para a formação continuada dos professores de educação básica, em exercício nos sistemas estaduais e municipais de ensino.

Cursos – Um levantamento feito pela SEB aponta que a rede já beneficiou mais de oito mil professores brasileiros, na área de alfabetização e linguagem. Em Pernambuco, o programa formou dois mil professores da rede estadual e outros 3.920 da municipal. Em Minas Gerais, 2.310 professores estão em processo de formação. Em São Paulo, onde foi iniciada a oferta de cursos, há cerca de 255 inscritos.

O Centro de Estudos Interdisciplinares do Setor Público (ISP), da Universidade Federal da Bahia (UFBA), está formando 81 profissionais que atuam na área de gestão da educação. O Rio Grande do Norte já formou 135 tutores. Outros centros parceiros, como Paraná, Espírito Santo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, também oferecem cursos de formação de gestores.

Repórter: Sonia Jacinto

 

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página