Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Merendeiras aprendendo sobre direitos da mulher
Início do conteúdo da página
Ações internacionais

Brasil ajuda a melhorar educação na Bolívia

  • Quinta-feira, 15 de fevereiro de 2007, 13h35
  • Última atualização em Quinta-feira, 24 de maio de 2007, 09h35

Presidente Lula e o presidente da Bolívia, Evo Morales. Foto: Júlio César PaesO Brasil vai cooperar com a Bolívia para melhorar e fortalecer a educação daquele país. Nesta quinta-feira, 15, os ministros das Relações Exteriores, Celso Amorim, do Brasil, e David Choquehuanca, da Bolívia, assinaram memorando de entendimento sobre cooperação educacional entre os dois países. O acordo foi assinado, no Palácio do Planalto, na presença dos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Evo Morales.

Alimentação escolar, instituição de escolas bilíngües, educação profissional e a distância e formação de professores são as áreas prioritárias. Ainda neste semestre o Brasil enviará missões à Bolívia para apresentar seus programas educacionais.

O acordo prevê intercâmbio e aperfeiçoamento de professores, estudantes e gestores educacionais, visitas às escolas brasileiras e bolivianas, seminários, eventos, troca de informações sobre sistemas e políticas educacionais, elaboração de projetos de cooperação técnica e apoio de organismos internacionais. Também há interesse em promover o ensino de português na Bolívia e de espanhol aqui.

Formação — O chefe da assessoria internacional do MEC, Alessandro Candeas, destaca que a Bolívia quer conhecer em detalhes o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) e o Programa de Formação de Professores em Exercício (Proformação). O memorando destaca, ainda, ações no ensino infantil, educação básica e profissional, ensino superior, formação de professores, legislação, desenvolvimento de currículo, estatística e metodologia de avaliação.

Súsan Faria

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página