Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Programa de bolsas seleciona projetos para 8,9 mil alunos
Início do conteúdo da página
Prêmio Vivaleitura

Experiências de promoção da leitura vão dividir R$ 90 mil

  • Segunda-feira, 17 de outubro de 2011, 17h07
  • Última atualização em Segunda-feira, 17 de outubro de 2011, 17h33
Experiências desenvolvidas por bibliotecas, escolas e entidades de 11 estados estão entre as 15 finalistas do Prêmio Vivaleitura deste ano. Escolhidos entre 1.865 inscritos de todo o Brasil, esses projetos disputam três prêmios de R$ 30 mil, um para cada categoria, que serão destinados às melhores experiências de promoção da leitura. A cerimônia em que serão revelados os vencedores e entregue a premiação será realizada em 10 de novembro, no Rio de Janeiro.

O Prêmio Vivaleitura, que tem edição anual desde 2006, se divide em três categorias: bibliotecas públicas, privadas e comunitárias; escolas públicas e privadas; sociedade, que reúne ONGs, empresas, pessoas físicas, universidades ou faculdades e instituições sociais. Estão entre os objetivos do prêmio democratizar o acesso ao livro, estimular a leitura e a formação cidadã, apoiar a criação e a produção literárias, e reconhecer iniciativas de escolas, bibliotecas e instituições.

Entre os 15 finalistas da sexta edição do Vivaleitura, São Paulo aparece com três projetos; Rio Grande do Sul, Espírito Santo e Acre, com dois cada; Rio de Janeiro, Bahia, Minas Gerais, Amazonas, Pernambuco e Amapá, com um projeto cada. Concorrem à menção honrosa José Mindlin, destinada a inscritos na categoria sociedade, dois projetos de São Paulo, dois do Rio de Janeiro e um de Curitiba.

São critérios para a indicação, a abrangência e qualidade do projeto, amplitude e articulação das ações. A menção honrosa do prêmio homenageia o bibliófilo José Mindlin (1914-2010).

A promoção é dos ministérios da Educação e da Cultura, a coordenação e feita pela Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI) e o patrocínio da Fundação Santillana, da Espanha. O prêmio tem o apoio do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime).

Evolução - Criado no Ano Ibero-Americano da Leitura, em 2005, o prêmio é voltado para ações de incentivo à leitura em espaços escolares, bibliotecas, instituições, entidades e residências. Da primeira edição em 2006, a 2010, o Vivaleitura recebeu cerca de 10,3 mil projetos, 90 deles classificados e 15 premiados. No período, foram distribuídos R$ 450 mil.

Ionice Lorenzoni

Confira os 15 projetos finalistas, os indicados à menção honrosa e as cidades onde foram desenvolvidos.

Assunto(s): Prêmio Vivaleitura
X
Fim do conteúdo da página