Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Pais dão o exemplo em escola paraibana
Início do conteúdo da página
Internacional

Parceria entre Capes e a França prevê 1,5 mil bolsas para brasileiros

  • Sexta-feira, 17 de janeiro de 2020, 21h10
  • Última atualização em Segunda-feira, 20 de janeiro de 2020, 10h50

R$ 178,7 milhões serão investidos na inciativa de 2020 a 2021


Até 2022, estudantes brasileiros poderão contar com 1,5 mil bolsas em universidades francesas. As oportunidades são resultado da parceria entre a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a França no Programa de Cooperação Brasil-France Ingénieur Technologie (Brafitec). Os investimentos no projeto somarão R$ 178,7 milhões ao longo de três anos.

A cooperação entre os países promove o intercâmbio de estudantes de cursos de graduação em engenharia. São 56 universidades brasileiras e 30 instituições francesas envolvidas na troca de conhecimento.

O anúncio das novas bolsas foi realizado pelo presidente da Capes, Anderson Correia, durante visita de acompanhamento ao programa na Universidade de Lille, no norte da França, nesta semana. Na ocasião, Correia, reforçou o interesse da Capes na continuidade da parceria internacional entre os dois países.

Neste ano, o programa terá 61 projetos ativos e deverá enviar cerca de 500 bolsistas à França. “É um investimento que insere o Brasil na pesquisa de ponta mundial, abre espaço para que os estudantes brasileiros troquem experiência com o que está sendo produzido nas melhores universidade da França e vice-versa”, afirma o presidente da Capes, que reforçou o interesse do Brasil no recebimento de acadêmicos franceses.

O Brafitec existe há 18 anos e apoia projetos conjuntos de pesquisa em parcerias universitárias em todas as especialidades de engenharia. O programa já enviou 6.550 bolsistas brasileiros ao exterior e recebeu cerca de 1.500 bolsistas franceses nas universidades brasileiras.

A cooperação estimula o intercâmbio na graduação, em ambos os países, e realiza a aproximação das estruturas curriculares, inclusive a equivalência e o reconhecimento de créditos. Já foram realizadas mais de 2 mil missões de trabalho.

Nesta semana, a Capes e três instituições brasileiras integrantes do Programa Institucional de Internacionalização (CAPES/PrInt) estiveram em uma missão oficial de trabalho na França. O objetivo é elaborar um plano de trabalho associado às instituições francesas Centrale Supelec e Centrale Lille por meio do Programa Brafitec.

Assessoria de Comunicação Social, com informações da Capes

X
Fim do conteúdo da página