Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Base Nacional Comum Curricular será realidade nas salas de aula a partir de 2020
Início do conteúdo da página
Ebserh

Estudantes criam software para regulação inteligente de leitos em hospitais

  • Quarta-feira, 23 de outubro de 2019, 18h33
  • Última atualização em Quinta-feira, 24 de outubro de 2019, 11h27

Sistema informatizado foi apresentado em evento realizado na Universidade Federal do Rio Grande

 


Alunos da Universidade Federal do Rio Grande apresentam o sistema durante Hackathon da Saúde (Foto: Divulgação/Ebserh)


Regular de forma inteligente e informatizada o funcionamento de leitos em hospitais. Foi pensando assim que alunos de graduação e pós-graduação da Universidade Federal do Rio Grande desenvolveram o Regula HU, software intuitivo que não apenas regula os leitos como também gera uma série de informações importantes: tempo de ocupação, custos da internação e momento da alta.

O sistema promete emitir alertas de pendências para as equipes assistenciais e tem a possibilidade – ainda a ser avaliada – de integração com sistemas como o Aplicativo de Gestão para Hospitais Universitários (AGHU), o que facilitaria o acesso às informações de todos os leitos em apenas uma tela. Desde 2009, o aplicativo apoia a padronização das práticas assistenciais e administrativas dos hospitais universitários federais e permite a criação de indicadores nacionais.

Entre as vantagens do Regula HU estão:

  • Automação de processos manuais;
  • Otimização e segurança no fluxo de comunicação;
  • Visibilidade dos processos;
  • Indicadores para a central de custos;
  • Maior qualidade na assistência ao paciente e;
  • Agilidade na execução de tarefas.

A tecnologia foi destaque no 1º Hackathon da Saúde da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), vinculada ao MEC, promovido pelo Hospital Universitário de Rio Grande (HU-Furg) de 18 a 21 de outubro. Com o tema “Trilhando Caminhos da Inovação para a Saúde”, o evento reuniu, na fase final, oito propostas com soluções para a área de Atenção à Saúde do HU-Furg.

Segundo a diretora de Tecnologia da Informação da Ebserh, Simone Scholze, eventos como o Hackathon são positivos e estimulam inovações na Rede Ebserh. “Nosso intuito é dar cada vez mais espaço para iniciativas como essa, que podem ser incorporadas em todos os hospitais e trazer grandes benefícios ao serviço público”, destacou.

Além de soluções na área de regulação de leitos, foram apresentadas propostas para agendamento de consultas em articulação com o gestor de saúde, rastreamento de prontuários, controle de acesso e unificação de dados, acompanhamento das cirurgias em tempo real e monitoramento dos pacientes internados.

Para o gerente de Atenção à Saúde do HU, Fábio Lopes, os trabalhos apresentados são interessantes e passíveis de serem implantadas. “Iremos analisar todas as contribuições para implantar melhorias em nossa gestão, trazendo inovação e qualificação ao trabalho que realizamos”, observou.

Ebserh – A empresa foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência. Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas.

Assessoria de Comunicação Social, com informações da Ebserh

X
Fim do conteúdo da página