Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Meio ambiente é preocupação em escolas
Início do conteúdo da página
Educação e saúde

Geriatra da Rede Ebserh orienta idosos sobre prevenção ao coronavírus

  • Quinta-feira, 02 de abril de 2020, 16h45
  • Última atualização em Quinta-feira, 02 de abril de 2020, 16h45

Médica do Hospital Universitário Lauro Wanderley, da UFPB, atenta para mudanças necessárias na rotina


O grupo de maior risco por conta do novo coronavírus são as pessoas acima de 60 anos de idade. Ciente disso, a geriatra da Rede Ebserh, Ana Laura Medeiros, repassou algumas orientações que devem ser seguidas por idosos e familiares.

Segundo a médica do Hospital Universitário Lauro Wanderley, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), a pandemia impõe mudanças na rotina. “Higienização rigorosa das mãos, etiqueta respiratória e isolamento social se fazem necessários, principalmente, aos idosos e grupos de risco (indivíduos com doenças crônicas como hipertensão arterial, diabetes, neoplasias, doença renal, respiratória e neurológica)”, disse Ana Laura.  

A geriatra destacou que a etiqueta respiratória é uma manobra que evita a disseminação de pequenas gotículas oriundas do aparelho respiratório. Ao tossir ou espirrar, a pessoa deve fazê-lo na dobra do braço ou dentro da camisa, usar lenços de papel e descartá-los após o uso. Lavar as mãos regularmente e evitar tocar os olhos, nariz e boca em ambientes públicos, caso seja necessário sair de casa, também são práticas que podem fazer grande diferença.

De acordo com a médica, todas as alternativas propostas em relação ao tratamento da Covid-19 ainda estão em fase de testes. “De forma preventiva, sugiro que se hidratem bastante e não deixem de usar suas medicações de rotina, mantendo suas doenças bem controladas. Alimentem-se bem e de forma saudável”, orientou. 

Em relação à hidratação, a geriatra aconselhou o consumo de água, sucos (especialmente de frutas cítricas), chás e água de coco para quem não for diabético. Para uma alimentação saudável, a preferência deve ser por frutas, legumes, verduras, grãos e cereais.  Outra orientação da especialista é que os idosos devem atualizar a imunização contra a gripe H1N1.

O Ministério da Saúde tem realizado a vacinação de idosos e profissionais da saúde em todo o Brasil. “Vamos nos manter serenos e tranquilos para enfrentar as próximas semanas. Devemos também ter cuidado com o excesso de informações, especialmente, as de fonte duvidosa”, reforçou Ana Laura Medeiros.

Assessoria de Comunicação Social, com informações da Ebserh

Assunto(s): Ebserh , UFPB , coronavírus
X
Fim do conteúdo da página