Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Abertas nesta segunda, 29, inscrições para o Sisu podem ser feitas até dia 1º de junho, quinta
Início do conteúdo da página
Educação no Ar

Vice-presidente da Ebserh revela números e ações da empresa, que administra hospitais

  • Quinta-feira, 25 de janeiro de 2018, 10h06
  • Última atualização em Quinta-feira, 25 de janeiro de 2018, 10h06


O vice-presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), Paulo Henrique Costa, é o entrevistado da semana no programa Educação no Ar, da TV MEC, que será exibido nesta quinta-feira, 25, às 9h30. Os hospitais administrados pela empresa realizaram no ano passado mais de 300 mil internações, cerca de 500 mil consultas especializadas e 16 milhões de exames, informa Costa. Atualmente, são oferecidas por esses hospitais mais de 6.800 vagas em 929 programas de residências médicas.

Vinculada ao Ministério da Educação, a Ebserh administra a maior rede de hospitais públicos do Brasil, com 39 unidades, que também atuam na prática de ensino e pesquisa. A empresa é o maior polo de formação multiprofissional de saúde do país, tanto para procedimentos de baixa como alta complexidade.

Paulo Henrique Costa conta os desafios para este ano e revela os números, as ações que estão sendo implementadas para melhoria no atendimento à população. Ele é formado em administração pela Universidade Católica de Pernambuco, cursou o MBA em administração de empresas na Universidade de Birmingham, na Inglaterra, e MBA em administração de negócios e gestão pela Universidade de Northwestern, nos Estados Unidos. E há quatro meses está na vice-presidência da Ebserh.

Paulo Henrique revela que, entre as metas para 2018, está a continuidade da centralização de compras de medicamentos. “Observando a demanda dos remédios e a força de nossos 39 hospitais, implementamos a centralização, que resultou em uma economia superior a R$ 4 milhões no último ano”, destacou.

Explicou que os recursos economizados foram empregados na ampliação de leitos em unidades de terapia intensiva (UTIs), compra de equipamentos e treinamento e capacitação de profissionais para melhoria no atendimento à população e na construção de um hospital no estado do Amazonas.

Paulo Henrique Costa, vide-presidente da Ebserh destacou as ações dos hospitais da empresa no atendimento às crianças afetadas pela microcefalia  (Frame: MEC TV)

A diversidade dos hospitais da Ebserh espalhados pelo país e a restrição de recursos, destaca, leva ao aprimoramento de boas práticas de gestão, à eficiência operacional para continuar mantendo a qualidade dos serviços da empresa aos brasileiros. “Vamos continuar mantendo uma gestão transparente, com eficiência.”

Reestruturação – A Ebserh ainda faz a gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que define as diretrizes e objetivos da revitalização de 11 unidades hospitalares, integradas ao Sistema Único de Saúde (SUS). “Por serem hospitais universitários, nossa essência é de atuação complementar a rede primária e básica do SUS, mas também de alta complexidade como tratamentos cardiovasculares, oncológicos e transplantes.

Microencefalia – Paulo Henrique informa que os hospitais da Ebserh têm uma “experiência bastante rica” no atendimento às crianças afetadas pela microencefalia e está prestando atendimento também às famílias. “Temos uma presença bastante forte em hospitais no Nordeste e estamos atuando não só no tratamento, mas também na pesquisa da doença”, informa.

Assessoria de Comunicação Social 

Assunto(s): medicina , TV MEC , Ebserh
X
Fim do conteúdo da página