Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Como recuperar a senha do Enem 2017 para se inscrever no Sisu 2018
Início do conteúdo da página
Trilhas da Educação

Pesquisador usa conto infantil para conscientizar sobre alimentação saudável

  • Sexta-feira, 19 de outubro de 2018, 10h43
  • Última atualização em Segunda-feira, 22 de outubro de 2018, 11h44


O projeto de mestrado de um pesquisador de Santa Catarina tem ajudado professores a estimular hábitos saudáveis na rotina de crianças e adolescentes. Para falar sobre esse trabalho, o programa Trilhas da Educação, produzido e transmitido pela Rádio MEC, tem como convidado da edição desta sexta, 19, o criador do projeto, Salvador Sergi Agati, da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

O ponto de partida foi o clássico João e Maria, conto infantil de tradição oral que, adaptado no século 19 pelos Irmãos Grimm – no original, em alemão, Hänsel und Gretel –, percorreu o mudo em várias versões, tanto na literatura quanto no cinema. Na história, dois irmãos, filhos de um pobre lenhador, se perdem na floresta e, de repente, encontram uma casinha especial, com telhado de chocolate, paredes de bolo e janelas de jujuba. Porém, não tardam a descobrir que algo de muito errado havia com tamanha maravilha encontrada “ao acaso” – eles acabam se tornando prisioneiros da dona da casinha, uma bruxa, que os enchia de guloseimas com a intenção de devorá-los quando estivessem bem gordinhos.

Baseado nesse conto, Salvador criou o jogo para computador João e Maria contra a Bruxa Guloseima, indicado para crianças a partir oito anos. Tanto quanto na historinha, o desafio é frustrar os planos da bruxa – que simboliza a obesidade –, ajudando as crianças na escolha por alimentos saudáveis, a fim de que rejeitem aqueles recheados de gordura e açúcar.

 O jogo – A didática do jogo, com três níveis de dificuldade, favorece o trabalho do professor em sala de aula na hora de explicar aos alunos sobre a classificação e o processamento dos alimentos e composição dos grupos alimentares. “É apresentada à criança uma imagem de um alimento e ela tem que escolher entre duas alternativas”, explica Salvador. “Uma delas é a correta. No começo, a criança vai por tentativa, mas depois, habituando-se às imagens, já tem uma noção se o alimento é in natura, processado ou ultraprocessado”.

A ideia do professor foi muito bem recebida pela Udesc. “Achamos que seria uma temática muito boa de ser explorada e muito útil para a sociedade, porque hoje em dia realmente nós temos uma pandemia de obesidade”, avalia o orientador do programa de pós-graduação no qual Salvador inscreveu seu projeto. “O jogo contempla todas as temáticas relevantes para discutir a problemática da obesidade e da promoção da vida saudável. ”

Testes – Para desenvolver o game, Salvador consultou pesquisas sobre obesidade infantil, a partir de material disponível no Ministério da Educação e no Ministério da Saúde, além de ouvir nutricionistas e especialistas nessa área. A seguir, o jogo foi apresentado a três públicos distintos. Especialistas técnicos testaram a interface e a usabilidade da ferramenta. Profissionais da saúde, como nutricionistas e educadores físicos, avaliaram o conteúdo e as informações nutricionais. Por fim, professores e um grupo de 20 crianças do ensino fundamental da rede pública de Joinville (SC) testaram o conteúdo pedagógico.

O objetivo dos testes foi garantir que todas as informações ficassem claras na tela, para que a criança, atenta às opções, entendesse também o resultado de suas escolhas. Caso o jogador ignorasse o consumo de alimentos que não são saudáveis, poderia prejudicar a vida dos personagens. “Conforme a criança vai coletando o alimento, vai vendo o que acontece com esses medidores e vai percebendo se esse alimento é bom para ela ou não”, revela Salvador.

João e Maria contra a Bruxa Guloseima foi eleito, durante um simpósio internacional de jogos, o melhor artigo acadêmico da América Latina. O game é compatível com o sistema operacional Windows e pode ser baixado gratuitamente. Os dados gerados pela ferramenta podem ser usados pela comunidade científica para a criação de estudos.

Clique aqui para acessar o jogo. 

Assessoria de Comunicação Social

 

X
Fim do conteúdo da página