Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Abertas mais de 1,9 mil vagas em educação profissional a distância
Início do conteúdo da página
Enem

Exame é forma democrática de acesso à educação superior

  • Quarta-feira, 10 de abril de 2013, 12h58
  • Última atualização em Quarta-feira, 10 de abril de 2013, 15h36
“Não há acesso democrático no Brasil sem o Enem”, afirmou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, nesta quarta-feira, 10, em audiência pública na Câmara dos Deputados. “Vamos aprimorar o exame porque ele dá acesso ao Programa Universidade para Todos [ProUni] e ao Sistema de Seleção Unificada [Sisu].”

Mercadante ressaltou a importância do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e destacou as mudanças na correção da prova de redação — a partir da edição de 2012, os candidatos tiveram direito à vista da redação. “Nenhum exame do mundo faz isso”, salientou.

 

Segundo o ministro, houve muito rigor no processo. Dos 5.735 corretores contratados, 3.894 têm doutorado, mestrado ou especialização. Outros 1.841 têm graduação.  “A ideia da vista da prova é pedagógica. O debate é democrático e serve para aprender”, afirmou.

 

Ainda de acordo com Mercadante o Ministério da Educação tem acompanhado a adesão das universidades federais ao Enem. Além disso, algumas unidades da Federação vêm realizando programas de estímulo e apoio ao exame.


Assessoria de Comunicação Social

 

Confira a apresentação do ministro Aloizio Mercadante na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados

 

Leia também:

 

País terá mais 6 mil unidades de creches e pré-escola até 2014

Pacto pela idade certa é desafio e prioridade, afirma o ministro

Parceria pretende atrair 970 mil adolescentes de volta à escola

 

 

Assunto(s): Enem , redação
X
Fim do conteúdo da página