Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Ações, programas e projetos
Início do conteúdo da página
Enem de 2015

Considerado de fácil desenvolvimento, tema da redação agrada aos participantes do exame

  • Domingo, 25 de outubro de 2015, 20h09
  • Última atualização em Segunda-feira, 26 de outubro de 2015, 10h14

Estudantes chegam para o segundo dia do exame, que inclui a redação: Prova tem caráter eliminatório pra quem tira zero (foto: Isabelle Araújo/MEC)A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira foi o tema da redação da edição de 2015 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para muitos participantes da prova, realizada neste domingo, 25, a redação, um dos maiores desafios, apresentou um tema que permitiu a elaboração de bons textos.

A estudante Beatriz Rodrigues, 18 anos, que fez a prova pela primeira vez, gostou do tema, que considerou como de fácil desenvolvimento. Para Georgia Priscila, 23 anos, não foi diferente. Este é seu segundo Enem. O tema deste ano, segundo ela foi mais fácil do que o do ano anterior.

A prova de redação do Enem vale até mil pontos e tem caráter eliminatório para quem tira zero. Ela apresenta diferenças em relação àquelas aplicadas em outros vestibulares. Além de avaliar o aluno que termina o ensino médio, a redação permite a aferição do participante do exame como um sujeito crítico diante da realidade. Na unidade textual, também há a necessidade de relacionar, organizar e interpretar informações, fatos e opiniões, respeitados os direitos humanos.

Correção — No processo de correção das provas de redação, os participantes são avaliados em cinco competências, que valem, cada uma, até 200 pontos — domínio da norma-padrão da língua escrita; compreensão da proposta; capacidade de organizar e relacionar informações; construção da argumentação e elaboração de proposta de intervenção ao problema exposto.

As redações do Enem são aferidas por dois corretores, de forma individual. Cada um deles atribui nota entre zero e 200 pontos a cada uma das competências. Caso haja diferença superior a 100 pontos entre as notas totais dos dois corretores ou de mais de 80 pontos em qualquer uma das cinco competências, a redação segue para um terceiro avaliador. Na hipótese de a discrepância continuar depois da terceira avaliação, a redação será corrigida por uma banca com três professores, que será responsável pela nota final.

Textos ofensivos ou desconectados ao tema receberão zero. O mesmo vale para redações entregues em branco, independentemente do conteúdo desenvolvido na folha de rascunho.

Assessoria de Comunicação Social

Assista

Escute

 

X
Fim do conteúdo da página