Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
PDE

Alagoas adere ao PDE

  • Quinta-feira, 26 de julho de 2007, 11h16

Governador Teotônio Vilela assina a adesão ao compromisso Todos pela Educação (Foto: João Bittar)Arapiraca (AL) — O ministro da Educação, Fernando Haddad, lançou nesta quinta-feira, 26, em Arapiraca, a 128 quilômetros da capital alagoana Maceió, o Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE). Segundo ele, a educação está acima de questões político-partidárias. “O que me interessa é atender ao partido da educação. É a ele que somos filiados”, disse. O governador de Alagoas, Teotônio Vilela Filho, afirmou que todo o estado está aberto ao PDE e à disposição do MEC para estabelecer parcerias. “Alagoas reconhece que precisa da ajuda para reverter o quadro precário da educação”, disse o governador. Haddad se mostrou disponível para atender as necessidades de Alagoas. “O governador tem a liderança necessária para mobilizar a comunidade e alcançar as metas”, ressaltou o ministro.

O estado de Alagoas aderiu ao plano de metas do Compromisso Todos Pela Educação, em cerimônia na sede da Associação Atlética Banco do Brasil de Arapiraca. O ministro e dirigentes do MEC discutiram as ações do PDE com 75 dos 104 prefeitos de municípios alagoanos, educadores e profissionais ligados à educação. “A caravana da educação é mais do que uma visita do Ministério da Educação. O objetivo é disseminar uma cultura onde a educação tenha valor fundamental”, avaliou o ministro.

Prefeitos de todo estado participam do lançamento do PDE em Arapiraca (Foto: João Bittar)Alagoas concentra o maior percentual de analfabetos do Nordeste: 29,27%, segundo o Pnad/IBGE 2005. Segundo Vilela Filho, se o Nordeste é prioridade para o PDE, Alagoas é prioridade absoluta. “Temos os mais baixos índices educacionais da região”, ressaltou. O Nordeste é o foco prioritário das ações do PDE porque é na região onde estão 90% dos 1.242 municípios com os mais baixos Índices de Educação Básica (Ideb) do Brasil.

Para a secretária de Educação Básica do MEC, Maria do Pilar Lacerda, a alfabetização de crianças em idade correta é desafio que deve ser perseguido com afinco.“Não nos conformaríamos se nossos filhos não estivessem alfabetizados até os oito anos de idade. O ministério não pode admitir que haja uma única criança brasileira que não esteja alfabetizada até oito anos”,   enfatizou a secretária. A alfabetização das crianças até essa idade é uma das 28 diretrizes previstas no Compromisso Todos pela Educação. O compromisso traça metas de qualidade que deverão ser alcançadas por estados, municípios, Distrito Federal e União até 2022, bicentenário da independência brasileira.

Reflexão — Para o estudante Genivaldo Júnior, 14 anos, esse é um momento em que a população alagoana está sendo convidada a refletir sobre o valor da educação. “É muito bom ser jovem e acompanhar este momento de fortalecimento da educação brasileira”, destacou. Alagoas é o oitavo estado do Nordeste a receber a Caravana da Educação.

Ana Guimarães

Confira outras notícias da Caravana da Educação

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página