Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Esclarecimento sobre as férias do ministro da Educação, Abraham Weintraub
Início do conteúdo da página
Expansão

Ministro inaugura obras de adequação e acessibilidade em campus do IFPE de Belo Jardim (PE)

  • Sexta-feira, 23 de março de 2018, 22h36

Belo Jardim (PE), 23/3/2018 – O ministro da Educação, Mendonça Filho, inaugurou, nesta sexta-feira, 23, as obras de adequação e acessibilidade do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), Campus Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco.

Orçada em R$ 3 milhões, a obra de acessibilidade teve a ordem de serviço assinada por Mendonça Filho em novembro de 2016 e os recursos foram liberados durante a gestão do ministro. O objetivo do projeto foi o de adequar e adaptar o ambiente físico do campus do IFPE, na cidade agrestina, atendendo aos estudantes com deficiência ou mobilidade reduzida.

“O IFPE de Belo Jardim ganha duas ações importantes. De um lado, a acessibilidade, que era um compromisso do MEC, em um investimento de R$ 3 milhões, e, ao mesmo tempo, internet rápida, com 1 Gb de velocidade, que vai proporcionar outro ambiente em termos de educação para jovens estudantes, servidores e professores do IFPE-Belo Jardim”, disse Mendonça Filho.

O aumento da velocidade na conexão da internet está inserido no projeto Nordeste Conectado, lançado em 2017. O plano vai interligar, em alta velocidade, instituições federais de educação e pesquisa à Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), nas capitais e no interior do Nordeste.

De acordo com o Ministério da Educação, foram construídas calçadas, rampas, guarda-corpos e corrimãos. Houve, ainda, a restauração de elementos arquitetônicos do campus e pontos de auxílio aos estudantes com necessidades especiais, como indicação tátil, adequação de sanitários, copas, esquadrias e vagas de estacionamento.

Anália Ribeiro, reitora do IFPE, destacou a importância das ações no campus Belo Jardim, ressaltando a abertura de novos caminhos na educação, que deve ser acessível a todas as pessoas. “Elas devem ser bem recebidas em cada instituto de educação, sejam quem for, para construir e produzir o seu aprendizado. Este campus ainda mais acolhedor, em todos os ambientes”, afirmou. Atualmente, o campus Belo Jardim, que atende cerca de 1.180 estudantes, passa por outras obras, como o bloco de informática (bloco de engenharia de software). A ordem de serviço, orçada em R$ 5,8 milhões, foi assinada em dezembro de 2017. A previsão é de que ela seja concluída em 2019. “São investimentos que garantem a melhoria da qualidade da educação técnica e tecnológica em Belo Jardim e Pernambuco, o que é muito positivo”, destacou.

Projeto inaugurado pelo ministro da Educação vai atender estudantes com deficiência ou mobilidade reduzida (Foto: André Nery/MEC) O bloco terá cerca 2.500 m² de área construída e contará com salas de aula e professores, laboratórios e espaços apoio e convivência. Além dos cursos de informática para internet, oferecidos pelo campus nas modalidades subsequente e integrado, o bloco de informática atenderá os alunos do futuro curso de bacharelado em engenharia de software, previsto para iniciar no segundo semestre de 2018.

Essa graduação terá duas entradas por ano, totalizando 80 discentes, podendo ser esse quantitativo ampliado com cursos de pós-graduação. Desse modo, considerando os oito períodos do curso, a expectativa é de que 320 alunos, somente do curso de engenharia de software, sejam atendidos diretamente, além dos estudantes dos demais cursos que serão beneficiados.

Outra obra em curso no campus do IFPE de Belo Jardim é o projeto da rede de esgotamento sanitário e tratamento de efluentes, cuja ordem de serviço foi assinada por Mendonça Filho em outubro do ano passado. O valor estimado da obra é de R$ 842,5 mil.

O projeto é necessário devido às carências do atual sistema de saneamento, uma vez que a distribuição de água ainda utiliza ferro fundido e o esgotamento sanitário é feito com manilhas. Além da estrutura, a rede atual é deficitária e não atende a todos os prédios. A obra também vai melhorar os locais onde funcionam as culturas (bovinocultura e suinocultura, entre outras), com a coleta sustentável dos resíduos.

A expectativa é de que este projeto não tenha dificuldades para ser executado, já que o novo sistema de saneamento será construído em paralelo ao atual. Apenas após a conclusão será desativada a rede atual, o que não prejudica o funcionamento das atividades.

Ministro da Educação credencia Faculdade Pitágoras, em Belo Jardim (PE) (Foto: André Nery/MEC)Credenciamento – Ainda em Belo Jardim, Mendonça Filho realizou o credenciamento da Faculdade Pitágoras, instituição com mais de 50 anos de tradição no setor educacional, que será sediada nas instalações do Colégio Diocesano Monsenhor Francisco de Assis Neves. "É gratificante poder ajudar a ampliar as oportunidades de acesso à educação superior e esses novos cursos colocam Belo Jardim em um patamar mais elevado, consolidando o município como um polo educacional", disse Mendonça Filho.

Com infraestrutura de ponta e professores qualificados, a unidade de ensino superior ofertará, inicialmente, os cursos presenciais de engenharia civil, engenharia de produção, direito e segurança do trabalho. As primeiras turmas, inclusive, iniciarão as aulas em agosto deste ano.

Edemilson Marques, superintendente regional Norte/Nordeste do grupo Kroton, disse que a escolha por Belo Jardim faz parte de um projeto de expansão. “É com grande honra que chegamos a Belo Jardim. O lançamento desses cursos, com o credenciamento junto ao MEC, está alinhado com a alta demanda do mercado regional. Em breve, vamos expandir esse portfólio de cursos para que a população possa escolher qual das graduações cursar”, atestou.

A chegada da Faculdade Pitágoras a Belo Jardim vai beneficiar, além de Belo Jardim, municípios vizinhos, como Pesqueira, Sanharó, São Bento do Una e Tacaimbó, entre outros, com mais opções de ensino, qualificação e oportunidades no mercado de trabalho.

A Faculdade Pitágoras possui mais de 30 unidades distribuídas pelo Brasil e integra o grupo educacional Kroton, um dos maiores do segmento com atuação no país, que também é detentor das instituições Unic (Universidade de Cuiabá), Fama (União de Faculdades do Amapá), Unime (União Metropolitana de Educação e Cultura), Fais (Faculdade de Sorriso), Unopar (Universidade Norte do Paraná) e Uniasselvi (Centro Universitário Leonardo da Vinci).

Assessoria de Comunicação Social

 

X
Fim do conteúdo da página