Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Saúde

Na posse do novo presidente da Ebserh, ministro pede mais atenção ao cidadão e aos municípios

  • Quinta-feira, 31 de janeiro de 2019, 18h35

O ministro da Educação, professor Ricardo Vélez Rodríguez, participou, nesta quinta-feira, 31, da solenidade de posse do novo presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), Oswaldo Ferreira. Na cerimônia, que também contou com a presença do ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, e do ex-presidente da Ebserh, Kléber Morais, o ministro ressaltou a necessidade de atentar mais para o cidadão brasileiro e os municípios.

“É uma missão grandiosa. Ferreira tem um exército para coordenar de 54 mil colaboradores em 40 hospitais universitários que atendem toda a população brasileira. Hoje, a empresa tem uma crise de crescimento, mas com coragem e patriotismo, Ferreira fará um primoroso trabalho. Vamos pensar no cidadão e nos municípios”, afirmou o ministro, que ainda reforçou a satisfação em empossar o general Oswaldo Ferreira pela excelência em seu currículo e coragem de aprimorar o trabalho exercido pelos hospitais universitários do país.

Após fazer uma breve contextualização histórica de como surgiram os primeiros hospitais universitários no mundo, professor Ricardo Vélez Rodríguez reiterou o papel relevante que essas instituições têm para a educação e a saúde da população. “As pessoas procuram os hospitais universitários em busca de cura. Há uma confiança das pessoas nessas instituições. Um sentimento de salvação. Nascemos marcados pelo conhecimento médico em prol da sociedade”, completou.

Na transmissão do cargo, o novo presidente da Ebserh, general Oswaldo Ferreira, ressaltou que sua missão será olhar para o cidadão, para os municípios, aqueles que depositam confiança nas instituições que representamos. Segundo Ferreira, sua gestão será calçada na atenção à saúde, formação e aperfeiçoamento de profissionais. “Minha prioridade será também continuar as obras em andamento e retomar as paralisadas que aprimoram as instalações precárias que nos deparamos hoje. Há de ser um investimento contínuo e qualificado”, pontuou o novo presidente.

Natural de Juiz de Fora (MG), Oswaldo Ferreira tem 68 anos e seguiu a carreira militar pelo Exército Brasileiro, ao qual serviu por 45 anos. É engenheiro, mestre em Aplicações Militares e doutor em Aplicações, Planejamento e Estudos Militares. Como general, implantou o Comando Militar do Norte, quando criou o Colégio Militar de Belém. Foi o responsável pela condução das discussões sobre infraestrutura do governo do presidente Jair Bolsonaro.

O general Oswaldo Ferreira (de pé) é o novo presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) (Foto: Luís Fortes/MEC)

Educação - Sobre os desafios da educação, Vélez enfatizou que é necessário se adaptar e conversar com as tecnologias, bem como aplicá-las, principalmente, nos ensinos básico e fundamental. “Nosso filhos e netos estão plugados em smartphones e outros aparelhos dia e noite. Temos que resgatar o interesse de milhões de adolescentes que largaram a escola no Brasil. Temos de estar inseridos nessa nova linguagem de ensinar. Não precisa brigar com a tecnologia. Temos de buscar um conhecimento dinâmico”, reforçou.

Brasil futuro - Em um discurso entusiasmado, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, destacou as principais missões da atual gestão e valorizou a qualidade da gestão pública para enfrentar esses desafios. “Pesquisas e pesquisas divulgadas ao longo desses anos demonstrando o péssimo desempenho do ensino brasileiro em rankings internacionais. Parem de fazer pesquisas mensais. Colham resultados a longo prazo. O país precisa de uma nova gestão eficiente e duradoura. Vamos trabalhar para mudar esse cenário. Vamos ter orgulho do nosso país. Ou resgatamos o nosso patriotismo ou seremos liquidados”, ressaltou Heleno.

Missão cumprida – À frente da Ebserh por 2 anos e 9 meses, Kléber Morais afirmou deixar o cargo com o sentimento de dever cumprido. “Avançamos muito em um trabalho relevante para a saúde brasileira, bem como para a pesquisa, ensino e extensão do país. A gestão foi pensada para melhorar a saúde pública. Tive uma missão à frente da Ebserh e estou muito feliz com a continuidade do trabalho ser realizada por Oswaldo Ferreira”, afirmou Morais.

Ebserh – Estatal vinculada ao MEC, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), criada em 2011, atua na gestão de 40 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

   

Assessoria de Comunicação Social

X
Fim do conteúdo da página