Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Gabaritos e cadernos de questões já estão disponíveis
Início do conteúdo da página
  • Centenário da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica - Selo

    banner rede federal
        Principal | Linha do Tempo | Mapa da Expansão | Fotos | Vídeo


        SELO

     

        Aqui você encontra as versões do selo do centenário para utilização.

     

               > Manual de aplicação

               > Selo em vetor

               > Selo em imagem


  • Cursos do Mercosul têm selo de qualidade atribuído pelo MEC

    O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, assinou nesta terça-feira, 17, portaria que atribui selo de qualidade (acreditação) a cursos de agronomia, arquitetura, enfermagem, medicina veterinária e engenharia no Sistema de Acreditação Regional de Cursos do Mercosul. O selo representa uma declaração de qualidade ou reconhecimento do curso entre os países do bloco.

    O objetivo do reconhecimento dos cursos é integrar os países da região para o desenvolvimento educacional, econômico, social, político e cultural. O selo de qualidade facilita o intercâmbio de estudantes e de professores entre as instituições de ensino durante a vigência da certificação.

    O reconhecimento ocorreu durante a 100ª reunião ordinária da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes), em Brasília. Mercadante ressaltou a importância das avaliações educacionais para a garantia da qualidade na expansão da educação superior. “Vamos continuar exigindo cada vez mais rigor e mais qualidade”, disse.

    O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Luiz Claudio Costa, reafirmou o compromisso com a melhoria dos processos de aferição em todas as etapas de ensino. “As avaliações só se concretizam quando a cultura de autoavaliação é incorporada nas instituições”, afirmou.

    A reunião da Conaes marcou também o início das atividades dos seminários regionais sobre autoavaliação institucional e comissões próprias de avaliação (CPA), organizados pelo Inep. Além do seminário da região Centro-Oeste, nesta terça-feira, 17, e na quarta, 18, em Brasília, estão previstos encontros em Florianópolis, Belém, Salvador e São Paulo.

    Assessoria de Comunicação Social do Inep
  • Instituto paulista leva prêmio por formação de profissionais

    O campus de Guarulhos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo recebe nesta quinta-feira, 28, o Selo da Organização Parceira da Educação Profissional do município. Criado em novembro de 2008, o prêmio é concedido a cinco empresas e a uma escola que se destacam na formação e na qualificação profissional de jovens e adultos da cidade paulista, que conta hoje com mais de 1,3 milhão de habitantes.

    A premiação decorre do trabalho desenvolvido por meio do Programa Nacional de Integração da Educação Profissional com a Educação Básica na Modalidade Educação de Jovens e Adultos (Proeja) em Formação Inicial e Continuada (FIC). O curso atende mulheres em situação de risco social. As aulas técnicas e o ensino fundamental, este sob responsabilidade da prefeitura, são ministrados no campus.

    Para a diretora-geral da unidade, Mônica Bravo Rodrigues, o prêmio é o reconhecimento de uma ação desenvolvida por todos os servidores. “Isso mostra que é possível fazer um trabalho de qualidade, voltado para a inclusão, que garanta a elevação da escolaridade, o resgate da cidadania e o ingresso no mercado de trabalho”, disse.

    A escolha dos premiados cabe a uma comissão formada por representantes de instituições de ensino profissionalizante e de órgãos municipais. O Selo da Organização Parceira da Educação Profissional, assim como o Selo da Empresa Parceira da Educação Profissional, foi criado em novembro de 2008, por lei municipal. Na época, foi instituída a data de 24 de abril como o Dia Municipal da Educação Profissional.

    Danilo Almeida
  • Política pública abre inscrição para selo de reconhecimento

    Órgãos e entidades públicas ou particulares que promovem e disseminam ações alinhadas à Estratégia Nacional de Educação Financeira (Enef) podem se candidatar ao selo de reconhecimento (Selo Enef). As iniciativas, individuais ou em conjunto, devem ser inscritas até 12 de julho, pela internet.

    Os interessados podem cadastrar iniciativas de educação financeira que tenham metodologia pedagógica de desenvolvimento adequada ao público beneficiário e também abordem conteúdos como cidadania, consumo responsável, orçamento pessoal e familiar, poupança e investimento, crédito, autonomia, prevenção, planejamento financeiro, empreendedorismo, defesa do consumidor e do investidor, sistema financeiro nacional, educação fiscal e mudança da condição de vida.

    De acordo com o regulamento, as iniciativas de educação financeira podem ser tanto presenciais quanto a distância. Outro critério é ser gratuita, além de não ter objetivo de promoção comercial de produtos ou serviços.

    O Selo Enef terá a validade de quatro anos, com processo de concessão a cada dois anos. A iniciativa que receber o selo será revisada a cada dois anos. O selo vem para reconhecer as iniciativas de educação financeira alinhadas à estratégia nacional.

    A Estratégia Nacional de Educação Financeira é uma política pública lançada em 2010 para promover a educação financeira e previdenciária da população, bem como contribuir para o fortalecimento da cidadania, para a eficiência e solidez do sistema financeiro nacional e para a tomada de decisões conscientes por parte dos consumidores. Foi criada a partir da articulação de órgãos e entidades governamentais, dentre eles o Ministério da Educação, e quatro organizações da sociedade civil, que integram o Comitê Nacional de Educação Financeira (Conef).

    As iniciativas devem ser inscritas na página da Enef na internet.

    Assessoria de Comunicação Social

  • Universidade de Pelotas lança selos alusivos aos 40 anos

    A Universidade Federal de Pelotas (UFPel) lançou nesta terça-feira, 18, quatro selos comemorativos dos 40 anos de existência, em parceria com o Ministério da Educação e com os Correios. Localizada na metade sul do Rio Grande do Sul, a UFPel oferece cursos de graduação e pós-graduação nas áreas de humanas, ciências agrárias e biológicas, exatas e de tecnologia, além de letras e artes.


    Um dos selos é alusivo ao Centro de Integração do Mercosul, que apoia a universidade nas ações de integração entre Brasil e Uruguai. Outro faz referência ao Liceu Rio-Grandense, prédio criado na época do império usado como sede da primeira reitoria da UFPel. O terceiro selo mostra a vista aérea do novo campus do Porto, sede da nova reitoria. O último deles é um auto-retrato do pintor Leopoldo Gotuzzo, patrono da escola de belas-artes, que deu origem ao Instituto de Arte e Design da universidade.


    Na visão do ministro da Educação, Fernando Haddad, os selos foram lançados em um momento propício, o de expansão e reestruturação das universidades federais. No caso da UFPel, a partir da adesão ao Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni), o número de cursos de graduação subiu de 48 para 72. Este ano, serão oferecidas 4.025 vagas de ingresso pelo novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Até 2012, a instituição deve oferecer 105 cursos a 25 mil alunos.


    “A democratização do acesso à educação superior de qualidade é um processo irrefreável”, salientou Haddad. O ministro também ressaltou o papel dos Correios no apoio a iniciativas como a do lançamento dos selos. “Os Correios ajudam a construir a identidade nacional, pela sua capilaridade e prestígio. Assim deve ser, também, com nossas universidades federais, que devem retomar o respeito da população”, disse.


    O reitor da universidade, Antônio César Borges, informou que as comemorações pelos 40 anos da instituição seguirão até agosto de 2010, quando serão concluídas as obras do campus do Porto. O complexo abrigará a reitoria e mais duas faculdades. Hoje, além das unidades do Porto e de Pelotas, a universidade conta com uma no município de Capão do Leão.

    Letícia Tancredi

Fim do conteúdo da página