Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
  • Escolha de obras para jovens e adultos vai até o dia 8

    A escolha de coleções e de livros para as turmas de educação de jovens e adultos cabe às redes de ensino estaduais e municipais (foto: Wanderley Pessoa)O Ministério da Educação prorrogou para o dia 8 próximo o prazo para a escolha de coleções e livros didáticos de alfabetização e educação de jovens e adultos. O prazo anterior expiraria na segunda-feira, 4. A escolha das obras que serão usadas por educadores e estudantes em 2011 deve ser feita pelo coletivo da escola, que compreende professores, alfabetizadores, coordenadores de turmas e gestores do programa Brasil Alfabetizado.

    A Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad) do MEC lembra que a escolha de coleções e livros cabe a cada rede de ensino, estadual ou municipal. Isso significa que as escolas vão receber do MEC o conjunto de obras que teve maior número de indicações pela rede à qual estão subordinadas.

    Para ampliar a oferta de obras didáticas para a alfabetização e educação de jovens e adultos nas redes públicas de ensino, o MEC lançou em 2009 o Programa Nacional do Livro Didático para a Educação de Jovens e Adultos (PNLD-EJA), que incorporou o Programa Nacional do Livro Didático para a Alfabetização de Jovens e Adultos (PNLA). O objetivo dessa iniciativa do governo federal é garantir que escolas e sistemas públicos de ensino recebam livros didáticos de qualidade. A política do livro compreende avaliação das obras, aquisição e distribuição.

    Confeccionado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), o Guia dos Livros Didáticos do PNLD-EJA 2011 apresenta resenhas e a relação de obras e coleções, além de uma série de informações sobre o uso pedagógico do material.

    Assessoria de Comunicação Social
  • Inscrição de obras para jovens e adultos começa em agosto

    Será aberto em 8 de agosto próximo o período para cadastramento e pré-inscrição de títulos no Programa Nacional do Livro Didático para a Educação de Jovens e Adultos (PNLD-EJA) referente ao ano letivo de 2014. O prazo se estenderá até 8 de março do ano que vem. A etapa seguinte, de entrega das obras e da documentação exigida, está prevista para o período de 18 a 26 de março, também de 2013.

    As obras serão destinadas aos educadores e alunos da educação de jovens e adultos do Programa Brasil Alfabetizado (PBA), das escolas federais e das redes de ensino estaduais, municipais e do Distrito Federal.

    No processo de inscrição, os interessados devem indicar a caracterização da obra. Estão estabelecidas cinco categorias. A primeira, destinada à alfabetização de jovens e adultos das entidades parceiras do Programa Brasil Alfabetizado (PBA) e aos alunos de escolas públicas que mantenham turmas exclusivamente de alfabetização de jovens e adultos. A segunda, para os anos iniciais do ensino fundamental, compreendendo as etapas ou ciclos de alfabetização e subsequentes. A terceira, para os anos iniciais do ensino fundamental. A quarta, para os anos finais da mesma etapa do ensino. A quinta, para o ensino médio.

    O cadastramento das obras pelos detentores de direitos autorais deve ser feito na página do Sistema de Material Didático (Simad) na internet. As normas de inscrição e prazos constam do edital do programa.

    Assessoria de Comunicação Social

     

     

  • Inscrição de obras para jovens e adultos começa em outubro

    Será aberto em 5 de outubro o período para cadastramento e pré-inscrição de títulos no Programa Nacional do Livro Didático para a Educação de Jovens e Adultos (PNLD-EJA). O prazo se estenderá até 4 de dezembro. A etapa seguinte, de entrega das obras e da documentação exigida, está prevista para o período de 4 a 6 de janeiro do ano que vem.

    Cerca de 5,4 milhões de estudantes de escolas públicas e entidades parceiras do programa Brasil Alfabetizado com turmas de ensino fundamental na educação de jovens e adultos receberão os novos livros a partir de 2011.

    As obras inscritas serão avaliadas pelo Ministério da Educação, que observará a adequação do conteúdo pedagógico. As especificações técnicas de fabricação do livro, como gramatura do papel e qualidade da lombada, serão analisadas pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo.

    Decididas as obras a serem adquiridas pelo Fundo Nacional de Desenvolvido da Educação (FNDE), responsável pelo programa, será produzido o Guia do PNLD-EJA de 2011, com a relação dos livros selecionados para orientar a escolha a ser feita pelos professores.

    As disciplinas das turmas de alfabetização serão letramento e alfabetização linguística e alfabetização matemática. Os jovens e adultos matriculados em séries do segundo ao quinto ano do ensino fundamental receberão livros de língua portuguesa, matemática, ciências, artes, história e geografia. Além dessas matérias, os estudantes do sexto ao nono ano terão uma obra de língua estrangeira (inglês ou espanhol). Os livros não precisarão ser devolvidos ao fim do período letivo.

    As normas de inscrição e prazos constam do edital do programa, publicado nesta sexta-feira, 18.

    Assessoria de Comunicação Social do FNDE
  • Obras para a educação de jovens e adultos serão distribuídas em 2011

    A partir de 2011, o governo federal vai distribuir livros didáticos específicos para a educação de jovens e adultos. As obras serão entregues nas escolas públicas e entidades parceiras do programa Brasil Alfabetizado com turmas de ensino fundamental.


    A decisão consta da Resolução nº 51 do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), publicada nesta quinta-feira, 17. A norma cria o Programa Nacional do Livro Didático para a Educação de Jovens e Adultos (PNLD-EJA).


    A iniciativa vai beneficiar 5,4 milhões de alunos, que recebiam apenas livros de alfabetização. O edital com as normas e os prazos para as editoras inscreverem as obras será divulgado nesta sexta-feira, 18, na página eletrônica do FNDE. A Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad) do Ministério da Educação será a responsável pela avaliação dos títulos, que devem atender critérios estabelecidos no edital.


    “As editoras que tiverem obras de alfabetização inscritas no PNLA (Programa Nacional do Livro Didático) de 2010 poderão migrar para a categoria de alfabetização do PNLD-EJA, aproveitando os mesmos livros”, explica o diretor de ações educacionais do FNDE, Rafael Torino.


    As disciplinas das turmas de alfabetização contempladas serão letramento e alfabetização linguística e alfabetização matemática. Os jovens e adultos matriculados em séries do primeiro ao quinto ano do ensino fundamental receberão livros de língua portuguesa, matemática, ciências, artes, história e geografia. Além dessas matérias, os estudantes do sexto ao nono ano ganharão uma obra de língua estrangeira (inglês ou espanhol). Todos os livros serão consumíveis e não precisarão ser devolvidos ao fim do período letivo.


    Adesão — Para participar do novo programa de distribuição de livros didáticos, as secretarias estaduais e municipais de educação e as entidades parceiras do programa Brasil Alfabetizado devem preencher o termo de adesão, que estará disponível na página eletrônica do Ministério da Educação. As escolas públicas que ofereçam educação de jovens e adultos precisam estar cadastradas no censo escolar do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). As entidades parceiras precisam manter atualizado o cadastro no sistema do programa Brasil Alfabetizado.


    A Resolução nº 51/2009 foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 17.

    Assessoria de Comunicação Social do FNDE

Fim do conteúdo da página