Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
  • Cefet do Rio de Janeiro tem novo diretor-geral pro-tempore

    Vice-diretor da instituição nomeado para o cargo é da Carreira de Magistério do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico

    O professor Marcelo de Sousa Nogueira foi nomeado, nesta sexta-feira, 25 de outubro, diretor-geral pro-tempore do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet-RJ). A indicação ao cargo saiu na Diário Oficial da União (DOU).

    Da Carreira de Magistério do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico, o docente estava na função de vice-diretor do Cefet-RJ e, agora, substitui Maurício Aires Vieira.

    Nogueira é formado em Engenharia Química pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (1994) e mestre em Tecnologia pelo Cefet-RJ (1996). O novo diretor-geral pro- tempore do Cefet-RJ tem experiência em Gestão de Pessoas, com ênfase em Treinamento e Desenvolvimento. Ele atua principalmente nos temas de administração, gestão estratégica, planejamento, competências, vantagem competitiva e gestão do conhecimento.

  • Centro Tecnológico do Rio de Janeiro tem novo diretor geral

    Tomou posse na manhã desta quinta-feira, 30, em Brasília, o novo diretor geral do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet-RJ), Carlos Henrique Alves. Participaram da solenidade o secretário de educação profissional e tecnológica do MEC, Eliezer Pacheco, e o ex-diretor-geral do Cefet-RJ, Miguel Badenes.

    O secretário de educação profissional e tecnológica, Eliezer Pacheco, destacou que a secretaria está à disposição do novo diretor para futuros projetos que a nova gestão possa desenvolver. “A Setec tem orgulho da qualidade do ensino ofertado pelo Cefet do Rio de Janeiro, que é uma das grandes instituições que compõem a rede federal hoje”, afirmou ainda.

    Criado em 1917 pela Prefeitura Municipal do então Distrito Federal, na época Rio de Janeiro, como Escola Normal de Artes e Ofícios Wenceslau Brás, o Cefet é uma das três instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica presentes no estado. As oito unidades da instituição ofertam mais de 40 cursos, dentre técnicos, de graduação e pós-graduação, e possuem atualmente mais de 10,6 mil matrículas.

    Diretor geral - Graduado em engenharia eletrônica e doutor em engenharia biomédica, Carlos Alves é professor da rede federal desde 1991, quando ingressou no Cefet-RJ.  O novo diretor também já coordenou um projeto internacional na área de bioengenharia e ocupou diversos cargos de direção, além de ter sido membro de conselhos no próprio Cefet-RJ. “É com muita honra que assumo uma instituição que possui um papel importante na formação profissional brasileira”, disse, durante a solenidade.  


    Assessoria de imprensa da Setec

  • Denúncias no processo eleitoral do Cefet-RJ são encaminhadas à corregedoria

    Guilherme Pera e Dyelle Menezes, do Portal MEC

    Indícios de irregularidades levaram à suspensão do processo eleitoral do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet-RJ). As denúncias foram enviadas à corregedoria do Ministério da Educação (MEC) para a devida apuração.

     “As denúncias foram originadas na própria comissão eleitoral. Elas estão sendo apuradas porque envolvem condutas de agentes públicos. A apuração pode ter impacto sobre o processo eleitoral e é por isso que o resultado fica em suspenso até a conclusão”, disse o secretário de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Ariosto Antunes, em coletiva de imprensa na sede da pasta nesta terça-feira, 20 de agosto.

    A pasta tem o objetivo de assegurar a imparcialidade e afastar qualquer influência sobre o processo eleitoral. O Cefet não pode ficar sem direção. Por isso a escolha temporária de Maurício Aires Vieira, até então assessor e diretor de Programas substituto da Secretaria Executiva do MEC.

    Ariosto Antunes ressaltou não se tratar de uma intervenção, pois se trata de um pro tempore. “Essa designação não significa o caráter permanente. Tem caráter temporário, até que se conclua a análise do processo e apuração dos fatos”, afirmou o secretário.

    Maurício Aires Vieira no MEC, dias antes de assumir o Cefet-RJ. Foto: Gaby Faria/MEC

    Currículo do interino –
    Natural de Capão do Leão (RS), o gaúcho de 43 anos tem experiência tanto em universidade quanto em Cefet e instituto federal. Maurício Vieira é licenciado em Física pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel, 1999), mestre e doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande (FURG, 2002) e pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS, 2009), respectivamente.

    Vieira foi vice-reitor da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) na gestão de 2015 a 2019, diretor e coordenador acadêmico do Campus Jaguarão da Unipampa (2009 a 2014).

    Tem experiência como orientador, colaborador e avaliador em projetos de ensino, pesquisa e extensão em cursos de graduação e pós-graduação, que abordam temas relacionados com formação docente, gestão acadêmica, educação integral, gestão das práticas docentes, metodologia de pesquisa em educação.

    Em uma das experiências profissionais, participou da transformação do hoje Instituto Federal Sul Riograndense (IFSul) de Cefet para Instituto Federal.

  • MEC nomeia diretor-geral pro tempore do Cefet-RJ

    Maurício Aires Vieira em sua antiga sala na Secretaria Executiva do MEC. Foto: Gaby Faria/MEC

    Guilherme Pera, do Portal MEC

    Com experiência tanto em universidade quanto em instituto federal, Maurício Aires Vieira foi escolhido diretor-geral pro tempore do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet-RJ). A nomeação dele para o cargo, de forma interina, saiu em portaria publicada na edição do Diário Oficial da União desta sexta-feira, 16 de agosto.

    “Assumirei com o desafio de fazer o Cefet, com toda a estrutura que tem, desde o ensino médio até o doutorado, crescer, melhorar os processos”, disse o novo diretor, que possui 43 anos de idade.

    Natural de Capão do Leão (RS), Maurício Vieira é licenciado em Física pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel, 1999), mestre e doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande (FURG, 2002) e pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS, 2009), respectivamente.

    O gaúcho foi vice-reitor da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) na gestão de 2015 a 2019, diretor e coordenador acadêmico do Campus Jaguarão da Unipampa (2009 a 2014).

    Tem experiência como orientador, colaborador e avaliador em projetos de ensino, pesquisa e extensão em cursos de graduação e pós-graduação, que abordam temas relacionados com formação docente, gestão acadêmica, educação integral, gestão das práticas docentes, metodologia de pesquisa em educação.

    Em uma das experiências profissionais, participou da transformação do hoje Instituto Federal Sul Riograndense (IFSul) de Cefet para Instituto Federal.

    Até a nomeação, Vieira trabalhava como assessor e diretor de Programas substituto da Secretaria Executiva do Ministério da Educação (MEC).

Fim do conteúdo da página