Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Inscrições para mestrado em matemática vão até 2 de julho
Início do conteúdo da página
Recursos do MEC

Federal de Viçosa realiza 10 mil testes de coronavírus

  • Quinta-feira, 23 de abril de 2020, 19h32
  • Última atualização em Quinta-feira, 23 de abril de 2020, 19h32

Insumos foram adquiridos com repasse do Ministério da Educação

A Universidade Federal de Viçosa (UFV) está trabalhando na realização de 10 mil testes do novo coronavírus. A compra dos insumos para o desenvolvimento dos testes foi viabilizada com investimento de R$ 2,64 milhões, repassados pelo Ministério da Educação, por meio da Secretaria de Educação Superior (SESU).

Seis laboratórios da universidade (cinco do campus Viçosa e um do campus Rio Paranaíba) estão credenciados para testar a população em Minas Gerais. Os testes dos laboratórios da UFV estão 100% de acordo com os padrões estabelecidos pela Fundação Ezequiel Dias, instituto vinculado à secretaria de saúde do estado.

Segundo a universidade, o teste autorizado é o RT-PCR em tempo real. Nele, é coletada uma amostra de secreção nasal e da garganta do paciente e, posteriormente levada ao laboratório para uma busca pelo material genético do SARS-Cov-2.

Desde o fim de fevereiro, a instituição está empenhada em viabilizar a iniciativa. Na prática, os testes vão atender a população de Viçosa e região, e também de Rio Paranaíba e cidades do entorno. A equipe que está à frente da iniciativa é formada por professores pesquisadores, técnicos-administrativos e estudantes treinados para manipulação de amostras virais e nas técnicas que estão sendo utilizadas para execução dos testes.

Na avaliação do reitor da UFV, Demetrius Silva, a realização dos testes pretende ajudar a desafogar o sistema de saúde da região. “Realizar 200 testes por dia é um volume significativo, levando-se em conta que, em Viçosa, por exemplo, até o dia 31 de março, haviam sido realizados apenas 27 testes de detecção do coronavírus”, analisou.

Além dos testes, o investimento do MEC também está sendo utilizado em outras ações, como confecção e produção de máscaras e de álcool em gel, além de capacitação de profissionais da saúde.

Investimento – A UFV é uma das instituições que vai receber o repasse do MEC para o enfrentamento da pandemia. A determinação foi publicada no Diário Oficial da União, no dia 2 de abril, por meio da Medida Provisória nº 94. O investimento total do ministério será de R$ 339,4 milhões, divididos entre universidades e institutos federais.

Do montante previsto na MP, R$ 60 milhões ficam com a Secretaria de Educação Superior (Sesu), do MEC, para serem descentralizados em breve conforme a demanda. A federal de Uberlândia fez uma proposta de trabalho para uso dessa cota e foi atendida.

Assessoria de Comunicação Social

Assunto(s): MEC , UFV , coronavírus
X
Fim do conteúdo da página