Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Parcelas da merenda escolar e transporte estão disponíveis
Início do conteúdo da página
Pesquisas e dados

MEC faz mapeamento da alfabetização no país

  • Sexta-feira, 18 de março de 2005, 10h34
  • Última atualização em Quinta-feira, 10 de maio de 2007, 09h37

Foto: Tereza SobreiraInstituições que realizam cursos de alfabetização devem preencher, até o dia 30 de abril, o questionário Mapeamento Nacional de Iniciativas de Alfabetização de Jovens e Adultos, feito pelo ministério da Educação. Desde segunda-feira, 14, o documento está no endereço do instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC) na internet ou na versão impressa no setor de Educação de Jovens e Adultos (EJA) das secretarias estaduais de Educação.

A partir das respostas do questionário, o MEC vai construir um diagnóstico que possibilitará ao país conhecer as iniciativas e instituições envolvidas na alfabetização de jovens e adultos. Serão informações para subsidiar as políticas do setor no MEC e nas secretarias municipais e estaduais de educação. O mapeamento terá duas etapas e essa primeira deve ser concluída até maio, com a tabulação dos dados.

O secretário Nacional de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad/MEC), Ricardo Henriques, explica que o Brasil sabe pouco sobre as iniciativas de alfabetização de jovens e adultos. "E desconhece os múltiplos desenhos assumidos, pelos programas e projetos, atores sociais, forma de inserção nas iniciativas, abrangência das ações e recursos investidos". Henriques comenta que a partir do mapeamento, além do cadastro das instituições ligadas à alfabetização, será conhecida a rede de produção de serviços. Com as informações, será possível definir ou adequar as políticas para o setor, nos três níveis de governo.

O mapeamento é uma iniciativa da Secad, em parceria com as secretarias de educação dos estados e do Distrito Federal, que pretende, em cada unidade da federação, com base nas informações referentes a 2004, cadastrar as instituições envolvidas e no esforço de alfabetização, conhecer a rede de produção de serviços e estimar os recursos públicos e privados despendidos.

Rodolfo Marino, coordenador geral de estudos e avaliação da Secad, diz que há três formas de se preencher o questionário: na internet, online (entrega imediata) e off-line; (entrega posterior); e manualmente, nas coordenações de EJA das secretarias estaduais. Na primeira etapa, há orientações para preenchimento do questionário, explicações sobre objetivos da iniciativa e lista dos órgãos e responsáveis pela área, em cada estado.

Informações - "Na primeira etapa, captaremos informações das redes e o número de alunos que estão sendo alfabetizados, por exemplo", diz Marinho. Na segunda etapa, que começa em maio, as informações descreverão o nível das turmas, heterogeneidade, alimentação. De acordo com Rodolfo Marinho, a idéia é fazer o mapeamento todos os anos, com a participação do Inep, que está colaborando nestas primeiras etapas.

Órgãos públicos dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, nas três esferas (federal, estadual e municipal), autarquias, fundações, órgãos públicos autônomos, empresas públicas e privadas, ONGs, cooperativas, clubes, igrejas e entidades sindicais estão entre as instituições envolvidas no esforço de alfabetização. O Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Educação (Consed/MEC) ajudou a mobilizar os secretários de Educação e dá apoio logístico e infra-estrutura para o mapeamento. Informações pelo telefone (61) 2104-8490.

Susan Faria

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página