Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Resultados da edição de 2012 estão disponíveis para consulta
Início do conteúdo da página
Diversidade

Seminário discute formação no campo

  • Terça-feira, 02 de dezembro de 2008, 10h21
  • Última atualização em Terça-feira, 02 de dezembro de 2008, 17h05

Representantes de universidades federais e  estaduais e do Centro Federal de Educação Profissional e Tecnológica (Cefet) do Pará estiveram reunidos, na última semana de novembro, para discutir a formação de professores do campo. O encontro foi promovido pela Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad), em Padre Bernardo (GO), no Seminário Nacional de Apoio ao Programa de Licenciatura em Educação do Campo (ProCampo).

“Nossa preocupação é ampliar o atendimento com qualidade às crianças e jovens do campo”, disse o diretor de Educação para Diversidade da Secad, Armênio Bello Schmidt. O acesso à educação infantil e ao ensino médio para a população da área rural ainda é muito pequeno em relação ao atendimento urbano, destaca Schmidt. “Grande parte dos alunos fora das escolas nessas etapas da educação básica está no campo”, afirmou.

O ProCampo apóia a implementação de cursos regulares de licenciatura em educação do campo nas instituições públicas de educação superior de todo o país, voltados preferencialmente para formação de professores da educação básica já em exercício no campo ou que tenham interesse em lecionar nas escolas rurais.

De acordo com Schmidt, há 250 professores em formação na Universidade de Brasília e nas universidades federais da Bahia, de Minas Gerais e de Sergipe. “A expectativa é atender dois mil novos alunos em 2009”, adiantou. A licenciatura dura quatro anos e habilita o graduado a lecionar em escolas da quinta à oitava série (sétimo ao nono ano).

Entre outros objetivos do seminário estavam os de promover a articulação entre as instituições comprometidas com a execução do programa, a fim de fomentar a institucionalização da rede de formação em educação do campo, e intercambiar experiências-piloto desenvolvidas pelas instituições que já oferecem cursos de licenciatura.

Assessoria de Comunicação Social

X
Fim do conteúdo da página