Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Censo indica crescimento de 3,8% nas matrículas e total de alunos chega a 7,3 milhões em 2013
Início do conteúdo da página
Diversidade

Censo de 2005 incluirá dados sobre cor e raça

  • Quarta-feira, 30 de março de 2005, 12h30
  • Última atualização em Quinta-feira, 10 de maio de 2007, 10h27

Pela primeira vez, desde 1930, quando o Ministério da Educação começou a coletar dados sobre matrículas nas escolas, o Censo Escolar vai buscar informações sobre cor e raça dos estudantes brasileiros. "A inclusão desse quesito vai permitir que o MEC saiba se está havendo discrepâncias nos indicadores educacionais segundo o critério de raça e de cor", explicou o secretário-executivo do ministério, Fernando Haddad.

Para marcar o Dia Nacional do Censo Escolar, comemorado hoje, 30, Haddad, o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep/MEC), Eliezer Pacheco, e a ministra da Secretaria Especial de Igualdade Racial, Matilde Ribeiro, lançaram oficialmente a coleta dos dados da educação básica para 2005. Para a ministra, o censo resolve um problema histórico. "As populações negra e indígena estiveram fora ou discriminadas nos espaços públicos. O censo permitirá um detalhamento que propiciará análise mais completa da realidade social do país", afirmou.

A pesquisa coleta informações sobre matrícula, professores e infra-estrutura destinadas a servir de suporte para a formulação de políticas públicas e repasse de recursos oficiais. A merenda, o transporte escolar, a distribuição de livros didáticos e o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef) são alguns dos programas do MEC que utilizam a base da pesquisa.

O Programa Nacional de Saúde do Escolar, do Ministério da Saúde; o Segundo Tempo Escolar, do Ministério do Esporte; e o Bolsa-Família, do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, aproveitam as informações. "O censo é importante sistema de inclusão. A partir do diagnóstico, o governo ajusta as políticas sociais", disse o presidente do Inep.

O preenchimento do questionário pelos diretores e professores das 215 mil escolas e a pontualidade da entrega são importantes. Os dados devem ser enviados às secretarias estaduais de educação até o dia 29 de abril. O resultado do Censo 2005 será divulgado em novembro.

No ano passado, o censo escolar contabilizou cerca de 56 milhões de estudantes na educação básica. Do total, 88% estavam em escolas públicas. Já o número de professores revelou a atuação de 2.543.576 profissionais. Os dados mostram que a educação infantil foi o nível de ensino que mais cresceu (7,9%) - passou de 6,4 milhões de alunos, em 2003, para 6,9 milhões no ano seguinte.

Flavia Nery

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página