Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Resultados da edição de 2012 estão disponíveis para consulta
Início do conteúdo da página
Diversidade

MEC apresenta à Argentina projeto de inclusão social e alfabetização

  • Sexta-feira, 01 de abril de 2005, 16h08
  • Última atualização em Quinta-feira, 10 de maio de 2007, 10h42

A população de analfabetos do Brasil com mais de 15 anos corresponde à quase metade dos habitantes da Argentina. Conforme o gerente de programas da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad), Paulino Motter, são mais de 15 milhões de analfabetos em todo o país.

Com a perspectiva de atender essa demanda, o Ministério da Educação desenvolve programas de financiamento da educação básica e de erradicação do analfabetismo no Brasil. É nessa direção que o MEC irá apresentar em Buenos Aires, no Fórum Latino-Americano de Educação, a palestra "Projeto sobre inclusão social e alfabetização através de convênios com prefeituras e estados". O evento que ocorre na próxima segunda-feira, 4, terá como palestrante o secretário da Secad, Ricardo Henríquez, que representará o ministro Tarso Genro.

Serão apresentadas duas experiências em curso no Brasil, que exemplificam o esforço do governo federal na construção de um pacto federativo pela educação básica.

A primeira diz respeito à proposta do Fundo de Manutenção do Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). O que significa a institucionalização do sistema de financiamento da educação, comprometendo a União, estados e municípios com o desenvolvimento da educação pública do Brasil. Com o Fundeb serão investidos R$ 4,3 bilhões em quatro anos. Enquanto a segunda experiência trata do programa Brasil Alfabetizado, que representa um portal de entrada da cidadania, articulado diretamente com o aumento da escolarização de jovens e adultos, promovendo o acesso à educação.

Sandro Santos

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página