Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Diretores e secretários de educação iniciam avaliação do Saeb 2019
Início do conteúdo da página
Diversidade

Abertura de seminário terá Hino Nacional interpretado na língua tupi-guarani

  • Segunda-feira, 04 de dezembro de 2006, 17h04
  • Última atualização em Quarta-feira, 23 de maio de 2007, 09h24

Uma das atrações culturais mais aguardadas no seminário Diferentes Diferenças – Caminhos de uma Educação de Qualidade para Todos, o Coral Guarani, poderá ser vista nesta terça-feira, 5, durante a solenidade de abertura, que contará com a presença do ministro da Educação, Fernando Haddad. O coral, cuja formação possui 45 integrantes – jovens e crianças indígenas, em sua maioria –, vai interpretar o Hino Nacional na língua tupi-guarani utilizando cantos e instrumentos confeccionados pela etnia Guarani. O Coral Guarani também fará demonstrações de danças típicas.

Para o presidente do Instituto Teko Arandu – Memória Viva Guarani, Adolfo Timótio, o grande sentido do trabalho realizado pelo grupo é a valorização artístico-cultural da etnia Guarani. Segundo Adolfo, é um projeto que pretende contribuir para promover a diversidade cultural das culturas indígenas existentes no País. “Há 210 povos indígenas no Brasil, mas suas culturas são muito pouco conhecidas. A sociedade brasileira tem uma grande dívida histórica com os povos indígenas. A divulgação das culturas guaranis e tupis-guaranis faz parte do resgate desta dívida”, afirma.

O encontro Diferentes Diferenças, segundo o presidente do instituto, vai contribuir para ressaltar a resistência cultural dos guaranis e tupis-guaranis, que vem ocorrendo nos últimos 500 anos, com a preservação da língua, religião e costumes. “Será a oportunidade de mostrar para a sociedade não-indígena aspectos da nossa cultura e história milenar. Será uma contribuição para combater os preconceitos que existem em relação aos povos indígenas, provando que não somos povos aculturados”, avalia.

Arte guarani – O Coral Guarani vai apresentar, na solenidade de abertura, os cânticos infantis (Kyringue Mborai), acalantos (Mitã Monguea), flautas (Kunhã Mimby) e as danças do Xondaro (masculina) e do Tangará (feminina).

De acordo com Adolfo Timótio, o seminário vai ajudar no fortalecimento da auto-estima das crianças e jovens das inúmeras comunidades indígenas de etnia Guarani. Durante os dias do evento, que se estende até sexta-feira, 8, o grupo pretende vender o CD Ñande Reko Arandu – Memória Viva Guarani, que contou com a participação de 330 crianças e jovens de 11 aldeias guaranis e tupis-guaranis. “A repercussão deste lançamento certamente irá fortalecer a auto-estima dos jovens destas comunidades e também de outras comunidades guaranis e tupis-guaranis.”

Cristiano Bastos

Leia mais...
Confira as notícias do Seminário Diferentes Diferenças

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página