Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Seminário em Garanhuns debate inclusão digital
Início do conteúdo da página
Educação indígena

Morre educador mayoruna no Amazonas

  • Quinta-feira, 28 de junho de 2007, 03h39
  • Última atualização em Quinta-feira, 28 de junho de 2007, 03h39

O povo Mayoruna perdeu no último domingo, 24, um ativista da educação escolar indígena. O professor Osvaldo Mayoruna, de 27 anos, morreu em conseqüência de doenças hepáticas. Sua morte interrompe a trajetória como interlocutor junto ao Ministério da Educação pela melhoria da qualidade da educação das comunidades do Vale do Javari, fronteira entre o Amazonas e o Peru, que abriga cerca de 3.700 índios.

Osvaldo coordenava o curso de formação de professores indígenas da Secretaria de Estado de Educação do Amazonas. Ele também atuava na elaboração do projeto político-pedagógico para a implantação de escolas  indígenas de ensino médio para os mayorunas.

O educador trabalhou também no desenvolvimento de atividades econômicas em parceria com uma organização não-governamental indigenista. Ele propunha a revitalização da agricultura local com introdução de novas mudas e resgate da medicina tradicional, repassando os conhecimentos dos idosos mayorunas peruanos aos jovens do Javari.

Para o coordenador-geral da Educação Escolar Indígena do MEC, Kleber Gesteira, Osvaldo era o professor mais experiente de seu povo. “Ele era uma espécie de Paulo Freire mayoruna, uma grande perda para essa comunidade e para o ministério”, diz.

Juliana Meneses

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página