Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Aula dinâmica e descontraída facilita ensino de matemática
Início do conteúdo da página
Rede nacional

Em pronunciamento, ministro da Educação, Mendonça Filho, destaca homologação da BNCC

  • Quarta-feira, 20 de dezembro de 2017, 21h00
  • Última atualização em Quinta-feira, 21 de dezembro de 2017, 13h44

Em pronunciamento em rede nacional, nesta quarta-feira, 20, o ministro da Educação, Mendonça Filho, definiu a data, quando foi homologada a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para a educação infantil e o ensino fundamental, como “histórica para a educação do país”. “O Brasil terá sua primeira Base Nacional Comum Curricular. Com isso, nos alinhamos aos melhores e mais qualificados sistemas educacionais do mundo”, disse. A homologação da BNCC foi assinada por Mendonça Filho durante a tarde, em cerimônia no Palácio do Planalto.

O documento estabelece um conjunto de conhecimentos essenciais e indispensáveis às crianças e jovens em cada etapa da educação básica. “Isso significa que um aluno do Piauí terá acesso ao mesmo aprendizado que o aluno de São Paulo, do Rio Grande do Sul, do Amazonas ou de Pernambuco. A base é um grande passo para diminuir desigualdades educacionais e promover a qualidade das aprendizagens”, explicou o ministro.

Ainda em seu pronunciamento, Mendonça Filho destacou que, com a homologação, as redes de ensino públicas e particulares passam a ter uma referência nacional obrigatória para elaboração de seus currículos. “Isso vai impactar na formação de professores, recursos didáticos e avaliações.” Ele também definiu a Base Curricular como “inovadora, democrática e plural” e falou que o documento é entregue aos brasileiros sem ideologia de gênero, mas respeitando as diferenças e os Direitos Humanos.

A BNCC homologada nesta quarta foi aprovada pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) após três anos de discussão, conduzida pelo MEC, com educadores, especialistas e a sociedade. “Um amplo debate que contou com 12 milhões de contribuições. Para garantir que as mudanças cheguem à sala de aula, o MEC será parceiro permanente de estados e municípios, rede de ensino e dos professores”, prometeu o ministro da Educação, ainda no seu pronunciamento.

“Ao homologar a Base, reafirmamos o compromisso do governo Temer com a educação. A BNCC se soma a outras mudanças que empreendemos no MEC como as políticas nacionais de alfabetização, de formação de professores, de escola de tempo integral, o Novo Fies e a Reforma do Ensino Médio. Estamos entregando ao Brasil um conjunto de medidas que serão os pilares para um verdadeiro salto de qualidade do ensino no pais, condição essencial para melhorar a qualidade de vida das pessoas.” Ao fim, Mendonça Filho agradeceu a todos os que contribuíram para o processo de construção da Base.

Assessoria de Comunicação Social

 

X
Fim do conteúdo da página