Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Jovens brasileiros vão estudar em universidade espanhola
Início do conteúdo da página
Em Pernambuco

Ministro reforça compromisso do MEC em ampliar vagas no ensino integral

  • Sexta-feira, 18 de maio de 2018, 18h50
  • Última atualização em Sexta-feira, 18 de maio de 2018, 19h22


O ministro da Educação, Rossieli Soares, visitou, nesta sexta-feira, 18, as Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral Cícero Dias, em Recife, e a de Referência em Ensino Médio de Paulista, no município de Paulista, na região metropolitana. Na ocasião, o ministro reforçou o compromisso do ministério na ampliação das vagas do ensino em tempo integral em todo o país. “Temos que focar na construção de uma escola que faça sentido para o jovem brasileiro. É preciso espalhar esses modelos que dão certo. É muito importante levar essa experiência para outros lugares do Brasil”, disse o ministro, destacando que essa é uma das prioridades da atual gestão.

Segundo dados do Censo Escolar de 2017, as matrículas em escolas de tempo integral no ensino médio subiram 22% nas escolas públicas de todo o país. O modelo é baseado no projeto pioneiro de Pernambuco, iniciado quando o ex-ministro da Educação Mendonça Filho foi vice-governador e governador do estado (1999-2006). Durante a visita, Rossieli destacou as parceiras com os estados na implantação das escolas em tempo integral.

“Em parceria com o governo do estado [de Pernambuco], acertamos alguns investimentos em escolas desde Fernando de Noronha até escolas do interior”, disse Rossieli, lembrando que recentemente esteve com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, para tratar desses projetos.

O MEC pretende ampliar de 516 escolas financiadas pelo MEC, em 2017, para 967 em 2018, representando um aumento de 87% de instituições atendidas em todo o país. (Foto: André Nery/MEC)

De acordo com o secretário de Educação de Pernambuco, Fred Amancio, além da construção de várias quadras cobertas, há um mês, foi inaugurada mais uma escola técnica em Pernambuco, e outras oito estão em obra. “Temos a estrutura mais antiga e a maior rede de ensino médio integral do país. São 387 unidades, que abrigam mais da metade dos estudantes dessa fase escolar”, enfatizou Fred Amancio.

No caso da escola em Paulista, segundo o ministro, ela é a única do país financiada pelo MEC para oferecer dois turnos integrais, um das 7h às 14h, e o outro das 14h30 às 20h40, o que permite um maior número de matrículas.

Prioridade – O aumento das matrículas está diretamente relacionado à Política de Fomento às Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. Só neste ano o MEC pretende ampliar de 516 escolas financiadas pelo MEC, em 2017, para 967 em 2018, representando um aumento de 87% de instituições atendidas em todo o país. No total, o MEC apoiará progressivamente 500 mil matrículas nas escolas de Ensino Médio em Tempo Integral e até 2020, os investimentos podem alcançar R$ 1,5 bilhão.

Assessoria de Comunicação Social

X
Fim do conteúdo da página