Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Hospitais universitários terão unidades de auditoria interna
Início do conteúdo da página
Educação superior

Supervisão de medicina mantém redução de mais de 600 vagas

  • Quinta-feira, 29 de outubro de 2009, 19h35
  • Última atualização em Quinta-feira, 29 de outubro de 2009, 19h35
O processo de supervisão que examina a situação de 17 cursos de medicina avaliados com conceitos insatisfatórios pelo Ministério da Educação já suspendeu 690 vagas de ingresso em nove daqueles cursos.

O corte de vagas envolveu sete instituições que, em dezembro de 2008 e janeiro deste ano, receberam medidas cautelares de redução do número de vagas ou de suspensão de vestibulares. Outros dois cursos são oferecidos por instituições submetidas a processo ordinário de supervisão, iniciado após o recebimento de denúncias encaminhadas por alunos sobre a oferta do curso em condições insuficientes de qualidade.

As nove instituições firmaram com a Secretaria de Educação Superior (Sesu) do Ministério da Educação, no início deste ano, termo de saneamento de deficiências (TSD) em que se comprometem a promover as adequações necessárias para a oferta de um ensino de qualidade.

A decisão de manutenção das medidas cautelares foi tomada pela Sesu após a realização das visitas in loco pela comissão de especialistas em ensino médico que auxilia o MEC no processo de supervisão. A comissão avaliou que as instituições vêm cumprindo as determinações previstas no Termo de Saneamento e que a manutenção da redução do número de vagas e suspensão de vestibulares tem o objetivo de preservar o interesse dos estudantes atualmente matriculados. Todos os cursos sob supervisão passarão por nova avaliação no início do próximo ano, prazo final para o cumprimento das medidas.

Considerando que os recentes processos de autorização de cursos de medicina têm fixado em 50 o número de vagas de ingresso, a redução equivale ao encerramento de, aproximadamente, 14 cursos.

Supervisão – O processo de supervisão dos cursos de medicina teve início em abril de 2008. De agosto a dezembro, a situação de 17 cursos com conceitos 1 e 2 no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) e no Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado (IDD) foi avaliada por uma comissão presidida pelo médico Adib Jatene.

Assessoria de Comunicação Social

Confira as instituições que tiveram redução de vagas.
X
Fim do conteúdo da página