Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Encceja 2008: consulta liberada
Início do conteúdo da página
Financiamento estudantil

Contratos de 2012 superam em 140% o total do ano anterior

  • Sexta-feira, 01 de fevereiro de 2013, 16h10
  • Última atualização em Sexta-feira, 01 de fevereiro de 2013, 17h58
Podem pedir o financiamento os estudantes que passaram pelo Enem e façam cursos de graduação bem avaliados em instituições de ensino vinculadas ao Fies (foto: Alexandro Auler/MEC – 1º/7/10)O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) superou, em 2012, a marca de 368 mil contratos firmados, o que representa aumento de 140% em relação ao total do ano anterior. Em números absolutos, foram 215 mil contratos a mais do que os 153 mil registrados em 2011.

O aumento na procura pelo financiamento estudantil do governo federal ocorreu em todas as unidades da Federação. Em São Paulo, foram firmados 98,7 mil contratos em 2012, com aumento aproximado de 255% em relação aos 27,7 mil registrados no ano anterior. O estado foi o que mais teve contratos no ano passado, seguido de Minas Gerais (45,8 mil), Bahia (23,9 mil) e Rio de Janeiro (20,8 mil).

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) passou a ser o agente operador do Fies em 2010. Na época, foram estabelecidas novas regras, que impulsionaram a procura pelo financiamento estudantil, como a redução dos juros para 3,4% ao ano e o aumento do prazo de carência (18 meses) e de amortização (três vezes o período financiado, acrescido de 12 meses).

O Fies também se adequa às necessidades do estudante. Desde 2010, o pedido de financiamento pode ser feito em qualquer período do ano. Em 2010, foram firmados 75,9 mil contratos. Em 2011, o número saltou para 153,5 mil até chegar, em 2012, a 368,8 mil. Do total de 598,3 mil contratos firmados entre 2010 e 2012, o curso mais procurado é o de direito, com 94 mil contratos, seguido de administração (50 mil), enfermagem (47 mil) e engenharia civil (37 mil).

Candidatos — Podem requerer o financiamento os estudantes regularmente matriculados em cursos de graduação com avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) oferecidos por instituições de educação superior participantes do Fies. Os candidatos ao benefício devem ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

O programa financia de 50% a 100% dos encargos educacionais, de acordo com a renda familiar mensal bruta e com o comprometimento dessa renda com os custos da mensalidade. Apenas estudantes com renda familiar mensal bruta de no máximo 20 salários mínimos podem requerer o financiamento, de acordo com as normas estabelecidas na página do Fies na internet.

Assessoria de Imprensa do FNDE

X
Fim do conteúdo da página