Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Comemorando uma política de alfabetização mais consistente
Início do conteúdo da página
Educação e saúde

Projeto de reabilitação pulmonar da UFMG acompanha pacientes a distância

  • Terça-feira, 05 de maio de 2020, 18h46
  • Última atualização em Quarta-feira, 06 de maio de 2020, 13h43

Iniciativa monitora pessoas que se enquadram no grupo de risco do coronavírus

Para atender à recomendação de isolamento social dos grupos de risco do coronavírus, o projeto Reabilitação Pulmonar, do Departamento de Fisioterapia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), está atendendo pacientes com doenças pulmonares crônicas por chamadas de vídeo e ligações telefônicas. As enfermidades não têm cura e causam persistente redução de fluxo de ar. Caso o tratamento seja interrompido, essas doenças podem levar a infecções incapacitantes, o que pode comprometer seriamente a qualidade de vida dos pacientes.

Originalmente presencial e em grupo, o projeto teve o modelo de atendimento repensado por conta da pandemia. “Nós temos ferramentas [tecnológicas] que podem ser utilizadas para continuarmos controlando os sintomas desses pacientes em casa, evitando que eles procurem o sistema de saúde sem necessidade”, explicou a coordenadora do projeto e doutora em Ciências da Reabilitação pela UFMG, Liliane Mendes.

Por meio de chamadas de vídeo e ligações, estudantes de graduação e de pós-graduação em fisioterapia monitoram semanalmente os 54 pacientes atendidos atualmente e indicam exercícios que devem ser realizados.

“Os pacientes com doença pulmonar começam a ter limitação na sua atividade diária, e isso compromete a qualidade de vida e a independência. São indivíduos que têm de ser estimulados a fazer atividades e ganhar condicionamento físico para se manterem ativos”, afirmou o professor do departamento de fisioterapia da universidade e criador do projeto, Marcelo Velloso.

A iniciativa reforça aos pacientes todos os cuidados de isolamento social e higienização do Ministério da Saúde e realiza uma triagem para identificar possíveis casos de coronavírus, já que os quadros de doenças respiratórias podem se confundir com os sintomas causados pelo vírus.

Assessoria de Comunicação Social, com informações da UFMG

Assunto(s): MEC , UFMG , coronavírus
X
Fim do conteúdo da página