Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
  • Número de inscrições do Sisutec chega a 169.941 até às 14h30. Prazo é 21 de março

    Até às 14h30 desta segunda-feira, 17, o Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) registrou 169.941 inscrições. O prazo para que os candidatos se inscrevam, exclusivamente on-line, vai até 21 de março.

    A primeira edição de 2014 do Sisutec oferece 291.338 vagas em cursos técnicos subsequentes, para pretendentes que já concluíram o ensino médio. Os cursos são gratuitos e têm início previsto para o período de 14 de abril a 12 de maio.

    As vagas para os cursos serão ocupadas, prioritariamente, por estudantes que tenham cursado o ensino médio completo em escolas da rede pública ou, se em instituições privadas, na condição de bolsista integral. O aluno também deverá ter se submetido à edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) referente a 2013 e, cumulativamente, ter obtido nota acima de zero na prova de redação.

    A divulgação dos resultados, em primeira chamada, está prevista para 25 de março, e a segunda chamada para 1º de abril. Após a realização das duas chamadas, todos aqueles que tenham concluído o ensino médio poderão se candidatar às vagas remanescentes.

    A oferta de cursos do Sisutec é feita em instituições públicas e privadas.O Pronatec já ofertou mais de 6 milhões de matrículas, sendo 1,7 milhão em cursos técnicos e 4,3 milhões em cursos de qualificação profissional.

    Assessoria de Comunicação Social

    Acesse a página do Sisutec

  • Número de inscritos no Sisutec passa de 100 mil; inscrições seguem até sexta

    O Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) registrou 103.791 inscritos às 10h desta terça-feira, 22. Nesta segunda edição de 2014, o Sisutec oferece 289.341 vagas em cursos técnicos gratuitos em instituições públicas e particulares e nos serviços nacionais de aprendizagem (sistema S). As inscrições prosseguem até sexta-feira, 25.

    As áreas com maior número de vagas ofertadas são ambiente e saúde (correspondendo a 32% do total), seguida por informação e comunicação (17%), gestão e negócios (14%) e controle e processos industriais (11,6%).

    As vagas serão preenchidas prioritariamente por candidatos que tenham cursado o ensino médio completo em escolas da rede pública ou, se em instituições particulares, na condição de bolsistas integrais. Além disso, devem ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013 e obtido nota na redação que não seja zero. O candidato pode fazer a inscrição em até duas opções de vagas.

    Criado em 2013, o Sisutec integra o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), que até julho deste ano registrou 7,6 milhões de matrículas.

    A inscrição, gratuita, deve ser feita na página do sistema na internet. O candidato precisa informar o número da inscrição e a senha usados no Enem de 2013.

    Assessoria de Comunicação Social

  • Número de inscritos no Sisutec passa de 51,8 mil até as 17h30 do primeiro dia

    Bahia, Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Minas Gerais são os cinco estados que registraram o maior número de inscrições de concorrentes a vagas em cursos técnicos no primeiro dia da segunda edição do ano do Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Na Bahia foram feitas 11.715 inscrições; no Ceará, 8.451; no Rio Grande do Norte, 7.520; em Pernambuco, 7.516; em Minas Gerais, 7.512.

    Até às 17h30 desta segunda-feira, 21, o sistema tinha registrado 51.895 inscritos e 99.171 inscrições — cada candidato pode fazer até duas opções de curso.

    Sisutec por estado

    As mulheres são maioria, com a 57.693 inscrições. Os cursos mais procurados no primeiro dia são os de técnico em segurança do trabalho, em logística, em enfermagem, em informática e em radiologia.

    Cursos mais procurados

    Nesta segunda edição do Sisutec em 2014, a oferta é de 289.341 vagas em cursos técnicos e gratuitos em instituições públicas e particulares e nos serviços nacionais de aprendizagem (sistema S), distribuídas em 466 municípios das 27 unidades da Federação.

    As vagas serão preenchidas prioritariamente por pessoas que tenham cursado o ensino médio completo em escolas da rede pública ou em instituições particulares, na condição de bolsistas integrais. Além disso, os candidatos devem ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013 e obtido nota na redação que não seja zero.

    Por meio do Sisutec, sistema informatizado do Ministério da Educação, instituições públicas e particulares de educação superior e de educação profissional e tecnológica oferecem vagas gratuitas em cursos técnicos na forma subsequente. Criado em 2013, o sistema integra o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), que até julho deste ano registrou 7,6 milhões de matrículas em todo o país.

    As inscrições, gratuitas, devem ser feitas na página do Sisutec na internet.

    Assessoria de Comunicação Social

    Leia também:
    Técnico em logística é o curso com maior oferta de vagas

  • Oferta em Pernambuco supera as 20 mil vagas em 20 municípios

    O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano abriu 145 vagas em cinco cursos técnicos de agropecuária, aquicultura e multimeios didáticos. A oferta abrange os municípios de Santa Maria da Boa Vista, Petrolândia, Ouricuri e Floresta, em Pernambuco. Em 20 municípios do estado, o Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional (Sisutec) oferece 20.361 vagas em diversas instituições de ensino profissionalizante. As inscrições serão encerradas nesta sexta-feira, 25.

    Os cursos de agropecuária, com 1,2 mil horas, serão ministrados em Santa Maria da Boa Vista, com 30 vagas no turno da manhã; Ouricuri, 30 vagas, também de manhã, e Petrolândia, centro de referência do instituto, 30 vagas no turno vespertino. O profissional certificado em agropecuária pode trabalhar em propriedades rurais, empresas comerciais e agroindústrias, nas funções de assistência técnica, extensão rural e pesquisa.

    Também em Petrolândia, o instituto oferece curso de aquicultura, com 30 vagas, noturno. A formação, de mil horas, prepara o profissional para a criação de peixes, camarões, mexilhões, rãs e algas. O campo de trabalho abrange instituições públicas e particulares, empresas de produção e beneficiamento de pescado e laboratórios de reprodução, larvinocultura e engorda de peixes.

    No município de Floresta, o curso de multimeios didáticos tem 25 vagas para o período noturno. A formação, de 1,2 mil horas, qualifica o profissional para atuar em escolas públicas e particulares, centros de formação profissional e de capacitação de pessoal e redes de ensino.

    Moda — Na cidade de Paulista, estão disponíveis 20 vagas para curso de produção de moda e outras 20 para técnico em vestuário. Os cursos serão ministrados pela Escola Técnica Senai Paulista, no turno da noite. A capacitação em produção de moda, com carga de 800 horas de aula, prepara o participante para trabalhar em indústrias do vestuário, empresas de desenvolvimento de produtos, lojas e estúdios e em prestação de serviços autônomos. A formação de técnico em vestuário tem 1,2 mil horas. O campo de atividade está na indústria de confecção, nos ateliês de costura, em empresas e na atividade autônoma.

    Sistema — O Sisutec oferece, na atual edição, 289.341 vagas em cursos técnicos a estudantes que tenham concluído o ensino médio e feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2013, com nota na redação que não seja zero. As vagas estão distribuídas em 466 municípios das 27 unidades da Federação.

    Para conhecer o tipo de formação e os campos de trabalho de cada curso, o candidato a vagas no Sisutec deve consultar o Catálogo de Cursos Técnicos, disponível na página do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) na internet.

    Os cursos são gratuitos, assim como a inscrição, que deve ser feita na página do Sisutec na internet.

    Ionice Lorenzoni

    Leia também:

    Santa Catarina tem vagas em logística, aviação e área têxtil

    Técnico em logística é o curso com maior oferta de vagas

    Mato Grosso do Sul tem 99 cursos e mais de 5,6 mil vagas

    Automação industrial abre vagas em 43 cursos de 33 municípios

    Área de saúde tem oferta de 21 cursos técnicos pelo Sisutec

    Instituições da Região Norte abrem mais de 16 mil vagas

    Em Tocantins, estão abertas 500 vagas para capacitação técnica

    Agronegócio oferece 500 vagas em cidades mato-grossenses

  • Pescadores pedem e Sisutec abre 30 vagas em aquicultura

    Pedido apresentado por duas colônias de pescadores, que representam cerca de 600 profissionais do município de Barra do Garças (MT), motivou a abertura do único curso técnico em aquicultura desta primeira edição do Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Estão abertas 30 vagas.

     

    O curso de aquicultura em tempo integral, com mil horas e um ano e meio de duração, será ministrado no câmpus de Barra do Garças do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT). As aulas teóricas serão ministradas no turno da noite. No período da manhã, os estudantes farão visitas técnicas e participarão de atividades de campo.

     

    De acordo com o coordenador do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) do câmpus, Marco Antônio Morais, a política de pesca do governo federal e a previsão de implantação de um frigorífico para abate e processamento de peixes e de uma indústria de ração na cidade também contribuíram para a decisão do instituto de abrir o curso.

     

    Marco Antônio explica que o município, situado na bacia dos rios Araguaia e Tocantins, começou diversificar a economia ao investir em áreas fora da pecuária. Com novos investimentos em estrutura, como é o caso do frigorífico e da indústria de ração, as colônias de pescadores D18 e D19 pediram a formação em aquicultura para participarem diretamente do processo, que vai da produção de alevinos e peixes ao processamento e distribuição de pescado.

     

    Além de Barra do Garças, cidade de 56,9 mil habitantes, a 550 quilômetros de Cuiabá, o arranjo produtivo local abrange pequenos municípios da microrregião do médio Araguaia, formada por Araguaiana, General Carneiro, Pontal do Araguaia e Nova Xavantina.


    Formação — O curso de aquicultura prepara profissionais para trabalhar no cultivo de peixes, camarões, rãs, ostras e algas; manejo dos ambientes de produção; controle de qualidade da água e do solo; preparo e ajuste da alimentação em todas as etapas de desenvolvimento. O mercado de trabalho abrange instituições públicas e particulares do setor aquícola, empresas de produção e beneficiamento de pescado, laboratórios de reprodução, e larvinocultura, além da atividade autônoma.


    Sistema — Nesta primeira edição, o Sisutec oferece 239,7 mil vagas em 117 tipos de cursos abertos por 586 instituições de ensino públicas e particulares, nas cinco regiões do país. Os candidatos a vagas precisam comprovar participação no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2012, com nota na redação que não tenha sido zero. As inscrições on-line podem ser feitas até às 23h59 minutos desta segunda-feira, 12.


    Ionice Lorenzoni

  • Presidenta Dilma destaca Sisutec para quem concluiu o ensino médio

    A presidenta Dilma falou sobre a oportunidade de formação profissional que o Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica oferece aos alunos que concluíram o ensino médio, durante o Café com a Presidenta, nesta segunda–feira (17).

    “O Sisutec é uma das estratégias do meu governo para ampliar o acesso dos jovens a cursos técnicos em todo o país.” A partir de hoje, estão abertas as inscrições para 291 mil vagas em cursos técnicos em todos os estados do Brasil.

    Nessa edição do Sisutec, 937 instituições de ensino públicas e privadas, além das escolas do Senai e do Senac, vão oferecer esses cursos. Todas as vagas são gratuitas e fazem parte do Pronatec, Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e ao Emprego.

    A presidenta lembrou, ainda, que a formação técnica é priorizada em muitos países. “Em vários países desenvolvidos, como Alemanha, por exemplo, a maioria dos estudantes do ensino médio opta pela educação profissional. Nós estamos escrevendo uma nova página na história do ensino técnico no Brasil, queremos valorizar cada vez mais essa modalidade de ensino.”

    Hoje, 1,7 milhão de estudantes já fizeram ou estão fazendo cursos técnicos pelo Pronatec. "O Brasil precisa de técnicos com habilidade, conhecimento e boa formação porque eles vão contribuir para o desenvolvimento do nosso país."

    Informações do Blog do Planalto
  • Pronatec ajuda o país a se tornar mais competitivo, destaca Dilma

    Ao falar do Pronatec, Dilma salientou que o país precisa cada vez mais de profissionais qualificados para aumentar a produtividade das empresas e a competitividade da economia (foto: Roberto Stuckert Filho/PR)A presidenta da República, Dilma Rousseff, afirmou nesta segunda-feira, 3, no programa de rádio Café com a Presidenta, que o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) ajuda a aumentar a produtividade nas empresas e a competitividade da economia brasileira. Dilma comemorou a grande participação de jovens no programa e a evolução na oferta de cursos.

    Em pouco mais de dois anos, são mais de 5,7 milhões de matrículas em cursos técnicos de nível médio e de qualificação profissional. Até o fim do ano, o Pronatec vai chegar a 8 milhões de matrículas. “Tem uma coisa que nos alegra muito: 60% das matrículas do Pronatec foram feitas por jovens com idade entre 17 e 29 anos”, destacou Dilma. “Isso é ótimo para os nossos jovens, mas também é ótimo para o Brasil, que precisa cada vez mais de técnicos e de trabalhadores qualificados para aumentar a produtividade nas nossas empresas e a competitividade da economia brasileira.”

    Outra boa notícia, apontou a presidenta, é que o Pronatec se espalha pelo país. Em 2013, havia cursos do programa em 3,2 mil municípios. A previsão para este ano é chegar a 4.260. Ela lembrou também da abertura de inscrições para o Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) de 2014. Criado pelo Ministério da Educação, o Sisutec oferece cursos técnicos a estudantes que concluíram o ensino médio. As matrículas começam em 17 de março próximo, de acordo como o cronograma de seleção.

    Manoela Frade

    Confira o programa Café com a Presidenta desta segunda-feira

  • Pronatec oferece cursos técnicos em várias áreas; inscrições até o dia 16

    Joinville (SC), Caxias e Bento Gonçalves (RS), Foz do Iguaçu e Curitiba (PR) são exemplos de cidades dos três estados da região Sul que oferecem múltiplos cursos técnicos para jovens e adultos que tenham concluído o ensino médio. Toda a formação, que varia de 800 a 1,2 mil horas, é gratuita pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) do Ministério da Educação.  As inscrições podem ser feitas até 16 deste mês, pela internet.

     

    Os municípios de Joinville, Caxias e Bento Gonçalves, que são polos regionais, se destacam no conjunto de cursos do Pronatec pela variedade de áreas. A oferta abrange metalurgia, refrigeração e climatização, eletrônica, plásticos, mecânica, design de móveis. Em Bento Gonçalves, o Senai tem vagas para curso técnico de mecânica no turno da manhã; em Caxias, no curso de eletrônica no turno da tarde.

     

    Já em Foz do Iguaçu é ampla a oferta de cursos de informática – programação de jogos digitais, informática para a internet e computação gráfica são exemplos, além de paisagismo, hospedagem, desenho de construção civil, entre 12 opções, todos pelo Pronatec. Município do oeste paranaense, Foz do Iguaçu faz fronteira com três cidades no Brasil, três no Paraguai e uma na Argentina.

     

    Londrina, que é polo do norte central paranaense, e faz divisa com nove municípios – entre eles, Apucarana, Arapongas e Sertanópolis – tem vagas em 11 cursos do Pronatec, com destaque para o setor de saúde: vigilância em saúde, gerência de saúde, citopatologia, agente comunitário de saúde, análises químicas. Ainda na região Sul há vagas em cursos como logística, edificações, segurança do trabalho, guia de turismo, estética, enfermagem, podologia, eventos, paisagismo, agrimensura, trânsito, automação industrial.


    Pelo país – Existem vagas para cursos técnicos gratuitos em cidades das cinco regiões do país. Para concorrer, o candidato deve ter feito o ensino médio em escola pública ou na rede particular com bolsa integral. A consulta por vaga deve ser feita pelo interessado diariamente, pois a garantia de ocupação só é conseguida pelo aluno quando ele faz a matrícula.

     

    Quando o inscrito não faz a matrícula no prazo de dois dias úteis após a inscrição, a vaga retorna para o sistema e é aberta novamente. As vagas são remanescentes do Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). O Sisutec fez seleção pelas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e o Pronatec preenche as vagas por ordem de inscrição, desde que o candidato tenha certificado do ensino médio de escola pública ou de estabelecimento particular com bolsa integral.


    Documentos– Para fazer a matrícula, o candidato deve levar os originais e cópias dos seguintes documentos:

    • Certificado de conclusão do ensino médio
    • Histórico escolar do ensino médio
    • Certidão de nascimento ou de casamento
    • Carteira de Identidade, ou carteira de trabalho, Carteira Nacional de Habilitação (CNH), passaporte ou carteira de identidade profissional.
    • Cadastro de Pessoa Física (CPF)
    • Título de Eleitor e comprovante de votação (primeiro e segundo turnos) ou documento oficial de justificativa por não ter votado – para maiores de 18 anos
    • Certificado militar, para maiores de 18 anos e do sexo masculino
    • Comprovante de residência
    • Uma foto 3x4, recente.

    A inscrição deve ser feita na página do Pronatec na internet. Ali, o candidato encontra dados como a instituição responsável pelo curso e certificação, o número de horas de cada curso, o turno em que é oferecido, a data de início e de término da formação.

    Ionice Lorenzoni
  • Região Nordeste registra maior número de inscrições. Prazo termina nesta sexta

    A região Nordeste do Brasil chegou a 337.728 inscrições no Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). O balanço das 10h desta quinta-feira, 20, aponta que os candidatos dessa região representam 45% dos interessados na primeira edição de 2014 do processo seletivo. O Sudeste ocupa a segunda posição, com 225.180 inscrições.

    Desde segunda-feira, 17, com a abertura do processo seletivo, o Sisutec já registrou 742.795 inscrições. O prazo para que os candidatos se inscrevam, exclusivamente on-line, vai até essa sexta-feira, 21 de março.

    A primeira edição de 2014 do Sisutec oferece 291.338 vagas em cursos técnicos subsequentes, para pretendentes que já concluíram o ensino médio. Os cursos são gratuitos e têm início previsto para o período de 14 de abril a 12 de maio.

    As vagas para os cursos serão ocupadas, prioritariamente, por estudantes que tenham cursado o ensino médio completo em escolas da rede pública ou, se em instituições privadas, na condição de bolsista integral. O aluno também deverá ter se submetido à edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) referente a 2013 e, cumulativamente, ter obtido nota acima de zero na prova de redação.

    A divulgação dos resultados, em primeira chamada, está prevista para 25 de março, e a segunda chamada para 1º de abril. Após a realização das duas chamadas, todos aqueles que tenham concluído o ensino médio poderão se candidatar às vagas remanescentes.

    A oferta de cursos do Sisutec é feita em instituições públicas e privadas. O Pronatec já ofertou mais de 6 milhões de matrículas, sendo 1,7 milhão em cursos técnicos e 4,3 milhões em cursos de qualificação profissional.

    Acesse a página do Sisutec

    Assessoria de Comunicação Social



  • Sai resultado da primeira chamada do Sisutec; matrícula começa quarta-feira e vai até sexta

    O resultado da primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) está disponível para consulta pela internet. Os candidatos pré-selecionados têm os dias 30 e 31 próximos e 1º de agosto para fazer a matrícula diretamente nas instituições que oferecem os cursos.

    Os estudantes que não foram selecionados na primeira chamada terão nova chance na segunda convocação, a ser divulgada em 5 de agosto.

    Para esta edição do Sisutec, foram oferecidas 289.341 vagas em cursos técnicos e gratuitos em instituições públicas e particulares e nos serviços nacionais de aprendizagem (sistema S), distribuídas em 466 municípios das 27 unidades da Federação.

    As vagas serão preenchidas prioritariamente por pessoas que tenham cursado o ensino médio completo em escolas da rede pública ou, em instituições particulares, na condição de bolsistas integrais. Além disso, os candidatos devem ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013 e obtido nota na redação que não seja zero.

    Criado em 2013, o Sisutec integra o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), que até julho deste ano registrou 7,6 milhões de matrículas em todo o país.

    A relação dos convocados na primeira chamada pode ser consultada na página do Sisutec na internet.

    Assessoria de Comunicação Social

  • Santa Catarina tem vagas em logística, aviação e área têxtil

    Para qualificar a mão de obra em Santa Catarina, foram abertas 11.888 vagas de educação técnica gratuita em 30 municípios pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Os candidatos têm até sexta-feira, 25 para fazer a inscrição.

    O curso de técnico em logística oferece 2.055 vagas, em 13 cidades. São oportunidades em Balneário Camboriú, Brusque, Canoinhas, Chapecó, Concórdia, Florianópolis, Guaramirim, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joinville, Orleans, Rio do Sul e São José. Os cursos técnicos, voltados para os arranjos produtivos locais, visam a fornecer trabalhadores capacitados para a economia da região. No município de Palhoça, destacam-se os cursos de técnico em manutenção de aeronaves, com 35 vagas para aviônicos e outras 35 para grupos motopropulsores.

    Na área têxtil, o Sisutec tem 670 vagas no estado — técnico em modelagem de vestuário (305), técnico têxtil (70), técnico em vestuário (130) e produção de moda (165).

    Para conhecer o tipo de formação e os campos de trabalho de cada curso, o candidato a vagas no Sisutec deve consultar o Catálogo de Cursos Técnicos, disponível na página do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) na internet.

    O Sisutec oferece, na atual edição, 289.341 vagas em cursos técnicos a estudantes que tenham concluído o ensino médio e feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2013, com nota na redação que não seja zero. As vagas estão distribuídas em 466 municípios das 27 unidades da Federação. Os cursos são gratuitos, assim como a inscrição, que deve ser feita na página do Sisutec na internet.

    Assessoria de Comunicação Social

    Leia também:

    Área de saúde tem oferta de 21 cursos técnicos pelo Sisutec

    Mato Grosso do Sul tem 99 cursos e mais de 5,6 mil vagas

  • Segurança do trabalho é curso com maior oferta em Minas

    Em 33 cidades de Minas Gerais ainda existem vagas em cursos técnicos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) do Ministério da Educação. A formação, que é gratuita, abrange várias áreas – da saúde à informática, do agronegócio à petroquímica, do turismo à construção de instrumentos musicais.

    A pesquisa nos 33 municípios encontrou duas áreas de formação que se destacam pela abrangência – o curso técnico em segurança do trabalho têm vagas em Betim, Caparaó, Formiga, Pouso Alegre e Uberlândia. Nessas cidades estão abertas 13 turmas com opções pela manhã, tarde e noite. Outra área é o meio ambiente. Nesta, existem vagas em Betim, Brumadinho, Frei Inocêncio, Manhuaçu e Vespasiano. No conjunto, os municípios ainda têm vagas em nove turmas.

    Assim como cidades de Minas Gerais, o Pronatec oferece cursos técnicos em municípios das cinco regiões do país para jovens e adultos que tenham concluído o ensino médio em rede pública ou como bolsista integral em escola privada. As inscrições estão abertas até 16 deste mês, pela internet.

    Atento às mudanças sociais do país, o Ministério da Educação abriu também cursos técnicos para reabilitação de dependentes químicos, cuidados de idosos e orientação comunitária. Nesta edição do Pronatec, Minas Gerais ainda tem vagas no curso de reabilitação de dependentes químicos nos municípios de Formiga e Porteirinha; em cuidados de idosos, em Betim e Porteirinha; em orientação comunitária, em Betim e Frei Inocêncio.

    Ludoteca– Em Minas, os municípios de Lagoa Santa e Sabará têm vagas no curso de ludoteca. A formação tem 800 horas e prepara o profissional para receber e orientar crianças, jovens e adultos em ambientes de recreação e lazer. O mercado de trabalho desse profissional é variado – escolas, creches, hospitais, clínicas, empresas privadas, casas de festas, shopping. Em Lagoa Santa o curso tem início na próxima segunda-feira, 9, e será concluído em 30de novembro de 2014; em Sabará, as aulas iniciam em 21de outubro e serão encerradas em 31de outubro de 2014. Nas duas cidades, o curso é noturno.

    Catálogo– Para orientar os candidatos a cursos técnicos, o Ministério da Educação elaborou um catálogo. Ele contém informações sobre como é o curso, as habilidades exigidas do candidato, em que atividades o técnico pode trabalhar, o número de horas da formação, entre outros dados. O ministério recomenda que antes de fazer a inscrição o aluno acesse o Catálogo para conhecer o curso que pretende fazer.

    Requisitos- Para concorrer às vagas do Pronatec, o candidato deve ter feito o ensino médio em escola pública ou na rede particular com bolsa integral. A consulta por vaga deve ser feita pelo interessado diariamente, pois a garantia de ocupação só é conseguida pelo aluno quando ele faz a matrícula.

    Quando o inscrito não faz a matrícula no prazo de dois dias úteis após a inscrição, a vaga retorna para o sistema e é aberta novamente.

    Documentos para a matrícula – levar os originais e cópias:

    • Certificado de conclusão do ensino médio
    • Histórico escolar do ensino médio
    • Certidão de nascimento ou de casamento
    • Carteira de Identidade, ou carteira de trabalho, Carteira Nacional de Habilitação (CNH), passaporte ou carteira de identidade profissional.
    • Cadastro de Pessoa Física (CPF)
    • Título de Eleitor e comprovante de votação (primeiro e segundo turnos) ou documento oficial de justificativa por não ter votado – para maiores de 18 anos
    • Certificado militar, para maiores de 18 anos e do sexo masculino
    • Comprovante de residência
    • Uma foto 3x4, recente.

    A inscrição deve ser feita na página do Pronatec na internet. Ali, o candidato encontra dados como a instituição responsável pelo curso e certificação, o número de horas de cada curso, o turno em que é oferecido, a data de início e de término da formação.

    Ionice Lorenzoni

  • Segurança do trabalho é o curso com maior procura no Sisutec

    A formação técnica em segurança do trabalho aparece no topo da lista dos dez cursos mais procurados até agora pelos candidatos inscritos no Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Até as 16h30 desta quinta-feira, 8, o curso recebeu 51.724 inscrições para as 13,3 mil vagas, o que representa 3,87 concorrentes por vaga.

    Formação com 1,2 mil horas, habilita o profissional a desenvolver atividades educativas na área de saúde e segurança do trabalho, orientar uso de equipamentos de proteção, investigar e analisar acidentes e recomendar medidas de segurança. O técnico tem mercado em instituições públicas e privadas, além de empresas fabricantes de equipamentos de segurança.

     

    O curso técnico em informática está em segundo lugar entre os mais procurados até a tarde desta quinta-feira. O sistema recebeu 39.377 inscrições para as 23,2 mil vagas, o que dá 1,69 candidato por vaga disponível. Com mil horas de aulas, esse curso  prepara o profissional para desenvolver programas de computador, fazer manutenção e tem campo de trabalho nas áreas pública e privada e no terceiro setor.

     

    O curso técnico de enfermagem, que é a área profissional com o segundo maior número de vagas nesta edição do Sisutec, recebeu 36.240 inscrições para as 14,2 mil vagas, o que representa 2,54 inscritos por vaga. O curso tem duração de 1,2 mil horas. Ao concluir a formação, o enfermeiro está apto a desenvolver ações de promoção, prevenção, reabilitação da saúde; orientar e preparar pacientes para exames; aplicar vacina, administrar medicamentos, fazer curativos. O mercado de trabalho são os hospitais, clínicas, postos de saúde e empresas, além do atendimento domiciliar.

     

    Na relação dos dez cursos mais procurados estão: técnico em logística, com 29.979 inscritos para 13,5 mil vagas; radiologia, com 18.658 inscritos para 7,5 mil vagas; edificações, 17.405 inscritos para 4,6 mil vagas; redes de computadores, 12.113 inscritos para 11,4 mil vagas; análises clínicas, 11.131 inscritos para 3,6 mil vagas; eletrotécnica, 10.495 inscritos para 3,5 mil vagas; meio ambiente, 9.456 inscritos para 4,1 mil vagas.

     

    Inscrições – O Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) abriu 239,7 mil vagas gratuitas em cursos técnicos para jovens e adultos que concluíram o ensino médio e fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2012. Os cursos serão ministrados em 586 instituições de ensino, públicas e privadas em todo o país. As aulas começam neste semestre. Para verificar cursos e vagas, cidades e escolas, como fazer a inscrição, o candidato deve acessar a página do Sisutec.


    Ionice Lorenzoni

     

    Veja tabela com a relação candidato por vaga e a lista dos dez cursos com maior número de vagas no Sisutec

     

    Leia outras notícias sobre o Sisutec

     

     

     

     

  • Segurança do trabalho é o mais procurado dos cursos do Sisutec

    O curso técnico em segurança do trabalho continua sendo o mais procurado entre os 117 tipos de cursos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional (Sisutec). Até às 10h20 da manhã desta segunda-feira, 12, o sistema recebeu 71.199 inscrições para as 13.371 vagas desse curso. O técnico em informática ocupa a segunda posição, com 56.730 inscritos para as 23.292 vagas.

     

    Mais quatro cursos técnicos lideram a lista dos mais procurados na primeira edição do Sisutec. Enfermagem, com 51.112 inscrições para 14.263 vagas; logística, 42.314 inscritos para 13.576 vagas; radiologia, 26.307 concorrentes para 7.570 vagas; e edificações, 23.310 inscritos para 4.638 vagas.

     

    No conjunto, o Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional abriu 239.972 vagas gratuitas em cursos de curta duração – de 800 a 1,2 mil horas. Participam da formação profissional 586 instituições de ensino públicas e privadas com indicadores positivos de avaliação do MEC.


    Resultados – Os candidatos a vagas devem ficar atentos para a divulgação dos resultados na próxima quarta-feira, 14. A matrícula dos selecionados na primeira convocação deve ser feita na quinta-feira, 15, e na sexta-feira, 16 de agosto. O resultado da segunda convocação está previsto para o dia 19, com matrícula no dia 20. A partir desta edição, o processo seletivo do Sisutec será aberto duas vezes por ano. Para concorrer, é preciso ter concluído o ensino médio e feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).


    Ionice Lorenzoni

  • Seleção unificada abre inscrições nesta terça para 239,7 mil vagas

    Ao lado do secretário de educação profissional e tecnológica, Marco Antônio de Oliveira, Mercadante destacou a importância do novo sistema de seleção: “Temos segurança de bons cursos porque a instituição já tem laboratório, sala de aula, biblioteca, corpo docente e todos os cursos estão planejados, programados, certificados” (foto: João Neto/MEC) À zero hora desta terça-feira, 6 de agosto, estarão abertas as inscrições do Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) do Ministério da Educação. A oferta é de 239.792 vagas gratuitas em cursos técnicos para quem já concluiu o ensino médio. O candidato deve fazer a inscrição até a próxima segunda-feira, 12. A seleção será feita com base na nota do estudante no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2012.

     

    A abertura das inscrições do Sisutec foi anunciada pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, nesta segunda-feira, 5, em Brasília. Segundo ele, 85% das vagas serão destinadas prioritariamente a candidatos que cursaram o ensino médio completo na rede pública ou em instituições particulares na condição de bolsista integral. Os cursos terão de 800 a 1,2 mil horas. Alguns terão início já no próximo dia 22. “Temos segurança de bons cursos porque a instituição já tem laboratório, sala de aula, biblioteca, corpo docente”, afirmou Mercadante. “Todos os cursos estão planejados, programados, certificados.”

     

    Participarão dessa primeira edição 586 instituições, dentre estabelecimentos de educação superior e escolas técnicas particulares; institutos federais de educação, ciência e tecnologia; escolas técnicas vinculadas a universidades federais; escolas estaduais e municipais e entidades do Sistema S. Participam do Sisutec instituições com indicadores positivos no Ministério da Educação.

     

    Entre os principais cursos técnicos oferecidos estão os de técnico em informática, com 23.292 vagas; técnico em enfermagem, 14.263; técnico em logística, 13.576 vagas. O processo seletivo será aberto duas vezes por ano, como no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que seleciona estudantes para instituições públicas de educação superior.

     

    O resultado da primeira das duas chamadas será divulgado no dia 14 próximo. A matrícula deve ser feita nos dias 15 e 16. O resultado da segunda convocação está previsto para o dia 19, com matrícula no dia seguinte.

     

    As inscrições devem ser feitas na página do Sisutec na internet. O novo sistema foi instituído pela Portaria do MEC nº 671, de 31 de julho de 2013, publicada no Diário Oficial da União do dia 1º último, seção 1, página 14 e 15, e suas normas constam do Edital nº 1/2013 da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do MEC, publicado no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 5, seção 3, páginas 61 e 62.

     


    Paula Filizola

     

    Confira áudio e apresentação do ministro Aloizio Mercadante sobre o Sisutec

     

    Matéria republicada com acréscimo de informações

  • Seleção Unificada começa a receber inscrições no dia 17

    Rebeca Borges Pinheiro pretende se especializar na área de moda. Por isso, logo que concluiu o ensino médio, a jovem de 18 anos começou o curso de produção de moda no Instituto de Educação Superior de Brasília (IESB). O curso foi ofertado na primeira edição do Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec), uma das vias de acesso do programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

    Criado em 2013, o Sisutec abre inscrições este ano no dia 17 de março. O processo seletivo do segundo semestre de 2013 abriu 239.792 vagas gratuitas em cursos técnicos para quem já concluiu o ensino médio. O sistema ofereceu 117 cursos em diversas áreas, com duração de 800 a 1,2 mil horas, em 586 instituições, dentre estabelecimentos de educação superior e escolas técnicas particulares; institutos federais de educação, ciência e tecnologia; escolas técnicas vinculadas a universidades federais; escolas estaduais e municipais e entidades do Sistema S. Participam do Sisutec instituições com indicadores positivos no Ministério da Educação.

    Segundo o coordenador de cursos técnicos do IESB, Murilo Pereira, já foram beneficiados pelo Pronatec, via Sisutec, 3.510 alunos. Os cursos técnicos mais procurados são os de informática, programação de jogos digitais, segurança do trabalho e gastronomia.

    Aprendizado – Rebeca afirma que com o que tem aprendido no curso de produção de moda, ela pode atuar em consultorias, na produção de catálogos de lojas e campanhas publicitárias. Segundo a estudante, ela ainda pode trabalhar na produção de figurinos para desfiles, cinema e TV. A grade curricular também inclui noções de ética de trabalho, empreendedorismo e história da moda. “O curso faz com que o aluno desenvolva um olhar crítico não só na área de moda. Precisamos entender e traduzir os desejos do consumidor para manter a indústria da moda sempre em movimento”, pontua Rebeca.

    Experiência – Vitor Silva de Oliveira, 19 anos, está matriculado em um curso de informática do Sisutec, também no IESB. Para o estudante, o foco do seu curso é prepará-lo para enfrentar bem o mercado de trabalho. “O conhecimento que adquiro pode ser usado em várias situações”, ressalta Vitor.

    O Edital nº 1/2014 da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, que estabelece o cronograma e demais procedimentos para a apresentação de propostas de oferta de vagas gratuitas em cursos técnicos na forma subsequente por meio do Pronatec, foi publicado no Diário Oficial da União no final de janeiro.

    Ana Júlia Silva de Souza

  • Seleção unificada tem novas datas com retificação de edital

    O Ministério da Educação decidiu retificar o edital com as datas do Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Os novos prazos foram publicados nesta terça-feira, 14, e já estão em vigor.

    O resultado preliminar das vagas aprovadas no âmbito da Bolsa-Formação será divulgado em 18 de maio próximo. Recursos administrativos relativos a vagas não aprovadas podem ser apresentados em 19 e em 20 de maio. De 21 de maio a 12 de junho, eles serão avaliados. Aquelas aprovadas após a análise serão divulgadas em 15 de junho. As aprovadas no âmbito da Bolsa-Formação serão homologadas de 16 a 17 de junho. O resultado final será divulgado em 19 de junho.

    Os candidatos podem fazer a inscrição no processo de 22 a 26 de junho. No dia 30, sairá o resultado da primeira chamada. Os selecionados devem fazer a matrícula entre 1º e 3 de julho. A segunda chamada terá o resultado publicado em 7 de julho, com matrícula de 8 a 10 do mesmo mês.

    As inscrições on-line para as vagas remanescentes devem ser feitas de 13 a 26 de julho. As aulas do programa têm início previsto para o período entre 27 de julho e 31 de agosto.

    A alteração de cronograma se justifica pelos procedimentos decorrentes da aprovação do orçamento federal. Tendo em vista o pedido de várias instituições de ensino, o calendário foi ajustado de maneira a compatibilizá-lo com o calendário acadêmico das instituições.

    O Sisutec, criado em 2013, é uma iniciativa da área de educação profissional e via de acesso ao Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

    O Edital nº 3/2015 da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do MEC, que retifica os prazos do Sisutec, foi publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira, 14.

    Assessoria de Comunicação Social

  • Sisutec abre vagas em cursos técnicos a quem concluiu ensino médio, mesmo sem o Enem

    Agora é a vez do estudante que concluiu o ensino médio, mesmo que não tenha feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), concorrer a vagas remanescentes em cursos técnicos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Até as 18h desta segunda-feira, 11, primeiro dia de inscrição, foram registrados 118.342 candidatos.

    São centenas de vagas em cursos e escolas espalhados nas cinco regiões do país. As inscrições, gratuitas, estão abertas e podem ser feitas on-line até o dia 20 deste mês. Os cursos também são gratuitos em todas as escolas que participam do sistema.

    Nesta etapa de inscrições, o Ministério da Educação recomenda atenção especial aos seguintes itens: Para fazer a inscrição basta ter o certificado do ensino médio. Não é necessária a nota do Enem; a vaga é ocupada por ordem de inscrição; depois de inscrito, o aluno tem dois dias para fazer a matrícula na escola onde vai fazer o curso técnico; o candidato que não fizer a matrícula perde a vaga. Esta vaga retorna para o sistema.

    Portanto, o estudante que quer fazer um curso técnico deve se manter atento e consultar o sistema durante todo o processo de seleção. O candidato deve lembrar que a vaga é garantida com a matrícula. Se não fizer a matrícula, a vaga volta ao sistema para ser ocupada por outro estudante.

    Abra a página do Sisutec e verifique. Tem vaga? O curso interessa? Faça sua inscrição.

    Catálogo – Para orientar os estudantes sobre os cursos técnicos – os conteúdos que serão estudados, o tempo de duração (de 800 horas a 1,2 mil horas), estágio, campo de trabalho, entre outras informações – o MEC criou o Catálogo Nacional de Cursos Técnicos. Abra o catálogo e conheça o curso antes de fazer a inscrição. As inscrições devem ser feitas na página do Sisutec na internet.

    Assessoria de Comunicação Social

  • Sisutec divulga resultado da 1ª chamada; matrícula deve ser feita de 26 a 28 de março

    Candidatos inscritos no Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) já podem consultar on-line o resultado da primeira chamada. Os selecionados têm dos dias 26 a 28 de março para efetuar a matrícula.

    A primeira edição de 2014 do Sisutec registrou 1.016.211 inscrições. O total de inscritos chegou a 527.730 – cada candidato pode fazer até duas opções de curso. O estado do Rio de Janeiro liderou as inscrições com 111.282, seguido de Minas Gerais com 100.738 inscrições. São Paulo aparece em terceiro lugar, com 88.586 inscrições.

    A primeira edição de 2014 do Sisutec ofereceu 293.738 vagas em cursos técnicos subsequentes, para pretendentes que já concluíram o ensino médio. Os cursos são gratuitos e têm início previsto para o período de 14 de abril a 12 de maio.

    As vagas para os cursos serão ocupadas, prioritariamente, por estudantes que tenham cursado o ensino médio completo em escolas da rede pública ou, se em instituições privadas, na condição de bolsista integral. O aluno também deverá ter se submetido à edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) referente a 2013 e, cumulativamente, ter obtido nota acima de zero na prova de redação.

    A divulgação dos resultados da segunda chamada deve ocorrer em 1º de abril. Após a realização das duas chamadas, todos aqueles que tenham concluído o ensino médio poderão se candidatar às vagas remanescentes.

    A oferta de cursos do Sisutec é feita em instituições públicas e privadas. O Pronatec já ofertou mais de 6 milhões de matrículas, sendo 1,7 milhão em cursos técnicos e 4,3 milhões em cursos de qualificação profissional.

    Acesse a página do Sisutec

    Assessoria de Comunicação Social

  • Sisutec faz 1ª chamada nesta quarta; matrículas na quinta e sexta-feira

    O Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) do Ministério da Educação divulga nesta quarta-feira, 14, o resultado da primeira de duas chamadas de candidatos inscritos nesta primeira edição do processo. Os convocados devem fazer a matrícula na respectiva instituição de ensino na quinta-feira, 15, e na sexta, 16.

    O resultado da segunda convocação está previsto para segunda-feira, 19, com matrícula no dia seguinte.

    O sistema oferece, nesta primeira edição, 117 cursos de diversas áreas, com duração de 800 a 1,2 mil horas, em 586 instituições, dentre estabelecimentos de educação superior e escolas técnicas particulares; institutos federais de educação, ciência e tecnologia; escolas técnicas vinculadas a universidades federais; escolas estaduais e municipais e entidades do Sistema S. Todas as instituições têm indicadores positivos no Ministério da Educação.

    Os candidatos que cursaram o ensino médio completo na rede pública ou em instituições particulares na condição de bolsista integral terão prioridade na ocupação de 85% das vagas oferecidas na seleção, todas gratuitas.

    O processo seletivo será aberto duas vezes por ano, como no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que seleciona estudantes para instituições públicas de educação superior. O novo sistema foi instituído pela Portaria do MEC nº 671, de 31 de julho de 2013, publicada no Diário Oficialda União do dia 1º de agosto, seção 1, páginas 14 e 15, e suas normas constam do Edital nº 1/2013 da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do MEC, publicado no Diário Oficialdo dia 5 último, seção 3, páginas 61 e 62.

    Nesta terça-feira, 13, às 15 horas, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, dará entrevista coletiva no Ministério da Educação, em Brasília, para falar sobre a primeira edição do Sisutec. Mais informações na página do sistema na internet.

    Assessoria de Comunicação Social

    Leia outras notícias sobre o Sisutec
Fim do conteúdo da página