Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
  • A duas semanas da prova, Hora do Enem ajuda a reforçar estudos

     Faltam apenas duas semanas para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017. Tempo de intensificar estudos – e um caminho para isso é se manter ligado no programa Hora do Enem, exibido de segunda a sexta-feira pela TV Escola, às 7h, 13h e 18h. Para abrir a semana, os professores Alexandre Azevedo e Felipe Vargas falam sobre projeção, a partir de uma questão da edição 2016 do exame. Já a professora Ana Maria Peixoto explica um método que desenvolveu para ensinar desenho geométrico a alunos com deficiência visual.

    No programa de terça-feira, 24, uma questão do Enem de 2016 sobre parceria transpacífica é tema da aula de geografia com os professores Leandro Almeida e Rodrigo Passos. No mesmo dia, o geofísico Arthur Ayres, que coordena uma expedição anual para a Antártica, conta tudo sobre o continente gelado e os temas que já abordados no exame sobre a região.

    A quarta-feira, 25, será dedicada ao idioma inglês e o programa traz a história de Trevor Landolt, intérprete oficial do UFC, uma modalidade de luta que mistura técnicas de artes marciais, para a TV americana. Ele participa de uma conversa com o apresentador Land Vieira. O dia também terá os professores Daniel Sanches e Alexandre Szeremeta explicando uma questão sobre interpretação de texto.

    Física é a disciplina em destaque no episódio de quinta, 26, do Hora do Enem, e o astrofotógrafo Kiko Fairbairn é convidado para falar do seu trabalho. Ele foi o ganhador deste ano do mais importante prêmio de fotografia astronômica do mundo, o Astronomy Photographer of the Year. Ainda na quinta, o programa traz uma videoresolução sobre ondulatória com os professores Sandro Fernandes e Carlos Plaça.

    Como de costume, a semana encerra com uma revisão sobre redação, uma das provas que mais deixam os candidatos tensos. Na sexta, 27, o professor Rômulo Bolivar desvenda todos os passos da Cartilha da Redação deste ano e fala das exigências e critérios para a construção da redação do Enem e os itens fundamentais na avaliação.

    Assessoria de Comunicação Social

     

  • Acesso ao simulado supera expectativa; quem não fez exame terá nova chance no fim da semana

    Idealizado inicialmente para os concluintes do ensino médio, o simulado estará acessível no portal Hora do Enem a todos os estudantes (arte: ACS/MEC)Mais de 500 mil estudantes realizaram neste fim de semana o primeiro simulado on-line do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A procura pela avaliação superou a expectativa do Ministério da Educação. Assim, quem não participou da prova terá a opção de fazê-la no próximo fim de semana, dias 7 e 8. Idealizado inicialmente para os concluintes do ensino médio, o simulado estará acessível no portal Hora do Enem a todos os interessados.

    Os cursos mais procurados pelos participantes foram os de medicina, direito, administração, psicologia, engenharia civil, enfermagem, odontologia, educação física, arquitetura e urbanismo e medicina veterinária.

    O provão desse fim de semana foi composto por 80 questões, 60 delas extraídas de provas de edições anteriores do Enem e 20 inéditas. De acordo com o desempenho geral dos participantes, ciências humanas foi a área com maior média de pontos (534). A de matemática ficou em segundo lugar, com 524, seguida de linguagens e códigos, que registrou 506. A média de pontos mais baixa entre as áreas de conhecimento foi a de ciências da natureza (500). Em cada área de conhecimento, a nota máxima foi de 733 para linguagem, 773 para matemática, 749 para ciências humanas e 757 para ciências da natureza.

    O estado do Rio de Janeiro teve o melhor desempenho em geografia; o Piauí, em química. Considerados apenas os alunos de terceiro ano do ensino médio, os participantes do simulado em Minas Gerais tiveram melhor resultado em todas as áreas, incluídos os estudantes de escolas públicas. Entre as escolas particulares, os estudantes com melhor desempenho em todas as áreas foram os do terceiro ano do Espírito Santo.

    As questões desse primeiro simulado que abordaram assuntos relacionados à cidadania e à democracia registraram mais índice de acertos. Na área de geografia, formas de relevo tiveram mais destaque. Geometria analítica e reações químicas registraram índice menor de acertos.

    Próximos — Estão previstos outros três simulados on-line — o segundo, em 25 de junho; o terceiro, em 13 de agosto e o último, em 8 e 9 de outubro. A abrangência dos assuntos cobrados nos simulados seguintes avançará conforme o desenvolvimento do aprendizado do ano letivo. Na prática, o último simulado corresponderá a um exemplo de teste completo de como será, de fato, no dia das provas do Enem de 2016.

    Com o resultado imediato do simulado, o estudante pode estabelecer uma comparação com a nota de corte do Enem para o curso e a universidade de interesse com vistas à graduação.

    Videoaulas — A partir desta segunda-feira, 2, os estudantes contam com um recurso extra de preparação para o exame e para ampliar o aprendizado. É o MECFlix, ferramenta interativa que oferece gratuitamente videoaulas e links para portais que auxiliam nos estudos. “Nossa estimativa com essa plataforma é: quem fizer cem horas de aulas deve ter uma melhora média na nota do Enem em torno de 25%”, avaliou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, ao fazer um balanço do simulado.

    A TV Escola veicula o programa Hora do Enem em parceria com mais de 40 emissoras. A transmissão ocorre todos os dias, às 18h, com uma hora de duração e um intensivo no fim de semana. “Serão discutidas 300 questões ao longo do ano, com explicações de como se resolve”, antecipou Mercadante. Todo o conteúdo está acessível a qualquer hora do dia na internet, com smartphone, tablet ou computador.

    Assessoria de Comunicação Social

    Confira a apresentação do ministro sobre o simulado on-line do Enem

    Ouça:

    Assista:

  • Ao vivo, Hora do Enem revisa segundo e último dia de prova

    O programa Hora do Enem, da TV Escola, prepara um material especial para os estudantes no segundo e último dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017, marcado para domingo, 12 de novembro. Após o encerramento das provas, professores e especialistas de matemática, física, química e biologia comentarão, ao vivo, às 20h, as questões de exatas e ciências da natureza. A transmissão também será realizada pelo canal da TV Escola no YouTube e pelas redes sociais. Antes, no Facebook da TV Escola, entrevistas ao vivo com os professores.

    Na segunda-feira e na terça-feira, 13 e 14, o programa vai ao ar às 18h, ao vivo, e os professores fazem uma análise detalhada da prova de matemática. No feriado de quarta-feira, 15, o destaque vai para os principais assuntos de física.

    Já na quinta-feira, 16, será exibido um programa especial, em três horários – 7h, 13h e 18h –, com professores especialistas que fazem um raio-X das questões de química. Na sexta-feira, 17, o conteúdo discutido, nos mesmos horários, será biologia.

    Durante toda a semana, de segunda-feira a sexta-feira, o programa do dia anterior será exibido, sempre às 7h e às 13h.

    Assessoria de Comunicação Social 

  • Chocolate e Tropicália, temas do Hora do Enem nesta semana

    Os alunos que se preparam para fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) contam todos os dias com um importante apoio. Diariamente, em diferentes horários, a TV Escola transmite o programa Hora do Enem. Nesta terça, 19, os estudantes poderão conhecer mais sobre os conceitos de etnia e sociologia no mercado de trabalho. O professor Ramon Chaves conversa com o apresentador Land Vieira e resolve as questões do Enem de 2017 sobre formação e conflitos étnicos.

    Esta quarta-feira, 20, é o dia da língua portuguesa. Os movimentos artísticos modernistas e a Tropícália, movimento musical comandado por Caetano Veloso nos anos 70, são destaques na programação desta semana. Para falar sobre o assunto, o pesquisador Fred Coelho, autor de livros e curador de exposições sobre esses temas, conversa com Land Vieira sobre como essa parte da cultura brasileira está presente no Enem. A professora Glaucia Secco resolve a questão 23 do Caderno Azul da prova de 2017 sobre funções de linguagem.

    Uma das iguarias mais apreciadas pelos estudantes é tema do programa de quinta-feira, 21. Já parou para pensar em quantos conhecimentos sobre química estão envolvidos na produção do chocolate? Quem explica é o chocolatier e engenheiro químico César de Mendes, que produz essa maravilha com cacau nativo da Amazônia. Os telespectadores também poderão acompanhar a resolução da questão 122 do Caderno Azul do Enem 2017 sobre estequiometria com a professora Ludmila Nogueira.

    Redação é a estrela das sextas-feiras do Hora do Enem. Depois da introdução, argumentação e desenvolvimento, agora é a vez dos alunos se aprofundarem na conclusão. A professora Dayana Mendes faz um raio-x sobre o que precisa estar presente na conclusão de uma redação nota mil.

    Hora do Enem é exibido na TV Escola de segunda a sexta, às 7h, 13h e 18h, ou a qualquer momento pelo portal da emissora, no aplicativo e no canal do YouTube.

    Assessoria de Comunicação Social

     

  • Com novidades, segunda edição do simulado on-line começa neste sábado e vai até 3 de julho

    O simulado contará com 80 questões, elaboradas no mesmo formato do Enem, de forma a permitir ao estudante da rede pública ou particular treinar para as provas oficiais de novembro (arte: ACS/MEC)O segundo simulado oficial da plataforma de estudos Hora do Enem começará neste sábado, 25, às 8h. Diferentemente do primeiro exame, que contou com apenas um fim de semana, os estudantes terão até as 20h de 3 de julho próximo para a realização da prova.

    O simulado da Hora do Enem é realizado pelo Ministério da Educação em parceria com o Serviço Social da Indústria (Sesi) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). O ministro da Educação, Mendonça Filho, destacou a importância de uma boa preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que será realizado em 5 e 6 de novembro. “Convoco todos os jovens do Brasil que estão se preparando para o Enem a participar do segundo simulado, agora, em junho”, disse. “É uma ótima oportunidade para se preparar.”

    O exame simulado contará com 80 questões, elaboradas no mesmo formato do Enem, de forma a permitir ao estudante que esteja concluindo o ensino médio, na rede pública ou particular, treinar e ganhar ritmo para as provas oficiais, em novembro. A plataforma Hora do Enem divulgará a nota do aluno imediatamente após a realização do simulado e ainda permitirá que ele verifique se atingiu ou não a nota de corte do curso que pretende fazer e da universidade na qual espera ingressar.

    Redes — Outra novidade do segundo simulado nacional é o engajamento das redes estaduais de educação. Alunos do ensino médio das redes públicas que não tiverem acesso particular à internet vão poder fazer a prova na própria escola, ao longo da próxima semana, entre segunda -feira, 27, e 1º de julho. A Secretaria de Educação Básica (SEB) do MEC tem atuado para que as redes estaduais garantam o acesso de seus alunos à plataforma.

    O MEC também colocará relatórios gerenciais à disposição das secretarias estaduais e gestores de todas as escolas públicas do país. Esses relatórios garantirão o acesso on-line aos resultados oficiais de todos os simulados nacionais para que gestores e professores tenham um mapa individual de desempenho por região ou escola. Com isso, terão como viabilizar o planejamento de ações pedagógicas de forma segura e contribuir para que o aluno se prepare da melhor forma para o Enem.

    Precursor — No primeiro simulado nacional, realizado entre 30 de abril e 1º de maio e repetido em 7 e 8 de maio deste ano, mais de 710 mil estudantes de 99,91% dos municípios brasileiros fizeram as provas on-line. Desse universo, 85% estudam em escolas públicas, 64% são mulheres e 46% fizeram a prova por telefone celular.

    Quem participou da primeira avaliação está ansioso pela oportunidade deste sábado. “É a primeira vez que vou fazer o Enem e queria ter uma noção de como é a prova”, conta Cleverton Bonfim, aluno do terceiro ano da rede pública de Sergipe. De acordo com o estudante, o simulado foi ótimo para isso, mas o que ele mais gostou foi da possibilidade de comparar seu resultado com a nota de corte do curso. “Por conta disso, coloquei como meta melhorar 50 pontos a cada simulado; além da escola, tenho estudado diariamente com o Hora do Enem para chegar lá.” Cleverton pretende fazer o cursos de medicina.

    Mais informações sobre os resultados, os principais números do primeiro simulado constam da página do exame na internet. As escolas também encontrarão nessa página informações sobre o recebimento dos relatórios.

    Plataforma — Além de poder testar os conhecimentos em simulados, os estudantes cadastrados na plataforma Hora do Enem dispõem de outras ferramentas gratuitas para ajudar na preparação para as provas de novembro. Para concluintes do ensino médio, é oferecido um plano de estudos personalizado, com indicação do conteúdo a ser estudado. Após fazer o login, o estudante pode fazer um teste para nivelar seu conhecimento em cada matéria e selecionar curso e instituição, além de indicar a quantidade de horas diárias que pretende usar na plataforma durante a preparação.

    Definidas essas configurações, ele tem acesso a um planejamento exclusivo, com videoaulas, resumos e exercícios sobre os assuntos de cada disciplina mais frequentes no exame. A plataforma também oferece todo o acervo de aulas e simulados já realizados.

    Cadastramento — Para participar do simulado, os interessados devem se cadastrar na plataforma de estudos oficial Hora do Enem e aguardar a liberação do simulado on-line, no período de sábado, 25, até 3 de julho. Após iniciar o simulado, os estudantes terão até quatro horas seguidas para a conclusão.

    Assessoria de Comunicação Social

    Ouça:

    Assista:

  • Com novidades, segunda edição do simulado vai até 3 de julho

    O simulado contará com 80 questões, elaboradas no mesmo formato do Enem, de forma a permitir ao estudante da rede pública ou particular treinar para as provas oficiais de novembro (arte: ACS/MEC)O segundo simulado oficial da plataforma de estudos Hora do Enem, iniciado no sábado, 25, pode ser feito as 20h (de Brasília) de 3 de julho próximo. Este ano, portanto, o simulado oferece mais oportunidades a quem se prepara com vistas ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Na edição passada, os estudantes contaram com apenas um fim de semana para fazer as provas.

    O simulado da Hora do Enem é realizado pelo Ministério da Educação em parceria com o Serviço Social da Indústria (Sesi) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). As provas incluem 80 questões, elaboradas no mesmo formato do Enem, de forma a permitir ao estudante que esteja concluindo o ensino médio, na rede pública ou particular, treinar e ganhar ritmo para as provas oficiais, em novembro. A plataforma Hora do Enem divulga a nota imediatamente após a realização do simulado e ainda permite que o estudante verifique se atingiu ou não a nota de corte do curso que pretende fazer e da universidade na qual espera ingressar.

    Redes — Outra novidade do segundo simulado nacional é o engajamento das redes estaduais de educação. Alunos do ensino médio das redes públicas que não têm acesso particular à internet podem fazer a prova na própria escola, ao longo desta semana — até 1º de julho.

    O MEC colocou relatórios gerenciais à disposição das secretarias estaduais e gestores de todas as escolas públicas do país. Esses relatórios garantem o acesso on-line aos resultados oficiais de todos os simulados nacionais para que gestores e professores tenham um mapa individual de desempenho por região ou escola. Com isso, terão como viabilizar o planejamento de ações pedagógicas de forma segura e contribuir para que o aluno se prepare da melhor forma para o Enem.

    Precursor — No primeiro simulado nacional, realizado entre 30 de abril e 1º de maio e repetido em 7 e 8 de maio deste ano, mais de 710 mil estudantes de 99,91% dos municípios brasileiros fizeram as provas on-line. Desse universo, 85% estudam em escolas públicas, 64% são mulheres e 46% fizeram a prova por telefone celular.

    Mais informações sobre os resultados, os principais números do primeiro simulado constam da página do exame na internet. As escolas também encontrarão nessa página informações sobre o recebimento dos relatórios.

    Plataforma — Além de poder testar os conhecimentos em simulados, os estudantes cadastrados na plataforma Hora do Enem dispõem de outras ferramentas gratuitas para ajudar na preparação para as provas de novembro. Para concluintes do ensino médio, é oferecido um plano de estudos personalizado, com indicação do conteúdo a ser estudado. Após fazer o login, o estudante pode fazer um teste para nivelar seu conhecimento em cada matéria e selecionar curso e instituição, além de indicar a quantidade de horas diárias que pretende usar na plataforma durante a preparação.

    Definidas essas configurações, ele tem acesso a um planejamento exclusivo, com videoaulas, resumos e exercícios sobre os assuntos de cada disciplina mais frequentes no exame. A plataforma também oferece todo o acervo de aulas e simulados já realizados.

    Cadastramento — Para participar do simulado, os interessados devem se cadastrar na plataforma de estudos oficial Hora do Enem e aguardar a liberação do simulado on-line, até 3 de julho próximo. Após iniciar o simulado, os estudantes têm até quatro horas seguidas para a conclusão.

    Assessoria de Comunicação Social

    Escute:

    Assista:

  • Edição desta semana traz dicas para fazer uma boa redação

    As últimas semanas antes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), marcado para 5 e 12 de novembro, são de muita expectativa. Por isso, a programação da Hora do Enem está repleta de revisões de questões e temas que ajudam o estudante a se preparar para a prova e, principalmente, para uma redação nota mil. O programa é exibido de segunda a sexta-feira, às 7h, 13h e 18h, na TV Escola. Os episódios também ficam disponíveis no canal da emissora no YouTube.

    No programa desta segunda-feira, 9, os professores Hugo Leonardo e Diego Viug revisam uma questão de matemática da primeira aplicação do Enem, em 2015, sobre coordenadas no plano cartesiano. Outra atração é um bate-papo com o indígena Elias Oliveira, da aldeia Marubo. Ele cresceu no Acre e já estudou no Rio de Janeiro e nos Estados Unidos.

    Na terça-feira, 10, a pauta é o futebol, tema abordado pelo filósofo André Martins. Já os professores Silvério Ortiz e Ênio Mendes revisam uma questão do exame de 2013 sobre filosofia moderna.

    A arte medieval terá espaço na edição de quarta-feira, 11, quando os professores Gustavo Gavião e Rodrigo Retka destacam como as questões do Enem abordam o assunto. O programa traz ainda uma entrevista com Nilson Coelho, trompetista da Orquestra Sinfônica Brasileira. Ele conta como é viajar pelo mundo fazendo da arte a sua profissão.

    O episódio do feriado de 12 de outubro, quinta-feira, tem como tema a química para conservar e restaurar a arte. O professor Daniel Aguiar será o responsável por conduzir a conversa. Para completar, haverá uma aula sobre termoquímica com os professores João Carlos Terreso e Binho Cardoso.

    Por fim, na sexta-feira, 13, os professores Bernardo Augusto e Paulo Andrade ensinam como usar as questões de filosofia do Enem para pensar em argumentos com vistas a uma boa dissertação. Eles também mostram como o pensamento dos filósofos ajuda a construir uma redação nota mil.

    Assessoria de Comunicação Social 

  • Edição especial desta semana vai tirar dúvidas sobre dissertação

     Falta apenas um mês para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017 e os candidatos devem aproveitar o tempo para revisar os conteúdos. Como forma de auxiliar nos estudos, o programa Hora do Enem desta semana abordará temas como análise combinatória e gêneros textuais, além de ter uma edição especial na qual serão respondidas dúvidas dos espectadores sobre dissertação. O programa é exibido de segunda a sexta, às 7h, 13h e 18h na TV Escola. Os episódios também ficam disponíveis no canal da emissora no YouTube.

    Para abrir a semana, os professores Vitor Israel e Sandro Davison revisam no programa desta segunda-feira, 2, uma questão do Enem 2016 sobre análise combinatória. Ainda no âmbito da matemática, a Trupe da Matemágica – grupo de alunas que viaja o mundo para divulgar a matemática com truques de magia – conta um pouco da relação delas com a disciplina.

    Na terça, 3, o programa terá uma revisão de história. O episódio vai contextualizar as dinâmicas sociais da África durante a Segunda Guerra Mundial, bem como os impactos para o continente. Também haverá uma entrevista com o historiador e bibliotecário Sylvio Siffert, que vai contar como os livros podem ser uma rica fonte de descobertas.

    A interpretação textual terá espaço na edição da quarta-feira, 4. O jornalista e escritor Marcelo Moutinho falará sobre o Pindorama Futebol Brasileiro e Literatura, uma seleção formada apenas por escritores. Durante a conversa, Moutinho abordará diferenças entre os textos literário e jornalístico. Para falar de gêneros textuais, os convidados serão os professores Rômulo Bolivar e Julia Lucca.

    O episódio da quinta-feira, 5, será dedicado à filosofia da ciência. Nele, o professor Pablo Lorenzano, professor da Universidade de Quilmes, na Argentina, explicará como essas duas disciplinas têm se influenciado mutuamente ao longo da história, e falará sobre as principais discussões que hoje acontecem nesse campo.

    O programa especial Dúvidas dos Internautas vai ao ar na sexta-feira, 6. Para participar, os espectadores devem enviar perguntas sobre produção de redação, temas e defesa de argumentos para o Hora do Enem, por meio do Twitter ou Facebook do programa. As respostas serão dadas pela professora Dayana Mendes.

    Acesse o canal da TV Escola no YouTube.

    Assessoria de Comunicação Social

     

  • Entre as atrações da semana, matemática, história e música

    Durante toda a semana, os alunos que se preparam para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 terão a oportunidade de estudar um conteúdo novo a cada dia. De segunda a sexta-feira, em diferentes horários, a TV Escola transmite o programa Hora do Enem.

    A pouco mais de quatro meses para as duas datas do exame de 2018, que este ano acontece em 4 e 11 de novembro, o Hora do Enem tem uma semana recheada de jogos, entrevistas, música, explicações e revisões de questões em matemática, história, artes, física e redação.

    Na segunda-feira, 23, é dia de se aprofundar na matemática. O professor Alexandre Azevedo resolve a questão 161 do Caderno Azul do Enem 2017, sobre função do segundo grau. O programa traz ainda o professor do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa) Emanuel Carneiro, que explica a diferença entre matemática pura e aplicada e desafia Land Vieira para um jogo.

    História é o tema do programa de terça-feira, 24. Uma das mais importantes historiadoras brasileiras, Lilia Moritz Schwarcz, bate um papo com Land sobre história nacional. A questão 79 do Caderno Azul do Enem 2017 sobre história antiga será desvendada pelo professor Erick Carvalho.

    Já na quarta-feira, 25, os alunos poderão se deliciar com o programa sobre artes. A professora Malu Costa analisa a questão 21 do Caderno Azul do Enem 2017 sobre vanguardas. Para completar, confira um papo com a violoncelista Kely Pinheiro. Nascida em uma comunidade em Niterói (RJ), ela conta como conquistou uma vaga em Berklee, nos Estados Unidos, uma das melhores universidades de música do mundo.

    A física domina a programação da quinta-feira, 26. Teorema do impulso é o assunto da questão 99 do Caderno Azul do Enem 2017, resolvida pelo professor Rafael Vilaça. O programa traz ainda uma entrevista com a física Janaína Ribeiro Soares, da Universidade Federal de Lavras. Ela conta sobre o prêmio que recebeu da Unesco por sua pesquisa com nanomateriais.

    Para finalizar a semana, a tradicional aula de redação das sextas-feiras. O professor Raphael Torres fala tudo sobre um elemento fundamental para a estrutura de um texto nota mil: a coesão.

    Hora do Enem é um programa exibido na TV Escola de segunda a sexta, às 7h, 13h e 18h, ou a qualquer momento no portal da emissora, no aplicativo e no canal do YouTube.

    Assessoria de Comunicação Social

  • Estudantes ouvem do ministro explicações sobre Hora do Enem

    Os estudantes paulistas, que estão em Brasília para realizar pesquisas sobre identidade e política, foram recebidos por Mercadante no MEC (Foto: Isabelle Araújo/MEC)O ministro Aloizio Mercadante recebeu em audiência nesta quarta-feira, 6, no Ministério da Educação, em Brasília, alunos do nono ano do ensino fundamental da Escola Castanheiras, de São Paulo, a quem apresentou as novas oportunidades de preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Ele conversou sobre a Plataforma Hora do Enem, lançada na terça, 5, pelo Governo Federal.

    “Daqui a pouco vocês vão começar a pensar no Enem. A Hora do Enem é um professor particular e um cursinho gratuito. Ferramenta útil, principalmente, para quem nunca pode ter nem um nem outro”, sintetizou Mercadante.

    Gabriela Câmara, Arthur Brenner e Aline Vieira, de 14 anos, e João Vitor Pugsley, de 13, estão em Brasília para realizar atividades de um projeto interdisciplinar sobre identidade e política. O grupo tem entrevistado representantes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário sobre suas atribuições e responsabilidades, e visitado iniciativas educacionais de organizações da sociedade civil que atuam em outras cidades do Distrito Federal.

    Ao ministro da Educação perguntaram sobre prioridades e planos da pasta. Ouviram Mercadante falar sobre os avanços na inclusão educacional e o desafio do cumprimento das metas do Plano Nacional de Educação (PNE), da alfabetização na idade certa a pós-graduação, além da importância de impulsionar a formação dos professores.

    Saiba mais sobre a Hora do Enem

    Assessoria de Comunicação Social

     

  • Estudantes têm prazo até dia 15 para pedir local com internet para fazer o simulado

    O pedido de local com internet para fazer o simulado é exclusivo para os 2,2 milhões de alunos concluintes do ensino médio e devem ser feitos na própria plataforma on-line do programa (arte: ACS/MEC)Estudantes inscritos no programa Hora do Enem que não dispõem de acesso à internet, devem pedir vagas para realizar o simulado em universidades e institutos federais de educação, ciência e tecnologia. O prazo começa a contar nesta segunda-feira, 11, e termina no próximo dia 15. Há 120 mil vagas disponíveis, em instituições de todo o país.

    O simulado, gratuito, pode ser feito também em instituições particulares e comunitárias e escolas estaduais de ensino médio. O programa oferece, além de simulados, exercícios e vídeoaulas para facilitar os estudos dos candidatos ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

    Esse pedido é exclusivo para os 2,2 milhões de alunos concluintes do ensino médio e devem ser feitos na própria plataforma do programa, com o número de CPF do participante. Os alunos do terceiro ano do ensino médio que dispõem de acesso à internet podem realizar o simulado em computador, tablet ou celular próprios.

    “Com o simulado, o estudante recebe uma nota e sabe como se sairia no Enem”, afirma o ministro Aloizio Mercadante. O diagnóstico proporcionará ao aluno um plano individualizado de estudo e permitirá saber quanto tempo ele precisa investir nos estudos e que assuntos devem ter prioridade no aprendizado para alcançar a vaga desejada no Enem.

    Simulado — A prova on-line será aplicada no último sábado deste mês (dia 30) e terá 80 itens, com a mesma metodologia de elaboração de questões do Enem. O simulado estará aberto durante quatro horas ininterruptas para o candidato, que pode realizá-lo entre a zero hora e as 20h do dia 30. Quem optar por fazer a prova em uma das instituições ofertantes de acesso à internet deve estar atento ao horário. O treino nesses locais será realizado das 8h às 12h (horário de Brasília).

    O conteúdo do primeiro provão será composto principalmente por assuntos estudados nas escolas até abril. Estão previstos outros três simulados on-line: o segundo, em 25 de junho; o terceiro, em 13 de agosto e o último, nos dias 8 e 9 de outubro. A abrangência dos assuntos cobrados nos simulados seguintes avança conforme o desenvolvimento dos aprendizados do ano letivo. Na prática, o último simulado corresponde a um exemplo de teste completo de como será, de fato, no dia das provas do Enem de 2016.

    Com o resultado imediato do simulado, é possível o estudante compará-lo com a nota de corte do Enem para o curso e para a universidade de interesse para fazer a graduação.

    Plataforma – A plataforma Hora do Enem é um programa de estudo com diversos recursos interativos para melhorar o aprendizado. O sistema entrou na internet em 5 de abril. Além de planos de estudo, estão disponíveis exercícios e videoaulas, que poderão ser assistidas a partir de 30 de abril no espaço denominado MECFlix.

    Todo o conteúdo estará acessível a qualquer hora do dia, na internet, com smartphone, tablet ou computador.

    A TV Escola também vai transmitir o programa de TV Hora do Enem. A programação televisiva inclui 300 vídeos de resoluções de exercícios. A exibição será diária, às 18h, com reprise no dia seguinte, às 7h e às 13h, além dos fins de semana. A transmissão contará com a parceria de mais de 40 canais em todo o Brasil, entre tevês universitárias, comunitárias, legislativas e canais estaduais.

    Assessoria de Comunicação Social

    Assista:

  • Estudantes têm prazo até este domingo para fazer o simulado

    Ainda dá tempo para que estudantes de todo o país testem os seus conhecimentos, reforçando sua preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O próximo domingo, 3 de julho, será o último dia para acessar o segundo simulado oficial do Hora do Enem. A prova de 80 questões, elaborada no mesmo formato do exame, é gratuita e poderá ser feita até as 20h, bastando para isso que o interessado se cadastre na página da prova.

    Além de conferir a sua pontuação imediatamente após o término do simulado, o estudante poderá verificar se conseguiu atingir a nota de corte para o curso ou universidade em que deseja ingressar.

    Este ano, o Enem conta com o segundo maior número de inscritos: 8,6 milhões de estudantes. Destes, mais de 40% já recorreram ao estudo on-line para se preparar. A estudante Ana Caroline, de 17 anos, do interior do Rio Grande do Norte, destacou que a plataforma de estudos a tem ajudado a ganhar ritmo para a prova do Enem, que será realizada nos dias 5 e 6 de novembro.

    “Conheci a Hora do Enem pelas propagandas que vi na televisão, e aí comecei a utilizar. Eu gostei bastante do modelo que é usado, já que tem várias questões que você faz antes de estudar o assunto em si e para testar o aluno, ver se ele realmente necessita do ensino mais intenso, ou até mesmo se ele está bem na matéria”, afirmou.

    A novidade deste segundo simulado foi que os estudantes da rede pública sem acesso à internet puderam realizar o teste em suas próprias escolas, até esta sexta-feira, 1º de julho. Para Mauro Romão, diretor de uma escola pública de ensino médio no Distrito Federal, o apoio das instituições na realização do simulado garante mais oportunidades aos estudantes da rede pública.

    “Justamente para proporcionar oportunidades para os nossos alunos, muitas vezes carentes que não dispõem de condições de pagar cursinhos, ou locais de aprofundamento, a escola fará de tudo para que esses alunos possam acessar computadores da própria escola. Com a nossa biblioteca informatizada, nosso laboratório equipado, os alunos poderão trabalhar, estudar, ver, rever, fazer seus simulados e testar o grau de entendimento em relação aos seus conhecimentos, para fazer o Enem mais tranquilos”, ressaltou.

    Fruto de uma parceria entre o Ministério da Educação, o Serviço Social da Indústria (Sesi) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), o Hora do Enem oferece aos alunos cadastrados uma plataforma de estudos personalizada. Além dos simulados, os estudantes têm acesso a testes de nivelamento em diferentes matérias, videoaulas, exercícios comentados por professores e um cronograma de estudos on-line.

    Os estudantes que perderam o primeiro simulado, realizado nos finais de semana de 30 de abril e 7 de maio, têm prazo até este domingo, 3, para fazer o segundo, e ainda mais duas oportunidades de medir a sua própria evolução periodicamente. A partir de 13 de agosto, estará disponível o terceiro simulado. A quarta e última etapa antes do Enem começa em 8 de outubro.

    Assessoria de Comunicação Social

    Acesse a plataforma Hora do Enem

  • Geo-história está entre os destaques do Hora do Enem desta semana

    Na TV Escola, emissora vinculada ao Ministério da Educação, esta é mais uma semana especial do Hora do EnemNo episódio desta segunda-feira, 25, o convidado é o professor Rafael Procópio, personalidade midiática e com milhares de seguidores na web. Ele resolve a questão 180 do Caderno Azul do exame de 2017, sobre proporcionalidade. Também participa do programa o estudante de engenharia da computação Pietro Pepe, que mostra como é possível aprender matemática usando games e aplicativos para celular.

    Geo-história, um campo do conhecimento que estuda a relação entre vida humana e ambiente natural, é o assunto de terça, 26. A professora Ana Brasil conta tudo sobre o segmento de estudo e de que forma ele aparece no Enem. No episódio, uma questão do Enem 2017 sobre o ciclo natural da água é resolvida pelo professor Diego Moreira.

    Já na quarta-feira, 27, as expressões idiomáticas da língua espanhola são o foco do Hora do Enem. A professora Adriana Ramos resolve a questão 01 do Enem de 2017. Na sequência, entra em cena a pesquisadora de literatura argentina e latinoamericana Luísa Perissé.

    A quinta, 28, traz genética como destaque. Quem fala sobre o assunto é o professor Kylderi Domingos, que volta ao programa para explicar e resolver a questão 117 do Caderno Azul da prova de 2017 do Enem. O divulgador cientifico Rafael Bento também participa e fala sobre o Science Vlogs Brasil, selo que atesta a qualidade de canais de conteúdo científico do Youtube.

    Na sexta-feira, 29, temas que podem ser propostos para desenvolvimento na redação do Enem 2018 ganham espaço no programa. A professora Juliana Rettich aborda o descarte do plástico nos oceanos com foco nos impactos para a sociedade brasileira. 

    Já na última semana antes das férias escolares – entre 2 e 15 de julho –,  serão reexibidos alguns dos melhores episódios de 2018.  O programa retorna com temas inéditos na segunda-feira, 16 de julho, apresentando matemática, geografia, espanhol, biologia e redação como destaques das áreas de conhecimento.

    Além da exibição de segunda a sexta-feira às 7h, Hora do Enem tem reapresentações, nos mesmos dias, às 13h e às 18h. Os episódios também estão disponíveis no portal da emissora e no canal do Youtube dedicado à TV Escola.

    Assessoria de Comunicação Social

     

  • Graduação e mercado de trabalho são destaques na Hora do Enem

    O programa Hora do Enem, produzido e exibido pela TV Escola, traz mais uma semana com boas atrações. Na edição desta segunda, 18, o destaque da série sobre universidades, graduação e mercado de trabalho traz como convidados os professores Gustavo Porto de Melo, que leciona astronomia na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); e Eduardo Alentejo, que dá aulas de biblioteconomia na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio). Eles falam sobre o dia a dia dos cursos e analisam o mercado de trabalho atual.

    A Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e o Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ) são os focos do programa de terça, 19. Pela Ufam, fala o professor Ary Alves, que apresenta a área de odontologia da instituição. Já a professora Elisa Van Eyken discorre sobre sua área de atuação na IFRJ, a fisioterapia. Os educadores contam detalhes dos conteúdos exigidos nas graduações, falam de suas trajetórias pessoais na formação e da chegada ao ambiente profissional.

     Medicina veterinária e serviço social são os temas apresentados no programa de quarta-feira, 20. Sobre essas duas áreas, falam respectivamente as professoras Miliane Souza, da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ); e Rafaela Ribeiro, da UniRio. Estudantes dos dois cursos dão depoimentos sobre o cotidiano da graduação e falam das expectativas com o mercado de trabalho.

     Já na quinta-feira, 21, geografia e oceanologia aparecem como destaque de Hora do Enem. Os entrevistados são Karla Faria, professora de geografia da Universidade Federal de Goiânia (UFGO), e Maurício Camargo, da área de oceanologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Será mostrado um painel amplo das duas graduações, com uma explanação sobre o que os estudantes podem esperar dos cursos.

    Sexta-feira é dia de um programa exclusivo, que traz como convidado Artur Ávila, jovem brasileiro ganhador da medalha Fields, considerada o “Prêmio Nobel” da matemática. Em um bate-papo descontraído com Land Vieira, ele fala sobre a responsabilidade de conquistar o prêmio, a importância da divulgação científica, sua pesquisa sobre sistemas dinâmicos e a importância de aprender matemática para desenvolver um olhar crítico.

    Hora do Enem vai ao ar de segunda a sexta-feira às 7h, às 13h e às 18h.

    Assessoria de Comunicação Social

     

  • Hora do Enem aborda bons temas para quem vai prestar o exame

    O programa Hora do Enem da próxima semana está com uma programação intensa. Como a redação tem peso importante no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o programa, transmitido pela TV Escola, traz informações sobre o aumento das doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) como um dos possíveis temas. Os professores Luiz Herculano e Cristiano Marcell vão desvendar o assunto, dando dicas, inclusive, sobre como analisar os gráficos e tabelas que aparecem nos textos de apoio.

    O programa também traz o filósofo pop Silvério Ortiz, um verdadeiro guru para uma legião de seguidores dos seminários sobre filosofia e música. Ele vai mostrar como é possível estudar a disciplina com Rolling Stones e Michael Jackson.

    Na segunda-feira, 28, os professores Walter Tadeu e Sandro Davison vão revisar uma questão sobre porcentagem. O programa traz também um papo com o professor Charles Esteves, do Projeto Adoro Robótica. Ele conta como construir robôs está cada vez mais fácil e pode ajudar no aprendizado.

     Terça-feira, 29, é dia de filosofia. O professor Silvério Ortiz prova que é possível estudar por meio do rock e do pop. Já os professores Paulo Andrade e Ênio Mendes revisam uma questão da segunda aplicação do Enem 2016 sobre o pensamento de Platão.

    Já os professores Luiz Guilherme Barbosa e Josi Motta vão rever uma questão da segunda aplicação de 2016 sobre interpretação de texto, na quarta-feira, 30. A poeta Aline Miranda, criadora de uma oficina de experimentação poética com máquinas de escrever, também participa do programa. Ela conta como, em tempos de internet e smartphones, o contato com ferramentas do passado pode mudar o nosso olhar sobre a escrita.

    Para deixar os candidatos do Enem mais tranquilos para a prova de química, os professores Fábio Marques e Eduardo Bechara revisam uma questão do Enem 2014 sobre reações, na quinta-feira, 31. E ainda haverá um papo com o professor Aires Silva, que ensina química para pessoas com deficiência visual. Ele mostra como as representações visuais de moléculas e equações químicas são traduzidas em braile.

    Na sexta-feira, 1º, um possível tema da redação do Enem: O aumento das DSTs entre jovens no Brasil. O professor Luiz Herculano examina os principais aspectos do problema, enquanto o professor Cristiano Marcell, de matemática, dá dicas de como analisar os gráficos e tabelas que aparecem nos textos de apoio.

    O Hora do Enem é apresentado por Land Vieira, e exibido de segunda a sexta, às 7h, 13h e 18h, na TV Escola, e também por streaming no portal da emissora, no canal do YouTube e pelos aplicativos.

    Assessoria de Comunicação Social 

  • Hora do Enem aborda esta semana os temas ligados à redação

    No mapa do tesouro do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), os múltiplos caminhos levam à conquista mais importante: o ingresso na universidade. Desvendar esse mapa, repleto de equações, fórmulas químicas, geopolítica e muito mais, inclui também estar preparado para dissertar sobre qualquer assunto. Por isso, entre as questões que serão abordadas esta semana no programa Hora do Enem estão dicas sobre como fazer bons textos e apresentação de temas importantes que poderão ajudar os alunos a desenvolver boas redações. O programa Hora do Enem vai ao ar de segunda a sexta-feira na TV Escola às 7h, 13h e 18h.

    A semana começa com o programa de matemática. Na segunda-feira, 7, será a vez de média simples e ponderada com o professor Wagner Dias, que resolve as questões 151 e 155 do caderno azul do Enem 2017. O apresentador Land Vieira também conversa com a professora Juliana Valério sobre o projeto que ela comanda e que promove a inclusão digital em comunidades e escolas públicas do Rio de Janeiro.

    Trabalho e tecnologia são os temas do programa de geografia, na terça-feira, 8. O professor Luis Mion resolve questões e contextualiza os dois temas na lógica do novo mercado de trabalho do século 21. O episódio traz o geógrafo Alan Pacífico, que fala sobre geografia econômica, assunto que conversa diretamente com história, sociologia e redação.

    No programa de quarta-feira, 9, artes é a área de conhecimento em destaque. O professor Rodrigo Retka fala sobre expressões artísticas contemporâneas com artistas como Marilá Dardot, Ernesto Neto e Marina Abramovic. E tem um papo com Daniela Rodrigues, supervisora de educação de um dos maiores museus de arte contemporânea a céu aberto do mundo, o Instituto Inhotim, em Brumadinho (MG).

     Cinemática e satélites são os temas do programa de física, na quinta-feira, 10. O professor Sandro Fernandes resolve uma questão do Enem sobre cinemática. Na sequência, um papo sobre a física do controle orbital de satélites com a astrônoma Érika Rossetto.

    E como os estudantes que vão fazer o Enem estão em meio a tantos assuntos que pipocam no jornal, na TV e na internet, a professora Milena Eich traz, no programa de sexta-feira, 11, um guia sobre os assuntos que podem virar o tema da redação 2018.

     O Hora do Enem é exibido de segunda a sexta-feira, na TV Escola, às 7h, 13h e 18h. Aos sábados, às 13h, e domingos, às 6h, tem maratona do programa, reunindo todos os episódios da semana. Na página da emissora e no canal do YouTube é possível rever todos os programas, inclusive dos anos anteriores.

    Assessoria de Comunicação Social

  • Hora do Enem aborda questões de geometria nesta semana

    A prova de matemática do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é composta de 27% de questões que envolvem geometria, grandezas e medidas. São perguntas que exigem conhecimento sobre ângulos, polígonos, trigonometria e prismas, entre outros. Por isso, no programa Hora do Enem desta semana, o ponto de partida da aula do professor Rodrigo Sacramento será uma questão de geometria aplicada na prova de 2017. O programa vai ao ar todos os dias na TV Escola, às 7h, 13h e 18h.

    Na segunda-feira, 30, além da questão sobre geometria, a pesquisadora e designer Rita Wu, que fala sobre a cultura maker. Já ouviu falar em barco hacker? Ou já pensou em construir o seu próprio drone? Pois é sobre isso e outras coisas que ela vai falar.

    Na terça-feira, 1º de maio, a questão do espaço público e dos direitos coletivos a partir do pensamento de Aristóteles, filósofo sempre presente no exame, é tema do programa que contará com a participação de Marisa Lopes, da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). O Professor Paulo Andrade revisa duas questões do Enem sobre Jürgen Habermas e a importância do espaço público e do debate coletivo.

    O professor Carlos Belém vai falar sobre intepretação de texto na quarta-feira, 2. Para completar, o programa apresenta a história do professor Cleiton Sousa, da Unilab. Ele não falava nada de espanhol e teve que aprender o idioma em poucos meses para fazer o doutorado em química na Espanha.

    Ecologia é o tema das questões do Enem de 2017 resolvidas pelo professor Rafael Cafezeiro, na quinta-feira, 3. Em seguida, veja um papo sobre foco e organização nos estudos com a estudante Renata Jaine. Ela conta como conseguiu passar para ciências biológicas com bolsa integral com a ajuda de um pré-vestibular social.

    Sexta-feira, 4, é dia de discutir o repertório sociocultural, um elemento fundamental para pontuar na competência 2 da redação do Enem. Por isso, os professores Juliana Rettich e Guilherme Mattos dão dicas para todo mundo ficar craque no assunto.

    Além da exibição diária na TV Escola, o programa também pode ser assistido em tempo real na página da TV Escola na internet. Todos os episódios estão disponíveis no canal da TV Escola no YouTube.

    Assessoria de Comunicação Social

  • Hora do Enem abordará questões sobre trigonometria e Era Vargas

    Números, fatos históricos da humanidade e linguística. Atento ao que será abordado no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018, o programa Hora do Enem, exibido diariamente às 7h na TV Escola, com reapresentações às 13h e 18h, terá na semana de 14 a 18 de maio conteúdos de matemática, história, língua portuguesa, química e redação, com programação voltada para os futuros candidatos ao exame.

    Única plataforma de preparação para o Enem inteiramente gratuita, aberta e com conteúdo produzido por educadores com base nas competências exigidas pelo exame, o Hora do Enem reúne professores, convidados importantes e a revisão completa de questões das edições anteriores.

    A semana será aberta, na segunda-feira, 14, com o professor Alexandre Azevedo, que resolve e debate as questões 138 e 166 do Caderno Azul do Enem 2017, sobre trigonometria, tema sempre presente nas provas de matemática. O assunto faz parte de 27,1% das questões do Enem nessa disciplina, que envolvem geometria, grandezas e medidas, área onde está a trigonometria. 

    O programa de segunda-feira também apresenta uma entrevista com a engenheira Alessandra Fontes, do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro), que explica como a matemática e os números estão presentes na prevenção de acidentes de consumo.

    Chegando à história, a Era Vargas, momento importante da República no Brasil, é o tema que a professora Ruth Borges vai desvendar no programa de terça-feira, 15. Com a resolução das questões 78 e 81 do Caderno Azul do exame de 2017, ela explica as conquistas e contradições dos 15 anos de Getúlio Vargas no comando do país. A professora Cristina Meneguello, uma das coordenadoras da Olimpíada Nacional de História, também participa, ao falar sobre a relevância do evento, que completa 10 anos em 2018.

    Para entrar no clima das comemorações de 130 anos de Fernando Pessoa, autor lusitano sempre presente nas questões do Enem, o programa de quarta-feira, 16, traz um papo com a filósofa e escritora Dília Gouveia, especialista na obra do poeta português. O programa traz também o professor Luiz Guilherme Barbosa, que revisa uma questão do Enem sobre o poeta.

    No Hora do Enem de quinta-feira, 17, química é o destaque. O professor Guilherme Vargas resolve questões do exame sobre funções orgânicas. O engenheiro químico Cleiton Souza, professor da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), primeira instituição federal no Brasil a servir exclusivamente ao intercâmbio social e cultural de países da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP), também participa do debate.

    Na sexta-feira, 18, como de praxe, é dia de redação no Hora do Enem. Finalizando a semana, o convidado é o professor Rômulo Bolívar, que mostra tudo o que a introdução de uma dissertação argumentativa precisa para ser nota 1000.

    Assessoria de Comunicação Social

  • Hora do Enem apresenta edição especial de Natal no sábado, 23

    Chega ao fim a temporada 2017 do Hora do Enem, programa produzido pela TV Escola, órgão vinculado ao Ministério da Educação. Para celebrar, uma edição especial será exibida neste sábado, 23, às 15h. Entre brincadeiras e muitas histórias, Hora do Enem comemora mais um ano de sucesso.

    Os convidados são três professores, que, entrevistados por Land Vieira, vão falar sobre os desafios e prazeres vivenciados em sala de aula ao longo deste ano. Participam Nathália Terra, professora de química; Cristiano Marcell, de matemática; e Wallace Cestari, de língua portuguesa. 

    Durante todo o ano de 2017, Hora do Enem registrou mais de 300 programas, quase mil horas de gravação, 88 professores e profissionais convidados, oito edições ao vivo e um longo percurso educativo, passando pelos conteúdos vertebrais de todas as disciplinas avaliadas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

    Para 2018, entre as novidades previstas na atração, destacam-se um cenário diferente, novos quadros e mais interação com o público. Além do apresentador Land Vieira, fazem parte da equipe o diretor Renato de Paula e, na gerência de conteúdo, o professor Walmir Cardoso. Hora do Enem, exibido de segunda a sexta-feira às 7h, 13h e 18h, estará de volta em maio de 2018.

    Assessoria de Comunicação Social 

  • Hora do Enem desta semana tem a Copa do Mundo entre os destaques

     A Copa do Mundo é um dos destaques da semana do Hora do Enem. Na edição desta segunda, 11, o programa da TV Escola, emissora vinculada ao MEC, fala sobre razão, proporção, escalas e probabilidades. São dois professores convidados. Gilcione Nonato, da Universidade Federal de Minas Gerais, é um dos responsáveis pelo site Probabilidades no Futebol e fala a respeito dos dados que utiliza. Vitor Israel, por sua vez, dribla todas as dúvidas e resolve a questão 158 do  segmento de Matemática e suas tecnologias, do Caderno Azul do Enem 2017.

    Terça-feira, 12 é dia de história. O foco é a crise de 1929, que marca um longo período de recessão econômica, considerado o pior do século 20. Esse foi o tema da questão 62 do Caderno Azul do exame de 2017, que é resolvida no programa pelo professor Fernando Loureiro. Ainda na terça, a atração traz uma entrevista com o cineasta Belisário Franca, diretor dos documentários Menino 23 e Soldados do Araguaia. Ele chama atenção para a importância de revelar fatos da história que nem sempre chegam aos livros da escola.

    Interpretação de texto – que muitos candidatos ao Enem consideram a parte mais complicada e abstrata da língua portuguesa – é o tema do Hora do Enem de quarta, 13. O professor convidado, Daniel Sanches, resolve duas questões do Enem 2016 e orienta sobre como interpretar. Também participa dessa a tradutora e editora da Marvel Carolina Pimentel, que conta tudo sobre um mercado comandado pela língua inglesa, o de histórias em quadrinhos.

    Com o tema focado em ondulatória, o programa de quinta-feira, 14, abre com a professora Cristiane Tavolaro desvendando os mistérios da física e da questão 103 do Caderno Azul do Enem 2017. A seguir, Land Vieira conversa com o coordenador da Missão Garatéa – que leva microorganismos para o espaço -, o engenheiro aeroespacial Lucas Fonseca.

    Como acontece em todas as sextas-feiras, Hora do Enem desta sexta, 15, tem a redação como tema. O convidado é o professor Rômulo Bolivar, que explica todos os passos para o desenvolvimento de uma redação nota mil. É papo de expert no assunto.

    Hora do Enem é exibido todos os dias na TV Escola, às 7h, com reapresentações às 13h e 18h. Todos os episódios estão disponíveis no portal da emissora e no canal do Youtube.

    Clique aqui para acessar a página da emissora.

    Assessoria de Comunicação Social

Fim do conteúdo da página