Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Meritocracia e governança: Fies passa por reformulação
Início do conteúdo da página
  • Informações estão disponíveis na Página do Participante, dentro do site do exame


    Fiquem ligados! Quem teve a solicitação de reaplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 aprovada já pode conferir os locais de prova. A informação está disponível na Página do Participante, dentro do site do Enem

    A reaplicação será realizada em 10 e 11 dezembro. Para acessar a Página do Participante, é necessário inserir CPF e senha já cadastrados. Aqueles que não se recordam da senha podem redefini-la.

    O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), vinculado ao Ministério da Educação (MEC) e responsável pela aplicação do exame, tem um vídeo com o passo a passo de como entrar na página.

    Os participantes tiveram de 11 a 18 de novembro para solicitar a reaplicação, processo também feito pela Página do Participante. São três os casos que o Inep classifica como problemas logísticos:

    • desastres naturais que prejudiquem a aplicação do exame por conta do comprometimento da infraestrutura do local);
    • falta de energia elétrica que comprometa a visibilidade da prova pela ausência de luz natural;
    • falha de procedimento de aplicação que cause comprovado prejuízo ao participante.

    Enem PPL – O Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade e sob medida socioeducativa (Enem PPL) será aplicado nas mesmas datas de reaplicação. O exame acontecerá nas unidades prisionais para mais de 46 mil inscritos.

    Assessoria de Comunicação Social, com informações do Inep

  • As notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 foram disponibilizadas nesta sexta-feira, 18, e de acordo com o primeiro balanço do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia vinculada ao MEC, até as 11h40, mais de 1,5 milhão de participantes já tinham acessado o sistema. O horário de divulgação das notas, incialmente previsto para às 10h (horário de Brasília) foi antecipado pelo Inep, que tornou acessível os resultados ao público a partir das 8h30. Os resultados individuais dos treineiros serão liberados em 60 dias, assim como a vista pedagógica da redação. As provas do Enem 2018 foram aplicadas em 4 e 11 de novembro.

    Para cada uma das quatro áreas de proficiência o Inep divulgou a quantidade de participantes avaliados, com proficiência mínima e com proficiência máxima, além do número de provas em branco. Além da proficiência média, foram apresentadas as proficiências de cada perfil de participante: concluintes, egressos, treineiros, surdos que optaram pela videoprova em Libras, e surdos que optaram por interprete de Libras. Foram destacados nos resultados, ainda, a proficiência máxima e mínima dos participantes.

    O acesso ao sistema disponibiliza ao candidato os números de redações nota zero e nota 1000. Ao todo, 55 participantes obtiveram a nota máxima e 112.559 (2,73%) zeraram a prova dissertativa. O número de notas zero é bem menor que o de 2017. Os principais motivos para nota zero no Enem 2018 foram: redações em branco (1,12%), fuga ao tema (0,77%) e cópia do texto motivador (0,36%). Todo o conjunto de dados disponibilizados pelo Inep contempla os anos de 2018 e também de 2017, mas vale ressaltar que a comparação das notas da redação entre edições é inadequada por motivos metodológicos.

    Abstenções - A queda no percentual de abstenção confirma a eficiência das medidas adotadas desde 2016 para evitar o desperdício do dinheiro público. Na edição deste ano, o Enem registrou a menor taxa de ausentes desde 2009. Foram 1.352.566 participantes que deixaram de comparecer aos dois dias de prova, o que corresponde a 24,53% dos 5.513.747 confirmados. Em 2017, a abstenção registrada foi de 29,9%. A taxa de abstenção foi, novamente, maior entre os participantes beneficiados pela isenção da inscrição, atingindo 28,44% contra 17,62% dos pagantes. 

    Entre os participantes isentos por serem concluintes do Ensino Médio na rede pública a abstenção foi de 20,8%. Já entre os que tiveram isenção no pagamento da taxa de inscrição o percentual de abstenção é de 33,33%. Em 2017, dos participantes beneficiados pela legislação, 42,5% não compareceram nos dois dias de prova.

     Os participantes que não pagaram para fazer o Enem 2018 e não compareceram em pelo menos um dia da aplicação terão que justificar essa ausência se quiserem solicitar isenção no Enem 2019. As provas do Enem 2018 foram aplicadas em 4 e 11 de novembro. Já a reaplicação ocorreu em 11 e 12 de dezembro.

    Para consultar as notas, os alunos precisam entrar na Página do Participante ou no aplicativo Enem 2018 e fazer login com CPF e senha cadastrada.

    Acesse a Página do Participante

    Assessoria de Comunicação Social

  • Resultados estão disponíveis na Página do Participante, no portal e no aplicativo do Enem


    Um total de 1.608.770 de participantes já visualizou as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019. O balanço é das 14h10 desta sexta-feira, 17 de janeiro. As notas dos “treineiros”, que não concluíram o ensino médio em 2019, serão liberadas em março.

    Para acessar os resultados, é necessário fazer login com CPF e senha. Na mesma página, o sistema permite a recuperação da senha pelo e-mail cadastrado. Quem não tem mais acesso ao e-mail registrado pode trocar o endereço eletrônico.

    É preciso acessar a Página do Participante, seja no portal, seja no aplicativo do Enem, e seguir as seguintes instruções:

    1. responda ao desafio de segurança proposto pela Nanda, uma personagem digital. O desafio é importante para evitar o acesso de robôs;
    2. informe CPF na Página do Participante e, em seguida, insira a senha. Caso você não se lembre da senha registrada na inscrição, clique no link “Esqueci minha senha”, que está logo abaixo do campo de preenchimento;
    3. o sistema vai pedir para o usuário escolher se a senha cadastrada será enviada para o e-mail registrado durante a inscrição ou se quer alterar o e-mail. O sistema dá uma pista para que o participante se lembre de qual e-mail foi cadastrado durante a inscrição;
    4. caso o participante opte por receber a senha no e-mail cadastrado, basta procurar na caixa de entrada. Caso não encontre, vale olhar na caixa de spam. Quem não tem mais acesso ao e-mail informado na inscrição ou quiser apenas trocar o endereço do correio eletrônico é só seguir as orientações;
    5. o participante deverá responder às perguntas solicitadas a respeito dos dados informados na inscrição. Acertando todas as respostas, é só informar o novo e-mail;
    6. o Inep vai enviar a senha para o novo e-mail e o participante poderá acompanhar suas notas no exame. É possível, inclusive, consultar os resultados de edições passadas, caso o usuário tenha feito o Enem em outros anos.

    As notas do Enem 2019 podem ser usadas para ingressar na educação superior, como mecanismo único, alternativo ou complementar. A senha do Enem assim como o número de inscrição do participante, serão utilizados por quem vai se inscrever nos programas do Ministério da Educação (MEC).

    Como usar a nota

    Sisu: o estudante interessado em ingressar em alguma instituição de ensino superior pública deve escolher até duas opções de cursos. Ao final, o sistema seleciona os mais bem classificados em cada curso, de acordo com as notas no Enem e eventuais ponderações, como pesos atribuídos às notas ou bônus. É pré-requisito não ter zerado a redação. As inscrições vão de 21 a 24 de janeiro. São 237 mil vagas.

    ProUni: o estudante interessado no ingresso em instituições privadas de ensino superior pode concorrer a bolsas integrais (100%) e parciais (50%). Para se inscrever na iniciativa, o aluno que participou do Enem deve ter obtido média de ao menos 450 pontos e não ter zerado a redação. As inscrições vão de 28 a 31 de janeiro. São 249 mil bolsas.

    Fies: com duas modalidades — juros zero a quem mais precisa (renda familiar de até três salários mínimos por pessoa) e escala de financiamento que varia conforme a renda familiar do participante —, as regras para a nota são as mesmas do ProUni. A partir de 2021, será preciso nota mínima de 400 na redação. As inscrições vão de 5 a 12 de fevereiro. São 70 mil vagas.

    Ingresso direto: Para realizar o ingresso direto em uma instituição privada, o estudante não precisa realizar provas nem pagar taxas, apenas se inscrever no site ou diretamente na instituição de interesse e aguardar o resultado da seleção. Só é necessário não ter zerado nenhuma das provas.

    Enem Portugal: 47 instituições portuguesas — 10 delas por convênios firmados em 2019 — aceitam a nota do Enem como forma de ingresso. Cronograma e regras são definidos pelas universidades.

    Assessoria de Comunicação Social, com informações do Inep

  • Nesta segunda-feira, 21, três dias após a liberação dos resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018, mais de 3 milhões de pessoas já tinham acessado a Página do Participante. Às 8h, quando se completaram 72 horas da divulgação das notas, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia vinculada ao MEC, contabilizou 3.038.750 acessos. Os resultados individuais dos treineiros, como previsto em edital, serão liberados 60 dias após a divulgação regular, assim como a vista pedagógica da redação. As provas do Enem 2018 foram aplicadas em 4 e 11 de novembro. Dos 5,5 milhões de inscritos; 4,1 milhões compareceram aos dois dias de prova.

    Os resultados do Enem 2018 poderão ser utilizados como mecanismo único, alternativo ou complementar de acesso à educação superior, desde que exista adesão por parte das instituições de educação superior (IES). A utilização dos resultados individuais para fins de seleção, classificação ou premiação não é de responsabilidade do Inep. Entretanto, para inscrição nos programas de acesso e financiamento da educação do Ministério da Educação – Sisu, Prouni e Fies – o participante deverá informar a mesma senha cadastrada para o Enem. Esse é mais um motivo para que todos os participantes tenham suas senhas do Enem atualizadas.

    Senha – Caso o participante precise recuperar a senha, o procedimento é realizado na mesma Página do Participante onde são liberados os resultados. Ao clicar no botão “Esqueci minha senha”, o participante deverá confirmar o e-mail cadastrado no sistema para receber uma senha temporária. Quem esqueceu a senha e também não tem acesso ao e-mail cadastrado tem a opção de informar novos contatos para receber a senha temporária. O Inep disponibiliza na página inicial as instruções para recuperação de senha e também um vídeo tutorial.

    Clique aqui para acessar a Página do Participante.

    Confira o passo a passo para recuperação de senha.

    Acesse ao vídeo tutorial de como recuperar a senha.

    Assessoria de Comunicação Social

     

  • O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 registrou um milhão de inscritos às 20h desta segunda-feira, 6 de maio, primeiro dia de inscrições. O novo sistema, mais interativo, apresenta as perguntas em um formato de chat, com orientações diretas sobre todo o processo. A interface também é mais amigável e permite a inclusão opcional de foto do participante.

    O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) preparou um passo a passo de todas as etapas. As inscrições ficam abertas até 23h59, no horário de Brasília, do dia 17 de maio, exclusivamente pela página do participante, na internet.

    Todos os interessados em fazer o Enem precisam se inscrever, mesmo quem solicitou a isenção da taxa de R$ 85, que deve ser paga até 23 de maio. As provas do Enem 2019 serão aplicadas em dois domingos, 3 e 10 de novembro.

    Enem – O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é realizado anualmente pelo Inep, autarquia vinculada ao Ministério da Educação (MEC). Em 21 edições, o exame já recebeu quase 100 milhões de inscrições.

    O Enem avalia o desempenho do estudante e viabiliza o acesso à educação superior, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Programa Universidade para Todos (ProUni) e instituições portuguesas. O exame também possibilita o financiamento e apoio estudantil, por meio do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

    Os dados do Enem também permitem autoavaliação do estudante o desenvolvimento de estudos e indicadores educacionais. O exame é aplicado em dois domingos e tem quatro provas objetivas, com 180 questões, além de uma redação.

    Acesse a página do participante

    Assessoria de Comunicação Social

  • Mil oitocentos e doze brasileiros que moram fora do Brasil vão sair de casa no domingo, 15 de setembro, para buscar qualificação. Eles vão realizar o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos residentes no exterior (Encceja Exterior). A prova será aplicada em 18 cidades de 12 países.

    O exame permite que jovens e adultos que não tiveram oportunidade de concluir os estudos na idade apropriada possam tentar o certificado em ensino fundamental e médio.

    O Encceja Exterior, assim como o regular, é elaborado e aplicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), vinculado ao Ministério da Educação (MEC).

    O Encceja Exterior 2019 acontecerá em:

    • Bruxelas (Bélgica);
    • Barcelona e Madri (Espanha); 
    • Boston, Houston, Nova Iorque e Miami (Estados Unidos);
    •  Paris (França);
    • Caiena (Guiana Francesa);
    • Amsterdã (Holanda);
    • Roma (Itália);
    • Nagoia, Hamamatsu e Tóquio (Japão);
    • Lisboa (Portugal); 
    • Londres (Reino Unido);
    • Genebra (Suíça);
    • Paramaribo (Suriname).

    Dicas – Os endereços dos locais de prova já estão disponíveis na Página do Participante. O Inep recomenda que cada inscrito imprima e leve, no dia da aplicação, o Cartão de Confirmação da Inscrição. O documento contém informações pessoais, número de inscrição, endereço onde o participante realizará a prova e recursos solicitados.

    A prova – O exame é composto por quatro provas objetivas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha, e uma redação. Para a certificação do ensino fundamental, o participante é avaliado em ciências naturais; matemática; língua portuguesa, língua estrangeira moderna, artes, educação física e redação; e história e geografia.

    Já para o ensino médio, as áreas avaliadas são ciências da natureza e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias; linguagens e códigos e suas tecnologias e redação; e ciências humanas e suas tecnologias.

    Após a aprovação do candidato, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília e o Colégio Pedro II, do Rio de Janeiro, que firmaram Acordo de Cooperação Técnica junto ao Inep, ficam responsáveis pela emissão dos certificados.

    Assessoria de Comunicação Social, com informações do Inep

  • As notas individuais dos estudantes que realizaram o exame serão divulgadas no dia 17 de janeiro


    Dyelle Menezes, do Portal MEC

    Os estudantes que realizaram as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019 já podem iniciar os preparativos para conferir o resultado, que será divulgado no dia 17 de janeiro. Quem não lembra a senha para entrar na Página do Participante, onde serão publicadas as notas individuais, já pode iniciar a recuperação dos dados.

    A Página do Participante está disponível no portal e no aplicativo do Enem. O sistema do Enem permite a recuperação da senha cadastrada, que será usada para dar mais novos passos na vida educacional dos candidatos.

    Eis o passo a passo:

    1. Acesse o endereço eletrônico https://enem.inep.gov.br/participante/#!/

    2. Responda ao desafio de figuras solicitado no campo

    3. Insira seu CPF

    4. Clique em “esqueci minha senha” no canto inferior direito da tela

    5. Clique em “enviar senha”

    6. Aguarde uma nova senha ser enviada para o seu e-mail cadastrado

    7. Assim que tiver a nova senha, digite-a no sistema para conferir seu resultado.

    Caso não encontre a senha rapidamente na caixa de entrada do e-mail, aguarde uns minutos ou procure na caixa de spam. Caso o candidato não tiver mais acesso ao e-mail cadastrado, pode alterar o e-mail. Será preciso lembrar o e-mail anterior e responder a perguntas de confirmação. Caso precise informar um novo endereço eletrônico, clique em “alterar e-mail”.

    Qualquer outra dúvida ou dificuldade para acessar a senha pode ser tratada diretamente com a Central de Atendimento do Ministério da Educação (MEC) por meio do número 0800 616161.

    Com a nota do Enem, os estudantes poderão buscar vagas para ingressar no ensino superior público do país. As principais formas de utilizar a nota do Enem para realizar esse sonho são o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Programa Universidade Para Todos (ProUni), o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e o ingresso direto nas instituições. Além disso, 47 universidades portuguesas aceitam o exame no processo seletivo de alunos.

Fim do conteúdo da página