Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Saiba Mais - Pesca e Aquicultura Familiar

Desde o início do acordo entre a Seap e a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do MEC, já foram criados 16 núcleos de pesca em todo o país. Serão outros cinco em Rondônia, Roraima, Tocantins e Rio Grande do Sul (nas cidades de Rio Grande e Bento Gonçalves) ainda em 2009.

A ação também trouxe 45 cursos técnicos de pesca, importantes para capacitar jovens brasileiros a explorar a pesca como atividade econômica. Ao longo de quase 100 anos de existência da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, foram instalados seis cursos na área de pesca. Hoje são 45 e o número deve crescer ainda mais.

Os critérios para definição dos núcleos de pesca foram o potencial pesqueiro da região, a representatividade das comunidades ribeirinhas e tradicionais que vivem da atividade, a localização geográfica propícia ao desempenho da pesca e o número de pessoas com baixa escolaridade.

Em linhas gerais, os núcleos irão desenvolver projetos de pesquisa, de caráter interdisciplinar, para aprofundar o conhecimento sobre a diversidade biológica e cultural dos ecossistemas nos quais há atividade pesqueira. O desenvolvimento de programas de extensão para assessoramento técnico-científico e a articulação com as colônias de pescadores e demais entidades representativas do setor pesqueiro e aquícola também são atividades dos núcleos.

X
Fim do conteúdo da página