Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Secretaria de Educação Superior > Estudantes > Pós-graduação > Crescimento do Portal de Periódicos impulsiona conhecimento científico
Início do conteúdo da página

Amapá agora tem mestrado reconhecido: era o único estado que faltava

As instituições de ensino superior (IES) públicas e privadas da região Norte obtiveram este ano a aprovação de 13 novos cursos de pós-graduação, segundo o Ministério da Educação anunciou nesta segunda-feira, 19. A Universidade Federal do Amapá (UFAP) conseguiu seu primeiro mestrado, o que representa um avanço para o país, já que agora todos os estados têm, pelo menos, um programa de pós-graduação reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes/MEC).

A UFAP tem agora reconhecida a qualidade do mestrado integrado em desenvolvimento regional, que a universidade oferece desde 2004. O curso destina-se à formação de recursos humanos para atender às demandas específicas da realidade do estado e da região. A aprovação da proposta credencia o curso, seus professores e alunos a participar de diversas ações da Capes e outras agências de fomento.

O país - O Conselho Técnico-Científico (CTC) da Capes avaliou este ano 423 projetos de instituições de todo o país. Aprovou 174, sendo 106 de mestrado, 60 de doutorado e oito de mestrado profissional, de 103 IES.

As áreas de política industrial, tecnológica e de comércio exterior também mereceram atenção. São 58 cursos que vão fomentar a inovação tecnológica (microeletrônica, software, fármacos, bens de capital e biotecnologia) e dar suporte à formação de recursos humanos qualificados, onde se destacam as engenharias, computação, química, física, matemática, ciências biológicas, entre outros. Foram aprovados 26 cursos novos nas engenharias, 14 nas ciências biológicas, cinco em ciências da computação, dois em farmácia, seis em química, três em física e dois em matemática.

O número de projetos apresentados à Capes em 2005 cresceu 7% em relação a 2004. De 2002 a 2005, foram criados 750 novos cursos de pós-graduação no país. De 2003 até hoje, foram 580.

Repórter: Ionice Lorenzoni

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página