Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Secretaria de Educação Superior > Estudantes > Pós-graduação > Solicitação de recursos para pesquisadores terá novo sistema
Início do conteúdo da página

Capes e UFMG promovem oficinas para criação de mestrado e doutorado

As instituições públicas de ensino superior do país interessadas na criação de projetos para cursos de mestrado e doutorado poderão participar de um workshop sobre o assunto, que será oferecido pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), no dia 2 de dezembro. O evento é promovido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes/MEC) em conjunto com a UFMG.

O diretor de Avaliação de Cursos da Capes, o filósofo Renato Janine, entende que a cultura da pós-graduação tem de ser mais cooperativa do que competitiva, e destaca que há espaço para a criação de novos programas. “Minas tem um conhecimento bom disso. Quando a instituição tem liderança, tem de compartilhar o saber adquirido com outras instituições que não possuem o mesmo saber”, diz ele.

A realização um workshop foi sugerida pela diretoria da Capes à UFMG, levando em conta que a instituição teve o maior número de propostas aprovadas pela Capes no período de 2001 a 2005. Neste qüinqüênio, a UFMG conseguiu ter aprovados 31 dos 32 projetos de criação de cursos de mestrado e doutorado que submeteu à Capes.

Segundo Janine, a Capes busca uma ampliação de qualidade de cursos de pós-graduação no Brasil, em especial naquelas regiões e em instituições que não têm tradição de mestrado e doutorado stricto sensu. Diversas universidades apresentam sucessivos projetos que não são aprovados, por ignorarem os padrões da cultura da pós-graduação. Ou seja, não sabem construir um projeto para a criação destes cursos.

“Romper esse círculo vicioso é prioridade da atual diretoria e conselhos da Capes”, diz Janine. Neste ano, a Capes aprovou o primeiro doutorado em Rondônia, bem como no Piauí; os programas de mestrado no hemisfério norte brasileiro passaram de um para três - e, finalmente, o estado do Amapá teve aprovado seu primeiro mestrado. Com isso, todas as unidades da Federação passaram a ter programas de pós-graduação aprovados pelo órgão do MEC.

As inscrições para o workshop devem ser feitas na Pró-Reitoria de Pós-Graduação da UFMG por meio do endereço eletrônico O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou pelo telefone (31) 3499-4047. Confira a programação do evento.

Repórter: Sonia Jacinto

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página