Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Secretaria de Educação Superior > Estudantes > Pós-graduação > Região Norte: incentivo para pós-graduação
Início do conteúdo da página

Reunião da Capes para avaliação de cursos

Mais de 3.400 cursos de mestrado e doutorado recomendados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes/MEC) serão avaliados a partir de segunda-feira, 6, em Brasília. A avaliação abrange o período 2004 a 2006.

O processo reunirá, durante três semanas, cerca de 700 consultores ― pesquisadores, cientistas, intelectuais ― de 45 áreas do conhecimento, sob a coordenação do representante de cada área. Esta será 15ª avaliação desde que a Capes implantou, em 1976, o Sistema de Avaliação de Pós-Graduação Nacional. 

Ao avaliar os cursos, a Capes quer garantir a qualidade da formação de mestres e doutores e estimular o aprimoramento da pós-graduação, contrapondo desafios e metas coerentes com o avanço do conhecimento científico e tecnológico internacional. 

Conceitos — A avaliação gera conceitos ou notas, que vão de 1 a 7. Os conceitos 1 e 2 implicam a desativação do curso, por desempenho insuficiente ou fraco. Já os superiores a 3 garantem ao curso a renovação de seu reconhecimento pelo Ministério da Educação no triênio subseqüente e a validade nacional dos diplomas emitidos. Os conceitos de 3 a 5 correspondem, respectivamente, aos atributos regular, bom e muito bom. Os conceitos 6 e 7 são apenas para programas que tenham doutorado e que demonstram excelência em nível internacional, liderança na área e contribuição destacada na nucleação de novos grupos de pesquisa e de pós-graduação no país.

A avaliação é um processo coletivo que é realizado pelas áreas do conhecimento e depois pelo Conselho Técnico Científico (CTC) da Capes. As informações analisadas sobre o desempenho dos programas, além daquelas obtidas em visitas ou diligências, são fornecidas anualmente por intermédio de um aplicativo de informática: o Coleta de Dados.

Os critérios analisados são: a proposta dos cursos; infra-estrutura de ensino e pesquisa; formação, dimensão, a composição e dedicação do corpo docente; produção científica de docentes, discentes e egressos; qualidade das teses e dissertações, além do impacto social do programa. Os resultados da avaliação serão divulgados no início de outubro. A partir do anúncio, as instituições têm prazo de 30 dias para recorrer. Os resultados finais do processo são previstos para dezembro.

Adriane Cunha

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página