Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Consulta pública das escolas cívico-militares: saiba o que é importante para aderir ao modelo
Início do conteúdo da página
Educação profissional

Servidores escolares iniciam formação técnica a distância

  • Terça-feira, 22 de maio de 2012, 11h48
  • Última atualização em Terça-feira, 22 de maio de 2012, 11h48
Aproximadamente sete mil servidores escolares iniciaram na segunda-feira, 21, as aulas de ensino técnico a distância por meio do Programa de Formação Inicial em Serviço dos Profissionais da Educação Básica dos Sistemas de Ensino Público (Profuncionário). Até o fim deste ano, devem ser oferecidas mais de 66 mil vagas em todo o país.

A aula inaugural foi transmitida via satélite, de Curitiba, pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná. Também integraram a rede, durante a transmissão, os institutos federais de Rondônia, Sul-Rio-Grandense, Baiano e do Norte de Minas, além de representantes da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do Ministério da Educação.

A formação ocorre nas áreas de alimentação escolar, multimeios didáticos, secretaria escolar e infraestrutura escolar. Os cursos, previstos no Catálogo Nacional de Cursos Técnicos, fazem parte do eixo tecnológico de apoio educacional da publicação e têm carga horária de 1,2 mil horas.

De Porto Velho, via satélite, o professor Raimundo Vicente Jimenez, reitor do Instituto Federal de Rondônia, participou ao vivo da aula inaugural. Ele revelou que, somente no estado, serão mil alunos em seis polos. “Os servidores que atuam nas escolas também fazem parte do processo educativo”, disse. “A partir desses cursos, eles estarão, certamente, mais preparados e motivados.”

Os servidores escolares interessados em participar de cursos do Profuncionário têm de preencher requisitos como pertencer ao quadro efetivo estadual ou municipal, estar em efetivo exercício na escola e comprovar ensino médio completo, além de desempenhar função relacionada ao curso que pretende fazer. Aquele que atender aos requisitos pode entrar em contato com a secretaria municipal ou estadual de educação à qual é vinculado. À secretaria caberá encaminhar o servidor aos institutos federais que oferecerão os cursos.

Assessoria de Comunicação Social, com informações do Instituto Federal do Paraná

X
Fim do conteúdo da página