Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Filme 1817 – A Revolução Esquecida, de Tizuka Yamasaki, estreia com sucesso no Recife
Início do conteúdo da página
Educação profissional e tecnológica

Novos institutos fortalecem rede federal

  • Quinta-feira, 06 de dezembro de 2007, 10h37
  • Última atualização em Sexta-feira, 07 de dezembro de 2007, 16h59

São Luís - O Ministério da Educação está reorganizando o modelo da rede federal de educação profissional e tecnológica com a criação dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia. Serão instituições de educação superior, básica e profissional, pluricurriculares e multicampi, especializadas na oferta de educação profissional e tecnológica, além de forte inserção na área de pesquisa e extensão. O assunto foi debatido no encerramento da 2ª Jornada da Produção Científica, que termina nesta quinta-feira, 6, em São Luís.

Na próxima semana, será aberta chamada pública, por 90 dias,MEC reorganiza modelo da rede federal de educação profissional e tecnológica (Foto: Júnior Araújo)  na qual  as instituições de educação profissional se inscreverão voluntariamente para fazer parte do novo modelo. Os institutos serão constituídos a partir da integração dos centros federais de educação tecnológica (Cefets) e das escolas técnicas e agrotécnicas federais.

Metade das vagas oferecidas nos institutos será destinada à oferta de cursos técnicos de nível médio, em especial de currículo integrado. Na educação superior, haverá destaque para cursos de licenciatura em ciências da natureza, como física, química, matemática e biologia. Também serão incentivadas as licenciaturas de conteúdos específicos da educação profissional e tecnológica, como a formação de professores de mecânica, eletricidade e informática.

“Os institutos, ao identificar as demandas regionais e apontar políticas para as mesmas, a partir de uma perspectiva educativa, darão uma enorme contribuição para o enfrentamento das desigualdades sociais e demarcarão uma trajetória inovadora e de caráter não-acadêmico”, diz o secretário de educação profissional e tecnológica, Eliezer Pacheco. Os institutos integram o Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE).

Felipe De Angelis

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página