Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Proposta para educação infantil na Base defende brincadeiras para aprendizagem
Início do conteúdo da página
Educação superior

Reitores apresentam reivindicações

  • Quinta-feira, 19 de junho de 2008, 10h12
  • Última atualização em Sexta-feira, 20 de junho de 2008, 14h52

O ministro da Educação, Fernando Haddad, recebeu nesta quinta-feira, 19, em Brasília, representantes da Associação Brasileira de Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem). Os reitores vieram apresentar reivindicações, como a definição de recursos do Orçamento da União para o custeio das instituições de ensino.

De acordo com o ministro, a melhor opção para as universidades estaduais e municipais é aproveitar melhor os recursos já disponíveis em iniciativas como a Universidade Aberta do Brasil (UAB), por exemplo. “Temos várias ações que também englobam essas instituições, mas a participação ainda é pequena”, explicou Haddad. “Não estamos aproveitando bem as oportunidades que temos de captar recursos do MEC”, reconheceu o presidente da Abruem, João Carlos Gomes.

Nessa primeira reunião, que teve a participação de 20 reitores, ficou definida a realização de um painel com 46 pró-reitores. Eles receberão explicações detalhadas sobre todos os programas do MEC disponíveis para as universidades. A data ainda não foi definida, mas o encontro deve ser realizado em Brasília. A interlocução com o MEC será constante. 

De acordo com o ministro, as instituições estaduais e municipais são fundamentais para que se cumpram as metas do Plano de Desenvolvimento da Educação. “Temos pelo menos dez ações do PDE que dependem da participação de universidades públicas”, ressaltou. Haddad defendeu uma participação maior das instituições na formação de professores para a educação básica. “O magistério deveria ser encarado como política de estado”, argumentou.

Dados levantados pelo MEC demonstram que apenas 15% dos professores brasileiros são formados em universidades públicas. “Esse número deveria ser superior a 80%”, afirmou Haddad.

Ana Guimarães

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página