Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Política de interiorização é defendida por Haddad em Minas
Início do conteúdo da página
Educação superior

Renegociação do Creduc beneficia milhares de estudantes

  • Quinta-feira, 17 de março de 2005, 14h25
  • Última atualização em Quinta-feira, 10 de maio de 2007, 09h33

Mais de 58 mil estudantes de instituições privadas de ensino superior renegociaram com a Caixa Econômica Federal (CEF), até 28 de fevereiro, seus débitos com o extinto Crédito Educativo (Creduc). Esse número representa, aproximadamente, 30% dos 194 mil contratos mantidos pela CEF em março de 2004.

De acordo com o gerente Nacional de Administração de Créditos Comerciais da Caixa, Marcelo de Sousa Moreira, dos 58.285 alunos que renegociaram ou quitaram seus débitos, 16.562 vinham pagando as prestações, mas aproveitaram os descontos e os parcelamentos para reduzir os débitos. Desses 16.562, 80% quitaram a dívida. Dos inadimplentes, 41.723 também procuraram a CEF por causa das vantagens. A renegociação do Creduc já permitiu o retorno de R$ 129 milhões aos cofres da CEF.

Vantagens - Na renegociação dos débitos, a CEF ofereceu duas opções aos alunos e ex-alunos: o parcelamento em até 36 meses e a liquidação, à vista, com desconto. Aos que estavam pagando suas prestações, o desconto foi de 90% da dívida; os inadimplentes, os contratos com prazo de carência e os contratos em utilização obtiveram desconto de 80%, condicionado à renúncia de novos parcelamentos. O Creduc foi extinto pelo MEC em 1998. No segundo semestre de 1999 foi criado o Financiamento Estudantil (Fies).

Na avaliação de Marcelo Moreira, a renegociação de quase 30% dos contratos está dentro do índice esperado pela instituição que agora vai avaliar detalhadamente os resultados. Ele adiantou que a CEF deverá reabrir o processo de renegociação do Creduc em junho ou julho, mas não sabe se os critérios, descontos e prazos oferecidos em 2004 e no começo de 2005 serão mantidos.

Ionice Lorenzoni

Assunto(s): mec , notícias , jonalismo , matérias
X
Fim do conteúdo da página