Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Educação de jovens e adultos
Início do conteúdo da página
Combate ao coronavírus

Recursos do MEC garantem produção de álcool em gel e álcool glicerinado na UFMG

  • Sexta-feira, 17 de abril de 2020, 19h00
  • Última atualização em Segunda-feira, 20 de abril de 2020, 09h01

Produtos essenciais no combate à pandemia do novo coronavírus serão doados a hospitais

Para ajudar nas medidas de enfrentamento ao novo coronavírus, a Faculdade de Farmácia e a Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) vão produzir álcool em gel, álcool glicerinado 70% e álcool 80%. A iniciativa foi viabilizada com repasse do Ministério da Educação (MEC), por meio da Secretaria de Educação Superior (Sesu), no valor de R$ 21,5 milhões.

Para ter acesso à verba, a universidade apresentou um projeto com detalhes da iniciativa à pasta. A proposta prevê a aquisição de equipamentos e de insumos para a produção de álcool em gel e álcool glicerinado. Os itens serão doados ao hospital das Clínicas (HC) e ao Risoleta Tolentino Neves (HRTN), ambos localizados em Belo Horizonte, e também serão utilizados para limpeza da instituição de ensino.

Por meio de uma parceria com uma distribuidora, a universidade vai receber três mil litros de álcool puro para começar a produção. O volume será suficiente para produzir cerca de 800 litros de álcool em gel, dois mil litros de álcool glicerinado 70% e mil litros de álcool 80%. “No entanto, nossa produção deverá ser maior. Quando necessário, pretendemos adquirir mais álcool no mercado ou solicitar à BR mais uma remessa”, explica a diretora da Faculdade de Farmácia, Leiliane André

A iniciativa conta com a participação de professores e técnicos com expertise na área de tecnologia farmacêutica, o que irá contribuir com a produção dos materiais de limpeza. “É nosso papel atuar nessa frente de apoio aos hospitais universitários e todos aqueles que necessitam de proteção neste momento”, analisou Leilane.

A produção do álcool em gel e álcool glicerinado 70% será de responsabilidade do Centro de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação Farmacêutica (CPDI-FAR), que tem tecnologia para a formulação e a fabricação. Já o processamento do álcool 80% ficará por conta do Laboratório de Análises Toxicológicas (Lato).

Investimento – A UFMG é uma das instituições beneficiadas com repasse do MEC para o enfrentamento da pandemia. A determinação foi publicada no Diário Oficial da União, no dia 2 de abril por meio da Medida Provisória nº 942. O investimento total do ministério será de R$ 339,4 milhões, divididos entre universidades e institutos federais.

Assessoria de Comunicação Social, com informações da UFMG

Assunto(s): MEC , UFMG , coronavírus
X
Fim do conteúdo da página