Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Todas as notícias > Estados têm até três horas de diferença com relação a Brasília
Início do conteúdo da página
TV Escola

Iniciativas de jovens brasileiros são o tema do Salto para o Futuro

  • Terça-feira, 22 de maio de 2018, 11h27
  • Última atualização em Terça-feira, 22 de maio de 2018, 11h33

Protagonismo vem das palavras gregas proto, que significa “o principal”; e de agonistes, que representa “lutador”, aquele que luta pela posição de personagem mais importante. Nessa direção caminha o trabalho de muitos jovens que abraçam lutas, traçam objetivos, realizam sonhos e assumem, cada vez mais, o protagonismo juvenil. Este é o tema do programa Salto para o Futuro, produzido e exibido pela TV Escola nesta quarta, 23, às 20h.

A atração reúne cinco debatedores, todos com menos de 25 anos, que conversam com os apresentadores Bárbara Pereira e Murilo Ribeiro sobre como agem localmente em seus territórios para expressar seus objetivos e protagonismo. São jovens que querem ser ouvidos não só em casa, mas na sociedade como um todo.

Os convidados atuam em três iniciativas distintas: o projeto Argilando, de voluntariado social; o canal do Youtube Como assim cega?; e o documentário Tia Ciata, que retrata a história de uma das personagens mais influentes da identidade nacional.

Ações – Vinícius Marcello e Raphael Queiroz são voluntários da ONG Argilando, que ajuda moradores de rua, além de outros projetos, sempre mobilizando pessoas e instituições para fortalecimento da sociedade. “Somos muito mais do que aquela velha imagem de adolescentes que não querem nada da vida a não ser estar com um celular nas mãos”, resume Raphael. Na ONG, o objetivo é formar agentes de transformação. “Daí vem o nosso nome, Argilando, uma metáfora com a argila e capacidade que temos de moldar, criar e transformar sendo o artesão e a matéria prima da mesma obra de arte”, explica.

Já Nathalia Santos, uma influenciadora digital, comanda o canal Como assim cega?, do Youtube. Aos 15 anos, ela perdeu a visão e, apesar da dificuldade inicial, seguiu em frente e já está na terceira faculdade. Cursou farmácia, administração e agora estuda jornalismo, carreira que pretende seguir. No programa, a youtuber fala sobre seu canal. “O objetivo é mostrar que, como cega, eu realizo tudo aquilo que me proponho a fazer, seja escolher o melhor look ou atuar na profissão que quero seguir”, destaca.

Diretoras de Tia Ciata, as cineastas Mariana Campos e Raquel Beatriz falam sobre o curta, que foi destaque no Encontro do Cinema Negro Zózimo Bulbul – Brasil, África e Caribe, realizado em agosto do ano passado, no Rio de Janeiro. Em formato de documentário experimental, a produção aborda a trajetória da baiana Hilária Batista, mais conhecida como Tia Ciata, uma mulher que assumiu o protagonismo feminino negro.

Símbolo da resistência negra pós-abolição, Tia Ciata, com apenas 22 anos, se estabeleceu no Rio de Janeiro como líder comunitária, religiosa e empreendedora. “Mulheres negras jovens foram fundamentais na construção da identidade nacional e tiveram suas trajetórias invisibilizadas”, avalia Mariana Campos. “É impossível não fazer uma analogia com olhar sobre os jovens também, especialmente ao jovem negro”.

Salto para o Futuro é exibido todas as quartas, às 20h, na TV Escola. Os episódios estão disponíveis no portal da emissora e também em seu canal da no YouTube.

Assessoria de Comunicação Social

 

X
Fim do conteúdo da página